Por que, agora, tudo é identidade?

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Agora branding virou moda entre os designers. De repente todo mundo vira especialista em identidade corporativa, e quando se pergunta a diferença entre identidade corporativa, identidade institucional, identidade de produto e identidade de marca, fazem cara de paisagem e dizem que é tudo igual. Mas não é. E esse é um grande desafio pra todos que trabalham com comunicação, pois o tipo de mensagem emitida muda de acordo com o nível em que ela é expressa.

Isso dá o que pensar.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

10 comentários

  • Seriam micreiros!? Temos no mercado o cara que conhece Corel e/ou illustrator, photoshop e afins, tem um bom gosto e acha que é designer. Pode ser que jamais tenha lido sobre semiótica, por exemplo. Um designer precisa ter muito + q bom gosto. Por mais que não tenha especializado-se em branding, já deveria ter estudado bem este assunto. Um designer de produto por exemplo, tem q conhecer branding. Quando ele projeta um determinado produto, precisa estar pensando em como este vai ser relacionado e linkado ao público. Precisa saber expressar o produto na mesma "frequência" do seu usuário . Precisa fazer seu publico final se identificar com aquilo que foi projetado. Assim como um designer gráfico, um designer de interface "web designer", um designer de moda, designer de interiores... todos precisamos estudar e conhecer pelo menos o básico de branding. A conexão.
  • Leiam Zygmunt Bauman (e a teoria do mundo líquido). Leiam Joan Costa (no livro A imagem da Marca). Leiam Delano Rodrigues (http://www.designbrasil.org.br/portal/artigos/exibir.jhtml?idArtigo=820). Existe muito mais sobre identidade por aí que nós designers precisamos saber. Só não digo para vocês lerem minha dissertação onde falo exatamente sobre isso porque ainda não a publiquei! rsrs
  • Não acho que sejam só os micreiros. É uma tarefa árdua quando o cliente pede pra "fazer uma marquinha ai". Explicar todos os processos e pá. Outra. Estou no quinto semestre de design de interfaces e na minha turma NINGUÉM busca informação. Nem na internet! É esse o futuro do design brasileiro? Espero que não. Ser designer não é seguir tutorial, fazer uma marquinha, etc... Parece que ninguém se toca disso. Nem os próprios designers.
  • Muito pertinente a questão colocada pelo prof. Ricardo. Só que os conceitos de branding e identidade corporativa são tão distintos que fica atér difícil entender como alguém pode confundi-los. De qualquer maneira, tenho pesquisado bastante sobre identidade corporativa (NADA a ver com branding), já que o assunto foi tema da minha tese de doutorado. Tenho vários artigos publicados, se alguém estiver pesquisando a respeito e quiser dar uma olhada, está tudo disponível no meu site (inclusive a tese). É só entrar na seção "artigos" e baixar. Sejam todos bem-vindos a http://www.ligiafascioni.com.br.
  • O problema maior não está em confundir identidade corporativa e branding. Está em usar conceitos específicos para sistemas de identidade corporativa em outros tipos de sistemas de identidade. Tem designer fazendo identidade de grupos musicais, de cidade, de evento, de produto, etc, da mesma forma como se faz identidade de organizações, sendo que eles tem atributos essenciais bem particulares, que impedem esse tipo de atalho, mais baseado em ignorância, do que em praticidade.
  • Equívoco na utilização do termo "Branding" Para a construção de uma grande marca (BRNANDING) todos os setores da organização devem ser envolvidos, sendo responsabilidade de todos o sucesso ou não desta atividade. A grosso modo, a empresa pode ser considerada como um carro de corrida, onde cada peça é fundamental e o mal funcionamento de uma delas pode resultar no fracasso dos resultados. Nesta construção existem seis grandes forças que sustentam e fortalecem uma marca, sendo elas: Produto/serviço; Serviço ao consumidor/Pós venda; Canais de distribuição; Preço; Marketing de Comunicação; Governança Corporativa; Responsabilidade Social. Todos elas tem impacto direto na marca, com importâncias diferentes conforme o segmento de mercado.
  • Acho que todos que estão envolvidos com o produto ou serviço (designers, micreiros e webdesigner) tem que se preocupar como que o que a o produto /serviço vai representar oo cliente. E uma grande marca (identidade ) precisa de muitas coisas que vai além do Branding. Espero que os designers saibam o que estão fazendo !!!