Complexidade e Design na XIII Mostra Design do IF-SC

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

MOSTRADESIGN13rgb

A Mostra Design é um evento de caráter acadêmico-cultural organizado pelo curso de Design de Produto do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Foi concebida com o intuito de apresentar e divulgar os trabalhos desenvolvidos no curso ao longo dos semestres.

Assim, desde 2003, alunos e professores se mobilizam para realizar um evento que, além de expor projetos dos alunos, promove atividades de ação e discussão no âmbito do design. Inicialmente organizada pela coordenação do curso e pelo Centro Acadêmico, há 5 edições é gerida pelos alunos do sétimo semestre, sendo atualmente parte da estrutura do curso por meio da unidade curricular “Gestão de Projeto”.

Este semestre será realizada entre os dias 25 e 27 de Agosto de 2009 nos espaços do IF-SC, tendo como objetivo “a construção do conhecimento a partir do compartilhamento de informações”. O tema estabelecido pela Comissão Organizadora da XIII Mostra Design trata da relação das diferentes variáveis do sistema complexo de sociedade no âmbito do design.

Partiu-se da premissa de que é importante considerar que pequenas mudanças no ambiente podem funcionar como pontos de inflexão que transformam o quadro geral. Nesse contexto, buscou-se questionar sobre a relevância dos produtos que são projetados dentro de uma realidade sistêmica na qual pequenas mudanças podem contribuir para a solução ou para a criação de novos obstáculos. Cada pessoa que está envolvida na realidade de um projeto de design deve ser considerada como uma fonte de informações, pois todo sistema humano, natural ou industrial está interpenetrado. Porém a maioria das pessoas vive e trabalha dentro de uma comunidade e não entre comunidades. Esse tipo de divisão isola o conhecimento em silos e não proporciona o compartilhamento de informações para a construção de um conhecimento coletivo e sistêmico (THACKARA, 2008).

Em se tratando do conteúdo da XIII Mostra, tem-se, ainda, a delimitação de subtemas para nortear as atividades de cada dia. Dessa forma, no primeiro dia serão contempladas discussões inseridas no universo do “Não estamos sozinhos”, tratando do dinamismo das redes colaborativas, o uso de softwares livres e o impacto dos produtos no meio. O segundo dia será recheado de discussões acerca da “Ausência de limites”, trabalhando sob a perspectiva da interdisciplinaridade tão relevante no design. E, por fim, a Mostra chegará às “Alternativas Viáveis”, percebendo as formas de concretização dos ideais estabelecidos sob diferentes perspectivas.

A Mostra contará com as palestras do prof. Ari Rocha, prof. Ivo Pons e do Eduardo Gonçalves

Release sobre as mesas redondas:

“NÃO ESTAMOS SOZINHOS” (dia 25, 18:00-21:00 no Auditório do IF-SC)
As ferramentas digitais são praticamente indispensáveis na atuação do designer. O domínio tecnológico ferramental é uma demanda crescente para a inserção de novos profissionais e ascensão de jovens empresas, o que torna o aprendizado dessas ferramentas um ponto fundamental para a formação do profissional. No entanto, a política de preços praticada pelas empresas de softwares inviabilizam sua compra mesmo para fins educacionais, dificultando a capacitação e o uso por pequenas e micro-empresas em suas atividades. Um fenômeno desponta como possível solucionador pra essa situação: o movimento Software livre, porém ainda existem controvérsias sobre sua aplicabilidade profissional. Da mesma forma que não se tem um consenso sobre como a colaboração e os paradigmas do mercado podem convergir de forma produtiva.

Palavras-chave: Design, Colaboração e Software livre.

“AUSÊNCIA DE LIMITES” (dia 26, 18:00-21:00 no Auditório no IF-SC)
No anseio de explicar a realidade, o pensamento classificador trabalhou arduamente na identificação dos limites das coisas. Dessa forma, pôde-se facilmente organizar tipologicamente os elementos da realidade como: seres, artefatos, conhecimento, etc. O Design, no entanto, não consegue se situar nesse espaço objetivo e determinista, visto que sua natureza subjetiva [ora negada, ora louvada] e suas competências herdadas das praticas profissionais que deram origem à sua área de conhecimento, o insere em um sistema aberto de dependência e equilíbrio dinâmico: o design não consegue existir sem o conhecimento das outras áreas. Nesse contexto, questiona-se sobre a autonomia e o papel do designer considerando que, apesar de não ter o domínio profundo do conhecimento relativo às áreas que o cercam, precisa lidar com a pluralidade das competências de outros profissionais e saber comunicar-se com eles.

Palavras-chave: Design, Interdisciplinaridade e Área de atuação.

“ALTERNATIVAS VIÁVEIS” (dia 27, 18:00-21:00 no Auditório no IF-SC)
Mesmo limitado a um escopo profissional, o designer possui uma imensa área de atuação: suas possibilidade não se limitam a um setor produtivo ou tipo de produto, visto que toda atividade humana está relacionada a um produto ou serviço. O problema, então, não é a falta de opções, mas o excesso delas, sem contar que, as condições político-econômicas e as relações dinâmicas atuais fomentam o espírito empreendedor nos jovens designers e apontam para a necessidade de constantes atualizações. Frente a essa miríade de novas possibilidades oportunizadas, também, pela adaptação do mercado a novos modelos econômicos e modalidades de trabalho, o ser “designer” perde sentido uma vez que o contexto não mais demanda por “funcionários”, mas sim, cada vez mais, por solucionadores de problemas.

Palavras-chave: Mercado de trabalho, Empreendedorismo e Design

Outras informações sobre o evento e a programação detalhada pode ser conferida em: www.mostradesign-ifsc.com.br

Mauro Alex é professor orgulhoso.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

One comment