GIGA E GIGAS – Você comete esse erro?

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Há muitos anos sempre ouço alguns profissionais da área de informática (e não somente da área de design gráfico, 3D, etc) cometer um erro gravíssimo (pelo menos para os que entendem): falar MEGAS, GIGAS,  e etc.

Vou explicar.

Desde quando eu dava aulas de MS-DOS (pra quem não sabe do que estou falando, nem precisa terminar de ler o artigo), sempre ensinava aos alunos a forma de pronunciar algumas coisas relacionadas à informática. Uma delas, era a nomenclatura das unidades de medida da informática, como bits, bytes, kbytes, etc. Na época, gigabytes era coisa do futuro.

De uns tempos pra cá – desde que os espaços de armazenamento ficaram maiores – tenho ouvido algumas expressões um tanto errôneas.

Exemplo disso é o plural das unidades de medida. Quando alguém quer falar que usou 10 gigabytes, tem falado 10 GIGAS! ! ! Ora… se a medida é gigabyte, o plural fica GIGABYTES, portanto, se só o radical for falado (mega, giga, tera) não tem o S que fica no final do byte… portanto deve ser falando 20 MEGA, 10 GIGA, 90 TERA.. e não 90 TERAS. Dessa forma, a pessoa estaria falando 10 TERASBYTES, ou seja, 2 S.

Pode parecer uma consideração estranha e sem fundamento, mas pra quem REALMENTE entende de informática, ouvir 10 GIGAS, 20 MEGAS, etc dói no ouvido. E muito.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

37 comentários

  • Concordo contigo que dói, Antonio. Me formei numa faculdade particular de tecnologia, antes de fazer Design Gráfico, e me sinto parte dos profissionais de computação também. Mas, de certa forma, o certo não é nem falar "10 giga". Seria "10 Gigabytes", mesmo. Só que, como acontece com todas as outras palavras mais complexas, quando adaptadas pra linguagem coloquial, acredito que não haja uma regra a ser seguida. Acho que, nesse caso, falar "10 giga" é um eufemismo, um paliativo. Ou fala "gigabytes", ou fala como quer. E pra maioria das pessoas acostumadas com a gramática portuguesa/brasileira, acima de "um" é plural. Logo, os coloquialismos também são levados ao plural. Conheço também gente que fala "GêBê" e "GêBês". De acordo com o teu argumento, também estão errados, já que a pronúncia da sigla não está prevista em nenhum código normatizador. No fim, temos mesmo que nos resignar e adaptar ao modo como "clientes/parceiros/colegas" falam, e aceitar apenas uma pontinha como chatos que sugerem "cara, só pra te avisar, o correto não é assim". Digo isso porque eu também reclamo. Mas cultura é assim, é mutante. E a representação máxima da cultura de um povo - salvo pouquíssimas exceções - é sua língua.
    • Acho q a abordagem está equivocada. Concordo que não se possa falar 10 MEGAS, mas isto porque é proibido falar somente o prefixo, o prefixo só existe em função do termo prefixado - AUTOMÓVEIS, AUTOESTRADAS, São substantivos compostos por prefixação. É como falar apenas - CADA... Custam 10 reais cada... cada o quê? O termo só não indica absolutamente nada, MEGA isolado, como GIGA isolado, são medidas de grandeza, e necessitam indicar a que se referem MEGA BYTES, MEGA SONHOS, MEGA ERROS, isoladamente ele muda de prefixo para substantivo, ai deverá seguir a regra dos SUBSTANTIVOS - e infelizmente, sim, infelizmente deverá receber o "s", no entanto, permanecerá indefenido a que se refere, tal uso inapropriado da língua sempre gera confusão. Quem vende 10 MEGA, ou 10 MEGAS não vende nada, precisa indicar o que... Abraços
  • Deixo aqui um comentario, pois nao vi nenhuma explicação plausivel de bom senso ate agora. Esclareço que os prefixos KILO, MEGA, GIGA e TERA sao multiplos de 10 ou seja KILO = 1.000 ( dez elevado a 3 - potencia de 10 ) MEGA = 1.000.000 (asdsim por diante ) GIGA = 1.000.000.000 TERA = 1.000.000.000.000 Portanto nao tem o FAMOSO plural usado por ai, nas propagandas e demais "ENTENDIDOS" no assunto. Explico para o comentario acima 10 kilo nao significa entao, somente 1000 gramas, mas pode significar tambem bytes, P.EX. 10 Kbps ... assim como 1000 metros = 10 Kms Tenho dito !
