Padrões Web para Clientes e Leigos

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Não sei quanto a vocês, mas comigo já aconteceu, várias vezes, de estar frente a frente com um cliente que não tinha a mínima idéia do que são os padrões web e qual a necessidade de adotá-los. Além disso, muitos alunos iniciantes, após serem submetidos a artigos, apostilas e revistas abordando o tema de forma crua e pouco responsável, vieram até mim com muitas perguntas sobre o tema, além de uma série de visões distorcidas e pouco objetivas.

Por isso, acabei escrevendo este artigo, que indico para dar uma iniciação ao tema. Quando apresento este artigo para os meus clientes (leigos, na sua maioria), consigo “conversar” mais objetivamente sobre o tema, além de poder propor soluções mais adequadas para cada projeto. Espero que seja útil para vocês.

Padrões Web: back to basics ou o que nunca deve ser esquecido.

Confira, neste artigo:

1) O que é web?
2) O que é XHTML?
3) O que é CSS?
4) O que são web standards (padrões web)?
5) Como aplicar estes padrões em minhas páginas?

1) O que é web?

A web funciona dentro da internet como um sistema que interliga diversos arquivos por meio de hipermídia e hiperlinks. Na web, existem os servidores (que armazenam os arquivos dos sites que utilizamos), o cliente (você, que acessa a web) e um navegador (também conhecido como browser), cuja função é interpretar os códigos das páginas e processa-los, possibilitando a exibição na tela. As páginas web são escritas numa linguagem de marcação (utilizando marcas, também conhecidas como tags) chamada html. Os browsers processam o código html e servem páginas para os usuários.

2) O que é xhtml?

Xhtml é uma linguagem de marcação, baseada em xml. Em sua versão 1.1 e 1.0, é considerada um evolução ao html4.0.1, tornando as regras mais claras. A separação de conteúdo e formatação visual é um dos pilares principais da linguagem, que também oferece ferramentas e recursos de acessibilidade diversos, bem como a real possibilidade de trabalhar com um modelo único de publicação. Traduzindo, isso quer dizer que você, desenvolvedor/estudante, criará a página somente uma vez, e poderá publicá-la em qualquer tipo de mídia.

3) O que é CSS?

CSS é uma linguagem que permite a formatação visual de uma página html utilizando o sistema de folhas de estilo.

Para entender o conceito do css, imagine o seguinte: você tem um documento extenso, escrito no seu editor de textos preferido. Porém, trata-se de um trabalho escolar, o chato do professor impôs uma série de regras de formatação para títulos, subtítulos, textos, fotos, legendas, etc… Você, neste caso, tem duas opções: ou formata manualmente cada linha de seu texto, ou cria uma folha de estilos, acessíveis facilmente. Então basta selecionar os blocos de texto e aplicar o estilo correspondente. Simples, não? Pois é exatamente assim que o css funciona. Só que, ao invés de formatar textos, ele formata páginas html.

Todos os navegadores dão um suporte razoável ao css (porém, cuidado com o Internet Explorer!). Esta poderosa linguagem oferece um real controle sobre os aspectos visuais e posicionamento dos elementos das páginas, como jamais existiu na web.

4) O que são web standards (padrões web)?

A web possui um órgão gestor em nível global, chamado W3C. Este consórcio mundial da web é presidido por Tim Berners-Lee, o criador do html, desenvolvedor do primeiro servidor web, do http e, portanto, pai da web. Um dos principais motivos da grande popularização da web no mundo, foi justamente o empirismo desse cidadão, que não quis cobrar royalties de sua criação. Ou seja, o html é totalmente livre de licenças.

O W3C cria os padrões que devem ser seguidos e adotados por toda a comunidade web. Estes padrões visam sempre a melhoria contínua da web, facilidade de acesso, democratização da informação e trabalho mais eficiente por conta dos desenvolvedores de web espalhados por todo o mundo.

Atualmente, os padrões web dizem respeito, especialmente, à separação clara e objetiva de conteúdo (html) e formatação visual (css). Também, a questão da acessibilidade e do acesso às páginas de qualquer dispositivo ou browser é uma grande bandeira levantada pelo W3C e por um grande número de desenvolvedores conscientes pelo mundo.

Ao eliminar a necessidade de utilização das tabelas para layouts, que agora podem ser criados por tags de divisão (div), o W3C deu margem à criação do “marketeiro” termo “tableless”, tratado como verdade absoluta por muitos, mas que não passa da aplicação dos padrões web de maneira consciente e limpa.

5) Como aplicar estes padrões em minhas páginas?

Na verdade, é tudo muito simples:

a) Desenvolva seu layout em alguma ferramenta visual de design (photoshop, por exemplo);
b) Após a aprovação do layout (e conclusão de várias etapas de planejamento), parta para a confecção (desenvolvimento) do html básico, puro, sem formatação visual nenhuma. Siga as normas de desenvolvimento, escreva um código lógico, limpo e semântico, com marcações de acessibilidade.
c) Parta para a criação dos arquivos CSS. Trabalhe com arquivos gerais e externos, utilizando-os para a formatação global de seu site.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

9 comentários