Designer e as Prostitutas

Durante essa semana eu havia comentado no Twitter sobre a hashtag #SerDesignerE que busca levantar o estereotipo dos designers, e hoje descobri uma comunidade engraçada no orkut, que levanta a semelhança entre a profissão de designer com o das prostitutas. Segue a comparação.

  • Você trabalha em horários estranhos.
  • Te pagam pra fazer o cliente feliz.
  • O cliente até que as vezes paga muito, mas teu empregador fica com quase tudo. (cafetão)
  • Seu trabalho sempre vai além do expediente.
  • Você é mais produtivo à noite.
  • Você é recompensado por realizar as ideias do cliente. (as vezes)
  • Seus amigos se distanciam de você, e você só anda com outros iguais a você.
  • Quando vai ao encontro do cliente, você tem de estar sempre apresentável. Mas quando você volta, parece saido do inferno.
  • O cliente sempre quer pagar menos e que você faça maravilhas.
  • Quando te perguntam em que trabalhas, tens dificuldade de explicar.
  • Se as coisas dão errado, é sempre culpa sua.

E você achou algo semelhante as putas?


Participe também da campanha #SerDesignerE no Twitter. É só mandar uma mensagem com algum estereoptipo que você acredita que se encaixa na nossa profissão (não esqueça da hashtag). As melhores serão listadas aqui em um artigo na proxima semana.

Ilustra do banner no deviantart.


CategoriasSem categoriaTags

12 respostas para “Designer e as Prostitutas”

  1. É…puta e designer…tudo ali…faz o que gosta…não é uma profissão regularizada… em muitos casos ganha pouco pra caralho!

    E sempre tem um idiota querendo fuder!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *