São medidas muito simples como “Seja vegetariano uma vez por semana” e “Compre localmente”. Como um cidadão informado e consciente, quais destas medidas você realmente aplica no seu cotidiano? Você já tentou aplicar algumas destas medidas em algum projeto?

Apesar de ser uma preocupação crescente e a grande maioria acreditar que seja irreversível, existe uma grande distância ainda entre a consciência e a prática efetiva. Muitos questionam o impacto que estas pequenas medidas podem produzir no todo e se as pessoas estão dispostas a mudar seus hábitos. O designer pode promover mudanças sociais em suas criações, porque não introduz parte destes pequenos hábitos nos projetos? Pode ser que não seja possível aplicar metodologias que promovam o ecodesign ou o design sustentável no projeto como um todo. Estas metodologias podem aumentar o tempo necessário de um projeto ou a custos além dos previstos, ou até entrar em conflito com a “consciência” do cliente. Uma saída para contornar estes problemas e tornar nossos projetos mais adequados ambientalmente e socialmente seria aplicar pequenas medidas nas fases de desenvolvimento do projeto, ou no uso e no descarte dos produtos. Encontrei estes tópicos através do site Treehugger. Existe um item dedicado ao design e arquitetura, com notícias e soluções na área, vale a pena visitar diáriamente.

Você usa o verso das centenas de folhas que você usa para seus sketchs? Sugere matérias-primas recicláveis em seus projetos? Comece por você e seus hábitos e isso se refletirá em seus projetos.

Seja a mudança!

50 formas de salvar o planeta: http://www.50waystohelp.com/