  • O que dói e ler tanta bobagem na sua explicação. Conforme explica o professor Evanildo Bechara, renomado gramático da Academia Brasileira de Letras, no seu livro Gramática Escolar da Língua Portuguesa, 2.ed., 2010, pág. 643, "formam plural com 's' as abreviaturas obtidas pela redução de palavras." Portanto, págs (páginas), quilos (quilogramas), megas (megabits), etc. Já , o símbolo, que é a abreviatura de nomenclaturas científicas, não vai para o plural: h (hora ou horas), Km (quilômetro ou quilômetros), W (watt ou watts), Kg (quilograma ou quilogramas), etc. Faça um pouco de pesquisa antes de publicar bobagens e confundir as pessoas!
  • Continuando... Como o prefixo 'mega' não é sinônimo de nada e muito menos de megabytes, pois poderia ser também de megabits, entendo que não deve e não pode ser usado sem a unidade de medida. Concluindo, na minha opinião, está errado tanto 10 mega, quanto 10 megas.
  • Oi amigo, fico doente quando escuto alguém usa estes termos de medida com plural no lugar errado! Ah, no início do seu artigo, você escreveu: "falar MEGAS, GIGAS, e etc." Não existe o "e etc"... deveria ser: "falar MEGAS, GIGAS etc"... Valeu!
  • O intenso uso popular associa quilos a quilogramas; ocorre que a palavra quilo passou a ser sinônimo de quilograma, e se refere apenas a unidade de medida grama; passou, então, a ser substantivo simples e é claro, flexionável. Em contraponto, no uso cotidiano, e como jargão das áreas de informática e telecomunicações, a palavra mega pode se referir a megabit ou megabyte (operadoras de telefonia e internet usam esse detalhe para confundir seus clientes), não há consenso e nem uma associação clara a unidade byte. Mega ou giga não tem o mesmo “status” de quilo, ficando inviabilizada a não utilização da unidade de medida. Se um dia giga for sinônimo de gigabyte, por exemplo, eu usarei “gigas” com certeza.
  • O termo mega, por exemplo, é prefixo de unidade de medida, e indica que a unidade é multiplicada por 1 milhão. EX.: 2 megabytes = 2 milhões de bytes. a palavra mega não tem sentido sozinha, tem que ser acompanhada de sua unidade de medida e é invariável por acordos internacionais e validada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - CONMETRO Resolução nº 12, de 12 de outubro de 1988. Por isso não convém usar os termos megas ou gigas. veja: http://ctrlcctrlv-copiacola.blogspot.com.br/2010/08/voce-sabia-parte-34-mega-ou-megas-essa.html?zx=a3f927e5c0c9fa91
    • Muito bom o link. Ou seja: SOA ERRADO 10 GigaS... porém não está errado. Mas logo se vê quem tem mais experiência no mercado qnd a pessoa fala 10 Giga, 10 Mega, em razão de no início da informática ser falado desse jeito. Quem fala 10 Gigas não fala errado, porém é alguém q começou há menos tempo no mercado.
  • Não concordo com o inicio da matéria onde entre parênteses é indicado se até ali a pessoa nãoa sabe do que se trata nem deve ler a matéria. Temos mais é que encorajar e incentivar o saber. Quem não sabia, agora sabe.Quem nunca ouviu falar agora tem uma pálida idéia. E assim se dá o inicio da construção do conhecimento.Fiz um texto para rádio falando sobre Mega e o texto foi altamente importante para esclarecer a dúvida e colocar da maneira correta.Agora se a pessoa é designer, torneiro mecânico ou astronauta, o importante é que ele detectou o problema e apresentou.O problema é que muita gente se acostuma a mandar uma palavra errada e que tem sentido completamente diferente e diz-se: VOCE ENTENDEU O QUE EU QUIS DIZER e por aí vai e chamamos o TIM MAIA- UMA COISA É UMA COISA E OUTRA COISA É OUTRA COISA. Ufa!!!
