Perguntinha

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Alguém aí pode me explicar por quê os logotipos das redes sociais e outros serviços da dita web 2.0 são tão … hmmm … mal concebidos? A imensa maioria parece ter sido feita em algum software de edição online, sem nenhum conhecimento/senso estético.

É só a mim que isso apavora?

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

11 comentários

  • é para mostrar que qualquer um pode fazer alguma coisa pelo site para ele ficar mais atraente que o logo...hehehehe. mas é estranho mesmo. eu acho que a culpa disso é um pouco das referências da época e do que representa culturalmente essa história de ambientes de colaboração. se eu soubesse quais são as referências dos caras, até escreveria um artigo sobre o assunto, mas como não faço a mínima idéia, só posso especular: os logos da web 2.0 lembram muito o que a escola de Ulm, na Alemanha, trabalhava. Foram eles, por exemplo, que criaram a logotipia da Lufthansa, uma para bem feita, por sinal, mas se vocês repararem nas cores usadas no trabalho feito para a companhia aérea germânica (amarelo e azul saturadíssimos), tem muito cara de web 2.0.
  • Acredito que esse fenômeno se dá por que a maioria dos logos de redes sociais deve ser criadas por seus próprios desenvolvedores e não por um designer. É só um palpite, mas explicaria porque são todos tão sem sal.
  • Realmente os logos são bem simplórios, mas se vc reparar não sâo só os logos que tendem a simplicidade, a maioria dos sites com serviços relevantes na dita web 2.0, se preocupam principalmente com a usuabilidade e conforto visual. Mas simplicidade não quer dizer que sejam mal concebidos, claro que tudo na vida é passível de melhorias e como na web 2.0 não existe versão final, basta esperar que uma hora os logos serão refeitos. Vale lembrar que gosto é relativo, mas bom funcionamento é absoluto (funciona ou não funciona), então já que o foco é oferecer serviços... prefiro que continuem priorizando o bom funcionamento, usuabilidade e conforto.
  • Com essa onda de massificação, onde tudo precisa ser feito pra "ontem", até os responsáveis por desenvolver logotipos acabam entrando na dança, o que é uma pena, pois ao meu ver, devemos sempre fazer valer o conhecimento e a criatividade. Isso também me causa um certo medo, pois se continuar assim, os profissionais no futuro serão avaliados , não por sua qualidadede trabalho mas sim por sua quantidade de produção!
  • Olá Domingos, não é só você que fica com a pulga atrás da orelha com isso, apesar de não ser designer formado, sempre procurei ao máximo compreender os princípios do design e a importância de um bom projeto gráfico que de fato apresente as soluções adequadas, seja um logotipo ou um website. Mas, estamos vendo que existe uma idéia generalizada de que existe design express, você vai em uma gráfica ou até num estabelecimento que faz xerox e tem alguiém lá que faz logotipo por R$ 15,00 e site por R$ 100,00. Aqueles que apreciam o design verdadeiro sentem-se incomodados com a situação e principalmente visualmente. Ignoramos tudo isso? Faremos um movimento do tipo "Design Express Nunca Mais"? Ou vamos orientar essas pessoas? Não seui mas que apavora, ah sim, apavora.
  • A Web 2.0 foi claramente super valorizada pelos entusiastas digitais e caiu em modismos disformes. De tão idolatrada em sua infinita inovação e originalidade, acabou massificada num padrão "estéril, sabor baunilha e tamanho único", como diria Christopher Locke. Minha teoria é de que hove uma confusão. A Web 2.0 como definida por O'Reilly nada mais é senão a evolução natural da rede. Nada mais óbvio do que as pessoas se aglutinarem em paixões e interesses em comum. Isto é Humano! Agora imagine eliminar todas as barreiras (geográficas, culturais, lingüísticas, morais) e toda a censura! A Internet só colocou um processo natural numa dieta de esteróides. Posso estar enganado, mas o visual sem graça da Web 2.0 foi um equívoco coletivo. Enquanto O'Reilley definia esta nova fase da Internet, os webdesigners copiavam os traços de sites de vanguarda, como SumbleUpon, YouTube entre tantos outros, e a multidão que sorvia alucinada as predições e definições de O'Reilley identificou este padrão e pensou "ei, isto é a Web 2.0!". É muito mais fácil nomear algo que se pode ver em cores brilhantes, reflexivas e reluzentes do que uma idéia ainda pouco entendida.
  • Bom vai parecer estranho mais eu gosto da idéia de que existam pessoas que nâo são capacitadas para fazer design.................. CALMA .....................eu vou explicar ............ Na verdade é sempre bom ter os dois lados da moeda ter pessoas que fazem serviços bons e pessoas que fazem serviços ruins é o que move o mercado e a concorrencia e é o que faz grandes empresas serem o que são. E isso se encaixa muito bem para os designers. No caso da WEB não vamos esquecer que é o meio mais interativo ja criado pelo homem, é um ambiente que sofre constantes transformações entao sites que tem um material bom fica a uma distancia de um clique de um site ruim e é clara a diferença entre os dois. Como todo meio de comunicção a web2.0 está passando por modificações e evoluções.