Diferença entre design e ciência

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

“A diferença primordial entre design e ciência é que o pensamento do design lida primariamente com o que ainda não existe; enquanto cientistas lidam com a explicação do que já existe. Esses descobrem as leis que governam a realidade atual, enquanto que os designers inventam um futuro diferente, o que é um tema comum. Logo, enquanto ambos os jeitos de pensar sejam baseados em hipóteses, a hipótese do design difere da que é levantada pela ciência.” Jeanne liedka, Diretora Executiva do Instituto Batten, Escola Darden de Negócios – Universidade da Virginia “Strategy of Design” (2004)

“The most fundamental difference between [design and science] is that design thinking deals primarily with what does not yet exist; while scientists deal with explaining what is. That scientists discover the laws that govern today’s reality, while designers invent a different future is a common theme. Thus, while both methods of thinking are hypothesis-driven, the design hypothesis differs from the scientific hypothesis.”
Jeanne liedka, Executive Director of the Batten Institute, University of Virginia Darden School of Business. “Strategy of Design” (2004) – Citado no site do Mestrado em Design, da Herron School of Art and Design.

Para refletir.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

13 comentários

  • Mas de qualquer maneira o design não lida com pontos claramente existentes e fundamentais, como a experiência cognitiva, a ergonomia, a cultura, etc? Isso a aproxima da ciência, que propões coisas em cima do que existe...
    • Os métodos de pesquisa usados na ciência podem ser muito úteis pro design: quando são exploratórios, e sugerem novos problemas que ainda não tiveram solução; quando são descritivos, e expõem informações sobre a realidade que o designer irá modificar; quando são explanatórios, e explicam relações entre fenômenos aparentemente desconexos, trazendo um olhar diferente para o mundo. Enfim, os métodos de pesquisa também servem ao design, e quando são usados por este, o aproximam da ciência. Mas o design também pode ser útil pra ciência, concebendo soluções inovadores que os cientistas, engenheiros e construtores podem transformar em realidade.
  • bom pra refletir mesmo... foi uma frase meio "dona da verdade", mas que foi tirada de um contexto, ou seja, não sabemos se ela desenvolveu o que ela pensou. afinal, eu sou designer e lido com coisas que já existem. sei tb que a ciência lida com coisas que ainda não existem. além disso, a ciência tb planeja um futuro melhor. reflitamos!
  • Gente, Ciência é difícil, vamos fazer design. heheh é uma brincadeira que fizeram, mas achei interessante! A gente sabe que design não é simples.. mas é bem legal! Segue o link. http://skryingbreath.deviantart.com/art/I-don-t-blame-you-118285045
  • "enquanto cientistas lidam com a explicação do que já existe. " A ciência como outras áreas do conhecimento, ajudam a moldar a realidade. A questão de existir ou não é muito relativa, pois até que alguem não lhe mostre ou você descubra, aquilo não existe para você. E muito dos bons projetos do design que conhecemos, só existem pelos conceitos e descobertas que os cientistas mostraram ao mundo... Ao meu ver, uma visão muito limitada de ciência da autora da frase, e uma necessidade idiota em querer separar o design de outras áreas do conhecimento... "A imaginação é mais importante que o conhecimento." Albert Einstein
  • Nao vi sentido no texto... Não creio que descobrir a cura de alguma doença seja lidar com a explicaçao de algo que existe. De mesma maneira que um cientista trabalha em uma cura com base nos sintomas de uma doença o designer trabalha numa soluçao com base no problema proposto.
  • IMAGINAR o que não conhece acredito ser possível, é uma das maneiras existentes para descobrir ou encontrar as coisas, que, para o próprio indivíduo, será novidade. Acho que oo problema seria ACREDITAR no que não conhece, de acordo com a Física Quântica. A questão é que a ciência, num conceito geral, baseia-se em fatos reais, concretos, provas, etc. (não que um designer não o faça).
  • Prof. Ricardo e a turma do Big Bang! A pesquisa científica, as vezes se baseia em critérios subjetivos como o cálculo de um possivel astro que possa orbitar uma estrela dupla de magnitude 1 e de magnitude 3. Tudo foi feito por calculos matemáticos antes de uma efetiva constatação da existência desse astro através do Hubble ,Chandra, Kepler ou qualquer outro sensor que esteja em órbita hoje. O Design é a profissão que tem a obrigação de traduzir, junto com a Engenharia e outras profissões afins, todo o resultado das pesquisas oriundas dos centros de pesquisas do mundo todo. Cabe-nos a tarefa de transformar esses resultados paupáveis em algo que se transforme em produtos e soluções que possam ser utilizadas ou informadas para o grande público. Vamos lá! Já que falamos de Espaço, a corrida espacial proporcionou a humanidade uma série avanços tecnológicos que geraram em produtos amplamente utilizados pelo publico hoje e que jamais poderíamos imaginar no final da década de 70 do século passado! LCD, Microondas, Kevlar e por aí vai...até o atual Aerogel, produto que foi utilizado em uma sonda da NASA e hoje é utilizado amplamente pela industria aeronáutica e petrolífera. Diante dessa corrida tecnológica, nós Designers temos que criar novos produtos dentro de conceitos estéticos apurados, segurança e respeito ao meio ambiente do planeta e do Universo, para que sejam vendidos com vantagens para o consumidor final. Esse é o nosso trabalho! Temos que estar "antenados" com os cientistas do mundo e seus centros de pesquisas. Essa é a diferença, a grosso modo, da Ciência do Design, mas nós Designers podemos participar do avanço tecnológico e da pesquisa científica também, criando os instrumentos necessários para que os Médicos,Quimicos,Engenheiros,Físicos e Profissionais de pesquisas avançadas do mundo possam executar suas pesquisas para obter o resultado ou não desejados no projeto. Como exemplo, podemos citar um VANT / UAV para pesquisar em vôo o Planeta MARTE e que seja transportado colapsado dentro da ogiva de um foguete ARIADNE. Esse desafio foi proposto pela NASA não só para Designers,bem como para estudantes do Segundo Grau, nos EUA. Lá , as CIÊNCIAS em geral e em particular a astronáutica e astrofisica é tema de pesquisa de classe no Segundo Grau! Esse fomento as pesquisas e as Ciências é que faltam no nosso país e em especial nos cursos de Design desse Brasil varonil!!! Esse é o lado "duro" da nossa profissão! O Designer pode ser um cientista e deve! Nós somos juntos aos grandes pesquisadores de várias áreas do mundo, profissionais capazes de participar, pesquisar e descobrir soluções e coisas novas da mesma forma. Designer também é cientista, se o quiser! Mas não deixa de ser Designer e fazendo Design. Não devemos ter nanospensamentos nisso pelo contrário,pensamentos de várias magnitudes e dimensões se fazem necessários! Abraços spintrônicos! Foster.