  • 1º - nao acredito que estou perdendo meu tempo lendo tais comentarios; digo isto pq ninguem aqui pelo visto é formado em letras. 2º - vou xinga as pessoas q me corrigiram qdo falei a palavra Gigas e por isto comecei a pesquisar para provar a elas. no primeirpo resultado da pesquisa ja tinha saciado minha duvida e provado que estava certo dizer GIGAS; sim GIGASS!!!! segue abaixo link do resultado da pesquisa. http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&client=firefox-a&rls=org.mozilla%3Apt-BR%3Aofficial&q=gigabyte+plural&aq=f&aqi=&aql=&oq= obs.: c vc é profissional de informatica e acha GIGAS errado e senti mal com isto, vira padeiro(c ninguem te falou ainda to te avisando q ta na profissao errada). ao q qserem me corrigir primeiro lembre-se q vc digita na internet "VC"(ao inves de VOCÊ), e seja pelo menos formado em LETRAS(nao venha me falar que vc é advogado e pode dar aula de pt, pq qlqr um(desde q tenha dinheiro) consegui um diploma de direito em faculdade particular. ainda continuo sem acreditar q alem de ter perdido meu tempo lendo todos os comentarios ainda respondi no forum!
    • O termo mega, usado neste contexto, não é redução da palavra megabyte, é prefixo de unidade de medida, e indica que a unidade é multiplicada por 1 milhão. EX.: 2 megabytes = 2 milhões de bytes. Neste contexto, se aplica a norma técnica, ou seja, a palavra mega não tem sentido sozinha, tem que ser acompanhada de sua unidade de medida e é invariável por acordos internacionais e validada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – CONMETRO Resolução nº 12, de 12 de outubro de 1988. Por isso não convém usar os termos mega(s) ou giga(s). Associa-se quilos a quilogramas, mas no jargão da informática, mega pode se referir a megabit ou megabyte, (operadoras de internet enganam seus clientes assim) o que inviabilizaria a não utilização da unidade de medida.
    • “Tenho 10 megas de velocidade de internet” . Megas, mega, megabits ou megabytes, qual é o correto? O termo mega, usado neste contexto, não é redução da palavra megabyte, é prefixo de unidade de medida, e indica que a unidade é multiplicada por 1 milhão. EX.: 2 megabytes = 2 milhões de bytes. Neste contexto, se aplica a norma técnica, ou seja, a palavra mega não tem sentido sozinha, tem que ser acompanhada de sua unidade de medida e é invariável (Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – Resolução nº 12, de 12 de outubro de 1988). Por isso não convém usar os termos mega(s) ou giga(s). O intenso uso popular associa quilos a quilogramas. Ocorre que o prefixo quilo substitui um cálculo matemático (número que multiplica 1000 em uma certa unidade de medida); pelo uso corrente a palavra quilo passou a ser sinônimo de quilograma e se refere apenas a unidade de medida grama, passou então a ser substantivo simples e é claro, flexionável. Porém no uso cotidiano e como jargão das áreas de informática e telecomunicações, a palavra mega pode se referir a megabit ou megabyte, não há consenso e nem uma associação clara a unidade byte, o que inviabilizaria a não utilização da unidade de medida."Tenho 10 megabytes de velocidade de internet" seria a resposta correta; pelo menos até agora.
  • Caramba, quando dei por mim, já havia lido todos os comentários acima, e quase concordei com a Nair, se não fosse pela colocação: "Ou seja, você não deveria ir no açougue e pedir “2 quilos de carne”, o certo seria “quilogramas”, mas uma vez que o faça, que você abrevie (reduza) a palavra, as regras permanecem; portanto “2 quilos” e jamais “2 quilo”. O que você entenderia se eu chegasse em um posto de combustível e pedisse 2 Kilos de gasolina? O frentista iria pegar uma balança e pesar 2 Kilogramas de gasolina? O certo seria ele me entregar 2 mil litros de gasolina ou seja, 2 Kilolitros, pois pelo contexto a unidade seria litro e não quilo. Conclusão: De que adianta usar o prefixo sem a unidade?????
