Estudantes brasileiros de design são premiados no iF Concept Award 2009

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Quatro projetos de estudantes brasileiros estão entre os 100 premiados do principal prêmio europeu para estudantes, o iF Concept Award. Eles receberam apoio do Programa Design & Excellence Brazil (DEBrazil) para concorrer com 3.200 projetos de 39 países. Fizeram parte do júri, profissionais de países como Reino Unido, Itália, Alemanha e Espanha.

Os estudantes Daniel da Silva Scarpim, Fernando Pretti e Rafael Aoki, da Universidade Bandeirante de São Paulo (Uniban), ganharam com a Ballesta, uma furadeira elétrica sem fio de uso doméstico para pessoas com pouca experiência no emprego de ferramentas.

André Guerra, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), venceu com a bateria Nômade. Voltada para músicos que transportam com frequência o instrumento, a bateria tem como principal diferencial seu sistema de sustentação. Ao invés de estantes com tripés, foram desenvolvidos monopés, o que reduz o peso e o espaço ocupado após a montagem. Além disso, os tambores ocupam apenas um volume, pois são colocados dentro do bumbo.

De Santa Catarina, da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), o premiado foi o estudante de design Jairo da Costa Junior com o projeto HEROes, uma linha de cadeiras de rodas esportivas, concebidas para que pessoas com restrições motoras possam participar da prática de esportes como frescobol, badminton, vôlei e rúgbi de praia, em terrenos arenosos.

Já os universitários Felipe Degasperi Aranega, Felipe Andretta Costacurta e Sergio Tadeu Almeida, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), receberam o selo iF pelo triciclo Trivia. Ágil, pouco maior que uma moto, o triciclo destina-se a um ocupante e inclui vantagens como bagageiro, assento, iluminação, ar e abrigo contra chuva, vento e pó. Equipado com motor elétrico na roda dianteira e um sistema de pedais que funciona como uma máquina de “step”, não polui o ar.

Os Projetos

if01

Ballesta
Furadeira elétrica sem fio de uso doméstico para pessoas com pouca experiência no manejo de ferramentas. Possui um apoio que auxilia no posicionamento do furo, limitador de profundidade integrado, coletor de pó e um sistema que aplica automaticamente a pressão contra a superfície de trabalho, facilitando a utilização por pessoas com pouca força física. A furadeira conta com um motor principal de 12V e um motor secundário de 7V. O motor principal opera a broca como em uma furadeira convencional. O motor secundário move o conjunto e aplica pressão contra a superfície. O equipamento é alimentado por baterias de lítio.

Por Daniel da Silva Scarpim, Fernando Daniel Pretti, Rafael Yuri Aoki da Universidade Bandeirante de São Paulo (Uniban) – São Bernardo do Campo – SP.

if02

HEROes
Linha de cadeiras de rodas esportivas concebidas para que pessoas com restrições motoras possam participar da prática de esportes em terrenos arenosos, em especial na praia. Oportuniza a prática de modalidades esportivas como frescobol, badminton, vôlei e rúgbi.

Por Jairo da Costa Júnior da Universidade do Vale do Itajaí (Univali)- Itajaí – SC

if03

Trivia
Ágil, pouco maior que uma moto, o triciclo destina-se a um ocupante e inclui vantagens como bagageiro, assento, iluminação, ar e abrigo contra chuva, vento e pó. Equipado com motor elétrico na roda dianteira, não polui o ar e é econômico. Possui um sistema de pedais, como uma máquina de “step”. Conta também com marchas, como uma bicicleta, que proporcionam a chance de pedalar enquanto se dirige, praticar exercício e contribuir para o rendimento do motor.

Por Felipe Degasperi Aranega, Felipe Andretta Costacurta, Sergio Tadeu Almeida da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) – Curitiba – PR

if04

Nômade
Voltada para bateristas que transportam com frequência o instrumento musical e criada para solucionar problemas de espaço, a bateria Nômade tem como principal diferencial o sistema de sustentação. Em vez de estantes com tripés, tem-se monopés, o que reduz o peso e o espaço ocupado quando montada. Para o transporte, os tambores ocupam apenas um volume, pois são colocados dentro do bumbo, que é o mesmo tambor do surdo.

Por André Luís Guerra do Nascimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUCRJ) – Rio de Janeiro -RJ

Dica de Post enviada por Juliane Ferreira, envie a sua também dicasdepost@design.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

5 comentários