3D, Mulher escaneia a vagina e imprime um Kayak com o formato peculiar

Cara, quando você acha que já viu tudo na internet, digo nos seres humanos. A artista Megumi Igarashi, ou Rokudenashi-ko, ou algo como “Good-for-nothing Girl” ou Imprestável Menina no PT, criou uma arte pessoal que chegou a violou a lei “Waisetsu Hanpu Para Butsu”, ou a distribuição de objetos obscenos. E deu merda.

Os promotores afirmam que ela violou a lei “Waisetsu Hanpu Para Butsu”, ou a distribuição de objetos obscenos. O artigo 175 do Código Penal japonês lê “Uma pessoa que distribui, vende ou exibe em um documento público obsceno, desenho ou outros objetos, é punido com pena de prisão com trabalho para não mais de dois anos, uma multa não superior 2,500,000 iene ou um bem pequeno. O mesmo se aplica a uma pessoa que possui o mesmo com o propósito de venda. ”

O artigo 175 do Código Penal japonês lê “Uma pessoa que distribui, vende ou exibe em um documento público obsceno, desenho ou outros objetos, é punido com pena de prisão com trabalho para não mais de dois anos, uma multa não superior 2,500,000 iene ou um bem pequeno. O mesmo se aplica a uma pessoa que possui o mesmo com o propósito de venda. ”

Igarashi negou as acusações Durante uma audiência no tribunal esta semana e diz que ela tem feito nada de errado em fornecer o código para o 3D imprimir o caiaque. “Eu sou inocente porque nem os dados para órgãos genitais femininos, nem das minhas obras de arte em forma de órgãos genitais femininos, são obscenos,” Igarashi disse perante um painel de juízes no Tribunal Distrital de Tóquio.

Distribua