  • Que não pode usar sozinho, todo mundo sabe (ainda que não o faça coloquialmente), que na hora de escrever deve ser GB ao invés de Gigas, quem trabalha com informática sabe (ou deveria)... Agora, eu também dei aula de DOS (se isso é algum mérito, então saibam que dei aula de BASIC antes do DOS) e fui excelente aluno de Português (ao contrário de alguns acima que não sabem o significado de 'eufemismo') e sei que "reduções seguem as regras da reduzida". Ou seja, você não deveria ir no açougue e pedir "2 quilos de carne", o certo seria "quilogramas", mas uma vez que o faça, que você abrevie (reduza) a palavra, as regras permanecem; portanto "2 quilos" e jamais "2 quilo". 'Entendidos' dizem que "você não pode colocar prefixo no plural", mas um prefixo sem prefixado não é prefixo. "Quilo" sem o "grama" não é prefixo, é uma palavra. Quilo no sentido de quilograma (entendido pelo contexto) não é um prefixo, é uma abreviação/redução. Sendo assim, você pode falar corretamente "10 megabytes" ou abreviar "10 megas", mas nunca "10 mega". E o pior é que esse erro de entendimento se espalhou e agora sim... dói o ouvido (e os olhos) ver o erro em todos os lugares.
  • Discordo do Elington... No site do Inmetro está escrito: O prefixo quilo (símbolo k) indica que a unidade está multiplicada por mil. Portanto, não pode ser usado sozinho. Portanto, não pode ser usado sozinho. Portanto, não pode ser usado sozinho. Portanto, não pode ser usado sozinho. Portanto, não pode ser usado sozinho. Mais uma vez só pra reforçar: Portanto, não pode ser usado sozinho. Certo quilograma; kg Errado quilo; k Portanto é errado usar somente o prefixo e ainda mais colocando-o no plural, nem que seja só pra falar (Ah tá, me desculpe, esqueci que as pessoas escrevem de um jeito e falam de outro). O símbolo é invariável; não é seguido de "s". Os prefixos SI são sempre invariáveis, não vai "s" nem quando escritos ou pronunciados. Certo cinco metros -> 5 m Errado cinco metros -> 5 ms No caso acima a unidade metro está no plural, pois trata-se de uma unidade de medida, o quilo é apenas um prefixo que indica que alguma unidade de medida foi multiplicada por mil, só mais uma vez: Portanto, não pode ser usado sozinho nem quando é escrito ou pronunciado por extenso. O mesmo vale para a tabela de prefixos que tem no site do Inmetro. Devem ser utilizados sempre com a unidade de medida, não diz em lugar algum que podem ser utilizados sozinhos, muito pelo contrário. Papo de bêbado: Você tem 10 Megas? 10 Megas do que? 10 Megasbytes ora... Tenho custa dois mils reais. Qualquer um pode chegar e falar o que quiser, nem mesmo os professores de português sabem qual é o correto, já conversei com vários também e cada um fala uma coisa diferente, assim como na internet tem vários lugares que tem respostas diferentes, portanto não existe um concenso sobre o assunto. É engraçado pessoas chegarem e falarem que está certo ou que está errado como se fossem donas da verdade só porque pesquisaram na wikipedia ou em outro lugar qualquer ou ainda falaram com várias pessoas que sabe lá se estão certas também. O cara ai em cima coloca: >>Agora vamos a uma analogia. >>Plural das medidas: >>Correto 2 quilos (quilogramas) >>Errado 2 quilo (quilograma) Desde quando quilo é medida? A unidade de medida é o grama e não o quilo. O próprio Inmetro diz não pode fazer isso e o cara vem dizer que está certo. E mais: >> Gb -> gigabytes Só se for no seu computador. Gb -> gigabit GB -> gigabyte >> eu até tenho mais argumentos Por favor, nos poupe deles. Ou coloca ai, adoro flames. Bom, mas isso é minha humilde opinião, não gostou? Problema seu, eu sou feliz.
