ORBITATO

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
 
Ocorrerá no Orbitato – Instituto de Estudos em Arquitetura, Moda e Design o 1º Encontro de arquitetura, moda e design, nos dias 14 a 17 de fevereiro, em Pomerode – SC.
Estão programados workshops de Alejandro Sarmiento (Argentina), Paulo Brazil e Ronaldo Fraga.
Presença da jornalista especializada em Design e Sutentabilidade, Luján Cambariere, com a palestra
Saber-Fazer-Fazer-Saber.
Orbitato é um Instituto de Estudos, portanto de encontro, em Arquitetura, Moda e Design e suas relações prementes: qualidade ambiental, social e cultural, a partir das habilidades: criar, gerir e produzir.Apresentam-se como espaço integrador entre as áreas e os diferentes aspectos do conhecimento, das estruturas sociais, das instituições e de pessoas. Criar sinergia é sua história. Querem um mundo melhor. Estão trabalhando por isso e aceitamos todas as parcerias alegres e construtivas.Contatos: (47) 91355854
orbitato@orbitato.com.br
 
O Alejandro tem um projeto muito bom com garrafas PET q batem muito com meus lances de Etnografia e sustentabilidade. Ele desenvolvel um sistema extremamente simples para transformar garrafas usadas em tiras de PET q tem uma grande gama de aplicações em mobiliário, luminosos e outros objetos, o mais legal é que o projeto é TOTALMENTE ABERTO ele inclusive pede para vc usar a idéia sob o lema “patente pendente”. Na onda 2.0 ele não cobra royalties das pessoas que fabricam, mas tem um patrocinio da coca-cola, que na realidade é uma das grandes responsáveis por tantas garrafas pelo mundo. 
Agora um fator extremamente cultural é que a ferramenta que ele desenvolvel para fazer as tiras é baseada em peça tradicional gaúcha, um pedaço de osso que se usa junto com a faca (companheira inseparável do campeiro) para fazer tiras de couro, coia fina.
 
Histórinha.
No N Brasília o Sarmiento deu uma palestra e logo após veio ele, a lenda, homem que todas as mulheres desehjam e todos os homens queriam ser, sim, HANS DONNER. Pra ser sincero nem entrei no frenesi de ódio ao Hans q rolou no N (e das piadas q rolam até hj) pq respeito gente que faz e acho q apesar dos degradês ele ainda é um cara que merece consideração. Mas aí no fim da palestra auto-ajuda do Hans a maior parte do povo saiu, uma galera ficou lá querendo autógrafo e mi mi mi, e eu sob ordens do Cuducos estava limpando o salão (não futucando o nariz, mas pegando pequenos lixos pq em Brasília auditórios são limpinhos) aí eis q tava lá o Alejandro, bem sussegado esperando o povo da organização levar ele pra algum canto e observando a sandice da tietagem. Muito gente boa o cara, daí eu e uma guria ficamos trocando idéia com ele, olhando os protótipos (daquele jeitão brasileiro de olhar coma mão lógico). Foi muito massa…
 
Eu ainda estou vendo se vou neste evento, nos últimos dias as coisas estão dando tão certo q acho q não vai rolar, mas vale pra gente q tá aqui perto, de SC e PR. Curitiba devia era fechar uma vanzinha pelo menos aí. 
 
Via: Caixa de email mas parte controlcezada do Design-se.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

2 comentários

  • Então tá, essa é pra completar a histórinha e aumentar a diferença entre um e outro palestrante do 16º NDesign. Logo depois do fim das atividades desta noite, eu e alguns amigos estavamos lá do lado de fora do bonitão Centro de Convenções procurando qualquer coisa pra comer. Optamos pelo pior hotdog que fosse possível e eis que tava lá o Alejandro prestes a devorar o seu. Acho que ele não procurou pela Comissão Organizadora (CONDe) pra forrar o estômago, ou foi deslize da CONDe mesmo não o ter procurado e ajudar o gringo... Trocamos uma idéia e depois fiquei pensando, será que Hans Donner come hotdog de barraquinha assim na moral? Pois devia.
  • Hahahaha, acho bem difícil, mas a galera tb coloca o cara no pedestal, é fogo. uma bem comédia fi na saída do Hans do auditório. A galera fazendo fila pra pega autógrafo e o povo querendo organizar pra ele sair, ele naquela simpatia meio maluca, sorrizão de orelha a orelha. Daí ele veio andando pelo corredor central e a fila veio bonitinha do jeito q tava atrás dele (só quem tava naquele evento sabe a importancia de uma fila no N Brasília). Eu tava quase na porta do auditório e aquela procição vindo com o criador do melhor relógio do mundo à sua frente. Não resisti. Simplismente fiquei parado ali pelo caminho e estendi meu crachá pra levar uma canetada do Hans, ahhaha, a galera da fila ficou meio de carinha pelo corte, mas fazer o que. Pior q mais cedo eu tinha pedido pra ele autografar já, tava de monitor então tinha contato e tal, agora o melhor foi pedir pra ele amassar meu crachá e dizer "em breve seremos milhões" e ele "em brrrreve serremos milhões em pról de uma coisa muito bonita que vai acontecer aqui hoje e mi mi mi...) hahahaha. PS:. Pra quem fala de tietagem eu tive contato até demais com o figura hem...