Vem pro R Sul!

O que é o RDesign todos já sabem, e que acontecerá dos dias 14 à 17 de novembro em Curitiba também! Ops, Curitiba?! Mas não era em Joinville?! Calma, designer! Você não enlouqueceu, o evento tinha como cidade sede Joinville mas por motivos maiores foi movido para Curitiba para melhor atender seus encontristas.

Para refrescar a memória de quem já conhece e/ou para fazer saber quem ainda não conhece o tema proposto, nesse parágrafo apresentamos um resumo do objetivo do evento.

O tema traz como proposta a pergunta “Como posso ajudar?”, que visa a formação de um questionamento entre os encontristas sobre a sua influencia na sociedade, dentro do âmbito de um designer com a visão voltada para os problemas reais da sociedade, preocupado com a melhoria da qualidade vida de todas as pessoas. Queremos falar sobre o design social, a relação entre o design e a sociedade, como as pessoas enxergam o designer e sua profissão, e também como os estudantes e profissionais de design se enxergam em relação à sociedade e ao mercado.

Sob o conceito do design social, queremos voltar a pensar na essência do design, que é resolver problemas reais, para pessoas reais. Para isso chamamos para o nosso evento pessoas que compartilham da mesma ideia, que buscam no dia a dia a mudança para uma nova sociedade, uma nova forma de pensar, de projetar, de solucionar.

Algumas dessas pessoas são:

  • Guilherme Sarkis
    Educador formado pela UFSC, MBA em Gestão Empresarial pela UCAM-RJ. Co-organizador do Startup Weekend Floripa e TEDxFloripa. Empreendedor com negócios nas áreas de educação, tecnologia para educação, treinamento corporativo, co-working e gastronomia. Coordenador do Social Good Brasil Lab em Florianópolis, programa de desenho e prototipagem de inovação social.
  • Zoy Anastassakis
    Professora Adjunta da Escola Superior de Desenho Industrial da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ESDI/UERJ). Graduada em Design (ESDI/UERJ), Mestre e Doutora em Antropologia (PPGAS-Museu Nacional/UFRJ). Coordenadora do Laboratório de Design e Antropologia (LaDA), projeto financiado pela Fundação de Apoio a Pesquisa no Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), e que reúne pesquisadores da ESDI/UERJ e do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Publicou diversos artigos em periódicos e livros nas áreas de design e antropologia, dentre eles as coletâneas “Antropologia e Patrimônio Cultural: trajetórias e conceitos”, editado pela Associação Brasileira de Antropologia, e “Design e/é Patrimônio”, lançado pelo Centro Carioca de Design, em 2012. Com apoio da FAPERJ e do Prêmio “Design” do Museu da Casa Brasileira, prepara a publicação, em livro, de sua tese de doutorado, intitulada “Triunfos e Impasses: Lina Bo Bardi, Aloisio Magalhães e o design no Brasil”. 
  • Neide Köhler Schulte
    Graduação em Desenho e Plástica pela Universidade Federal de Santa Maria UFSM-RS (1992), especialização em Ensino da Arte pela UNIVILLE e em Moda pela Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC-SC, mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina UFSC-SC (2003), doutorado em Design pela PUC-Rio (2011). Atualmente é professora titular da Universidade do Estado de Santa Catarina. Tem experiência nas áreas de Artes, Moda e Design com ênfase em Sustentabilidade, atuando principalmente nos seguintes temas: moda, desenho digital, estamparia, desenvolvimento de coleção, ecomoda, sustentabilidade, responsabilidade socioambiental, economia solidária e gênero.

Calma, vai ter mais pessoas legais 🙂
Além dos convidados acima, terão mais novidades sobre os palestrantes, que divulgaremos por aqui à partir de segunda-feira e também na nossa página oficial do evento.

Reservamos os melhores lugares para as atividades e alojamento!  

As atividades do evento acontecerão na PUC – PR, localizada no bairro do Prado Velho. o Campus Curitiba oferece cursos e programas nas diversas áreas do conhecimento, seja na Graduação, Especialização, Mestrado e Doutorado.

As atividades acontecerão na Universidade Livre do Meio AmbienteUNILIVRE.

  • A UNILIVRE é uma Organização Não-Governamental pioneira na inclusão dos vários segmentos da sociedade na discussão sobre o meio ambiente. Local de produção de conhecimento multi e interdisciplinar sobre meio ambiente e sustentabilidade urbana, desenvolve e executa projetos sócio-ambientais e programas de capacitação para diversos segmentos: escolas, empresas, órgãos públicos, sindicatos e demais entidades do terceiro setor.
  • Já o alojamento (local mais interativo dos eventos) será no campus I da UFPR, onde fica localizado o pólo de comunicação, também sede do SACOD (Setor de Artes, Comunicação e Design). Lá é bem grande, com espaço de sobra para armar suas barracas, conhecer pessoas e descansar das atividades e festas durante o RSul.

Depois de tudo isso, nós sabemos que você já deve estar louco para vir pro RSul, então fica ligado lá na página do evento – que por lá será avisado todas as novidades e aberturas dos lotes e por aqui que você fica ligado em todas as noticias, artigos legais sobre o que esta acontecendo no mundo do design.

 

vem aí RDesign Sul 2014

O RDesign, como é conhecido, é um evento anual itinerante, o maior congresso de estudantes do setor na região sul, reunindo cerca de 600 participantes a cada edição. No segundo semestre de 2014 ele será realizado na cidade de Joinville. Organizado por estudantes de várias cidades do sul, como Curitiba, Cianorte, Florianópolis, Blumenau e, claro, Joinville ele trás uma nova proposta e estrutura de organização. Conheça a proposta de evento que vem por ai…

“Como posso ajudar?”

É em torno desse questionamento que nós da CORDe (Comissão Organizadora do R Design) estamos construindo o 11? Encontro Regional Sul de Estudantes de Design.

Depois de muito discutir sobre qual seria o tema ideal para um evento planejado por pessoas diferentes, de cidades e estados diferentes, que sequer se conheciam pessoalmente, entendemos que o objetivo que nos unia era a vontade de fazer algo maior, que fosse além das propostas comuns dos eventos estudantis de design, algo que ultrapassasse as fronteiras do nosso curso e perdurasse além do evento.

Chegamos à conclusão de que, para colocar tudo isso em prática, adotar como conceito o design social seria ideal. Queremos fazer com que o a sociedade enxergue o design como uma ferramenta para a solução de problemas, um meio de ajudar as pessoas em seu dia a dia, independente de sua situação econômica, física, social e cultural. A proposta é que antes, durante e após o evento, através de várias ações que serão promovidas pela CORDe, a pergunta “Como posso ajudar?” seja analisada pelo público sob 3 pontos de vista: enquanto pergunta do designer para o mercado, do designer para si mesmo e enquanto pergunta do designer para a sociedade.

Através desse projeto queremos desenvolver e oferecer às pessoas uma visão mais ampla dos problemas gerais na formação, no mercado de trabalho e no Movimento Estudantil de design, e também da sociedade como um todo, fazendo assim crescer em nosso público o interesse em observar, discutir e solucionar esses problemas com mais propriedade e conhecimento sobre o tema. Pretendemos mostrar o que é o design, para que ele serve, e mudar a visão que a sociedade tem da nossa profissão, promovendo a discussão sobre um design para todos, que seja pensado para mudar o nosso entorno. Propomos que o design seja visto como uma ferramenta de transformação social.

Fique atento, pois logo vamos postar mais conteúdo do evento por aqui.