  • Amigo, podemos abrir um debate para avaliarmos o seu ponto de vista. Você está errado, mas antes de falar o porquê, vamos tratar de um assunto que me incomodou bastante: Primeiro, não se mede o nível de instrução profissional de uma pessoa sobre uma determinada área comparando com recursos de outra área a qual não tem haver com a primeira, sobre a sua afirmativa que mede o nível de informática de uma pessoa pelo fato de uma suposta falha ao mencionar uma unidade de medida errada. Agora vamos a uma analogia. Plural das medidas: Correto 2 quilos (quilogramas) Errado 2 quilo (quilograma) Correto 2 litros Errado 2 litro Correto 2 metros Errado 2 metro Correto 2 centímetros Errado 2 centímetro Correto 2 mililitros Errado 2 mililitro Correto 2 bytes Errado 2 byte Correto 2 kbytes (Quilobytes) Errado 2 kbyte (Quilobyte) Correto 2 bits Errado 2 bit Correto 2 megas (megabytes) Errado 2 mega (megabyte) Correto 80 Gigas (gigabytes) Errado 80 giga (gigabyte) Realmente é errado escrever GIGAS, pois na escrita, usamos Gb (Com G maiúsculo) e quando falamos, desde que a conversa esteja dentro do contexto, vc pode omitir a unidade de medida utilizada, ou seja 80 gigabytes, pode ser dito 80 gigas. Se quiser pesquisar mais sobre assunto, no site do Imetro tem o Sistema Internacional de unidades (SI), onde é falado nas grandezas kilo (1x 10(3)), mega( 1x 10(6)), giga (1x 10(9)), tera (1x 10(12)), nano (1x 10(-9)) (O que está dentro dos parentesis menor é expoente) Então essas grandezas não são os "radicais" da unidades, mas sim seus prefixos onde denotam a escala da medida utilizada, podemos como alternativa usar como notação científica ao invés da grandeza, exemplo 80G = 8x 10(9), só que é mais facil escrever 80G (neste caso, não estou me referindo a nenhuma unidade especifica, mas isto serve para todos: grama, metro, byte, litro, etc). Tudo o que eu disse não foi achômetro, mas mesmo eu já sabendo a resposta, eu pesquisei, consultei professores, me embasei em argumentos, eu até tenho mais argumentos, mas não há necessidade disso já que foi sanado todas as duvidas sobre esta questão. Qualquer dúvida a mais, você tem o meu e-mail. Grande abraço.
  • De acordo com a Prof. Maria Helena de Moura Neves escritora do livro Guia de Uso do Português. Gigas está correto, assim como Quilos e Quilogramas. Acho que tem muita gente de tecnologia querendo entender de língua portuguesa.
  • Também não precisa terminar de ler o artigo Designer e afins, uma vez que na visão do autor são os que geralmente cometem erros ao falar de INFORMÁTICA e portanto menos entendem. Desde quando essa área não precisa ter conhecimento sobre unidades de medida, hardware etc... Mas como o próprio autor mencionou, "Não só nessa área". Vê-se muita gente que acha que entende de informática e comete tais erros, mas de qualquer forma, também é um erro generalizar qualquer tipo de coisa.
  • Eu sou um dos que acha errado falar “Gigas”, “Megas” etc. Por um lado, temos a questão da linguagem popular, que a língua se forma a partir das palavras inventadas pelo povo, com a qual concordo perfeitamente, o idioma é formado assim. Também é verdade que o fato de alguém falar “gigas” ou “megas” não altera em nada o resultado do trabalho do profissional de informática. Devemos levar em conta que até mesmo as empresas de grande porte difundem este erro. Veja por exemplo os anúncios de banda larga com “xxx megas”. No site da Net Virtua, tem uma página de nome “internet-net-virtua-3-megas_novo.jsp”, onde fala de banda larga com “3 mega”, apesar do nome do arquivo usar “megas”. Apesar de achar válidos os argumentos dados pelos favoráveis, considero que no meio profissional é preciso usar um padrão. Veja bem, dentro da medicina, os médicos e enfermeiros usam os termos técnicos do ramo de forma padronizada e correta, e nunca da forma “cada um fala como quer”. Dentro do ramo jurídico, entre advogados, juízes, profissionais do direito em geral, os termos (que são em quantidade muito maior que na informática) são usados de forma padronizada e precisa, inclusive com palavras em latim. Entre engenheiros de cada especialidade, também são usados centenas de termos técnicos padronizados. Dentro dos ramos de aviação e navegação, ocorre e mesma coisa. Dentro do meio militar, apesar das gírias, os termos da área profissional são padronizados. Em todos esses ramos existem normas técnicas e unidades reguladoras (ex: OAB, CRM, CREA, etc.) que tratam, entre outras coisas, do jargão técnico. Na informática é diferente. Existe o grande público que simplesmente usa informática (usuários domésticos, curiosos, vendedores, aquelas pessoas que usam o computador na maior parte do tempo para jogos e downloads de filmes e músicas), e existem também os profissionais de informática. O resultado é que nós, profissionais de informática, não prezamos e não valorizamos o uso correto da nossa nomenclatura técnica. Achamos que se o leigo usa termos como “gigas”, “a pen drive”, “aquela coisa que encaixa no computador”, “aquela coisa que parece um isqueiro”, profissionais também podem relaxar no jargão técnico. Em outras áreas profissionais, o conhecimento vem apenas da escola. Na informática, o conhecimento vem por todos os lados. Muitos “aprendem” até a partir de conversas de vendedores de informática. Tem ainda o lado da falta de humildade do profissional, que ao descobrir que estava falando errado, não quer passar a falar corretamente, encontrar uma explicação que torne válido o uso das suas expressões erradas. A partir desse quadro, creio a maioria dos profissionais, e também daqueles que se declaram profissionais, continuarão usando os termos errados. Quem não gosta de ouvir “Gigas e Megas”, como eu, precisa se acostumar com a dor. Sugiro que pra isso façamos um treinamento: ler placas e avisos como “Desvio à 50 metros”, “De quinta à domingo neste cinema”, etc.
  • É muito triste que um profissional, qualquer que seja sua área de atuação, ache irrelevante erros de português dessa natureza. Qualquer que seja o profissional, deve sim falar e escrever corretamente. Amei o esclarecimento! Foi de grande valia para mim.
  • Excelente, só para reforçar veja a explicação no site do Inmetro: O prefixo quilo (símbolo k) indica que a unidade está multiplicada por mil. Portanto, não pode ser usado sozinho e sim como prefixo para outra unidade de medida: Certo: quilograma; kg Errado: quilo; k A mesma coisa se aplica para o mega (M) que indica que a unidade está multiplicada por um milhão e não deve ser usado sozinho. http://www.inmetro.gov.br/consumidor/unidLegaisMed.asp Abraço.
  • kkk, é pura verdade. Realmente dói nos ouvidos. O povo pega mania, um levanta uma questão, os outros não sabem explicar certos porquês, e simplesmente adotam uma mania. E assim vai de um para o outro. O pior de tudo é ir a uma loja e ouvir essas barbaridades na hora de comprar. Até perco a vontade de comprar. O ouvido dói mesmo. Toda vez tento corrigir: "meu amigo é GIGA,MEGA não GIGAS,MEGAS" e explico o motivo. eles riem sem graça, mas na outra semana estão falando da mesma forma. É difícil. aff.
  • Não sei tua origem, mas quando nossos antepassados chegaram aki falavam assim: vossa mercê depois de algum tempo usou-se: sossemecê Depois.... vosmecê depois.... você por fim né mas como nunca para na inter usamos vc no nortedeste usa-se somente cê no sul usa-se ocê (ou do tipo) qual destes vc usa?.... Estamos em constantes mudanças tanto no modo de falar como de pensar!
  • E me diga, o que seu comentário contribuirá com o design? Tambem estudei informática, e este fato não me remói nem um pouco! Acho triste designers perderem o seu tempo com essa de se preocupar demais com o que acontece em sua volta, e nao consigo. Qual o problema de Designer de Sombrancelhas, por exemplo? Qual o problema de falar Gigas? Nenhum destes roubará seu trabalho, e isso nao fará diferença nenhuma para o nosso mundo (o do Design). Gostaria de ler UM só blog aonde não existissem pessoas revoltadas com e reclamando de tudo que não consegue mudar, apenas falando mal de pessoas como vizinhas falando de da vizinhança. Pra fazer a diferença, mude você.
  • bah, Casas Bahias doi nos ouvidos! "com 2gigas!" mas sei lá... é engraçado pensar que tem muuuuita gente que fala quilos. não seria quilogramas? E mesmo que alguém fali 2 quilo, soa muito estranho! =S Mas gigas doi demais!