Designer “Senior”… e aí?

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 

Termos como “carreira” “vida profissional” e afins não me agradam, soam bem artificiais, coisa assim.
Mas uma coisa me encavifa com a vida de design…

Quando eu era criança e pensava no “que vou ser quando crescer” obviamente design de produtos não estava na lista, mas me lembro de pensar uma coisa engraçada. Eu entendia a evolução das coisas, tipo hierarquia assim, pra mim a lógica era simples: prézinho, escola, segundo grau e universidade, pra falar a verdade não entendia bem o q vinha depois. A outra linha era: creche, FEBEM e cadeia, hahaha (sério, eu achava q era assim, humor politicamente incorreto desde criança)

Mas o que quero dizer é tá, somos designers. E daí?

Um cara se forma em economia, contabilidade, administração e afins pode ir investindo bem seu dinheiro com o tempo e fazendo uma boa pilha de ativos durante a vida, ou mesmo q fique lá seus anos levando na cabeça dentro de uma empresa acaba subindo, existe uma linha para a “carreira” dele, existem degraus para subir, tipo patentes de exército, vai passando o tempo e ele vê seu conhecimento sendo reconhecido por um título antes do nome, ou alguma coisinha escrita na plaqueta da mesa.

E a gente?
Antes de me formar eu já tinha sido empregado como “designer de móveis” (aliás, a única coisa solita na carteira de trabalho), quem se forma e é contratado como treinee ou designer junior tem quantos degraus para subir? E em que direção?

Tá. Digamos um emprego top do design, dirigir o setor de projetos de uma Brastemp, Consul..(na real Whirlpool, mas beleza…), sei lá, ser o golden boy de alguma grande montadora de carros (q estão investindo bem em setores de design no Brasil). Quanto tempo se leva para chegar a esse “topo”? Quanto conhecimento é necessário? E o que eu tô interessado em perguntar, e depois disso?

Sério.

Aonde uma carreira de ilustrador, web-designer, designer gráfico e afins pode chegar? Pq eu acho que as vezes a gente se prende a níveis de discussões muito pequenos, vamos pensar grande galera.

Qual o topo de uma carreira em design? No que a atividade que vc está desempenhando nesse momento te ajuda a chegar lá?

Será q isso existe?
Será q isso importa?

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

14 comentários

  • no outro post sobre as logos comemorativas do google, vc escreveu que o cara era webmaster assistente e virou o ilustrador. seria isso um exemplo de onde vai a carreira do "designer"? muito interessante esse texto seu... na empresa em que trabalho, há 4 designers. o mais velho da casa é o que "comanda", finaliza os arquivos, revisa, e dá o ok final além de criar. acredito que esse é o ápice que ele pode chegar nessa empresa, sendo ela pequena e não tendo mtos niveis hierarquicos. talvez dependa da experiencia que o designer vai adquirindo ao longo da vida... acumulando referencias e prática, ele pode subir de nivel. porém acredito q um designer vai ser sempre o cara que cria... não tem como fugir disso e virar um cara que só "aprova" as coisas e comanda uma equipe (como na administração, vc pode ser o cara q faz planos ou só o executivo que aprova...)
  • Acredito q a motivação do dsigenr está no constante estudo, constante atualização. Talvez mais do q mtos profissionais, necessitamos extremamente estar atualizados, principalmente qd se trabalha com comunicação. Por isso acredito q o topo da carreira de um designer, é o topo criativo. E se ele pretende ir mais além, acaba por abrir seu próprio estudio de criação, buscando maior sucesso criativo e financeiro.
  • Bom... não acho q passar de web master para ilustrador de datas comemorativas seja lá um bom exemplo de súbida e ápice de carreira, mas beleza. Acho q a dúvida pode continuar, onde será q pode se cehgar com essa de design minha gente?
  • Sendo genérico, não há limitye pra nenhuma profissão. Vc quer chegar a ser o presidente da empresa? Só sendo e conhecendo algo relacionado ao design, não dá. Mais conhecimento, mais responsabilidade. Vc quer isso? ou sua qualidade de vida já está onde vc queria que ela estivesse? pra qualquer uma das respostas, vc terá que se esforçar e destacar mais coisas da sua vida. simples.
  • Eu penso que isso depende muito da organização em que se trabalha e de como essa empresa vê o design. Se ela vê o design de forma estratégica e, dessa forma, como fator importante na tomada de decisões, um designer pode perfeitamente fazer parte da Diretoria da empresa, e não vai deixar de ser designer, pois ele não vai mais estar no operacional, mas sim na estratégia, ou seja, ele vai pensar o design dentro dessa empresa. Acho que como funcionário esse deve ser o ponto mas alto a se alcançar em uma empresa para um designer, mas ele pode partir para um negócio próprio, aí só vai depender do seu crescimento, mas dessa forma tem um problema, quanto amis a empresa crescer, mais administrador e menos designer ele se torna.
  • Muito boa a discussão. Eu vejo que o designer (de produto que é minha praia), sai como desenvolvedor-projetista e fica um bom tempo por aí até pegar o repertório técnico. Os próximos passos seriam na área de coordenador de projetos (se encarregando da organização de trabalho), e finalmente alcançando o gerenciamento. Neste patamar o designer inicia o nível estratégico da profissão, podendo ir para o gerenciamento de projetos, clientes, fornecedores, produção e por aí vai... Em empresas tradicionais podemos ter ainda as áreas de superintendente, que seria acima de gerentes, no caso de multi-funções na empresa, algo como superintendente de pesquisa e desenvolvimento. Finalmente na carreira poderia chegar a Diretor, seja um diretor sem cotas (sociedade), ou um Diretor Associado e por aí vai, exatamente como no caso de Gerências. Agora o título de Sênior, Júnior, Trainee, são importados dos EUA, e se aplicam a; avançado (bom tempo de experiência, pode colocar alguem na faixa de 35 a 40 aí), iniciante e o sujeito em fase de treinamento. Mas claro, pensando em quem segue carreira de projetista, designer mesmo. Se o sujeito levar para a área estratégica e de negócios, a coisa toda muda... ;)
  • curioso eu ter vindo parar nesse blog (através do google). eu to vivendo justamente essa crise no momento. já sou formado há 14 anos e alcancei uma gerência de branding e design numa multinacional..... chique né? mas daí a pergunta... e agora?? detalhe q acabei saindo (duas vezes da mesma) empresa. No momento procuro trabalho e fico brochado com as oportunidades do mercado. Estou competindo com gente recem formada e essa profissão é ingrata, pois os mais novos e inexperientes podem ser tão bons ou até melhores q os dinossauros. Cada vez mais me convenço q Design é faculdade de riquinho. Quem quer fazer carreira e ganhar dinheiro, salte fora enquanto é tempo. Por mais cursos q se faça, o designer será sempre aquele carinha da criação. Hoje me arrependo demais por não ter feito direito, administração, engenharia... acho q os designers se safaram do estudo pesado e passaram 4 ou 5 anos fazendo projetos na faculdade. Hoje a gente sofre a consequencia disso. Não podemos nos dar ao luxo de querer salários de médicos e engenheiros, não tem como. Life sucks!!
  • eu tenho 17 anos, estou pensando eu seguir a carreira de designer gráfico, gostaria de uma horientação de quais tipos de curso fazer, coisas assim. Estou querendo fazer o curso de designer gráfico que inclue os módulos de corelDraw, indesign e photoShop e o curso de Personal CAD que inclue os módulos: AutoCard 2D e 3D studio o que acham desses cursos??
  • Neste link tem os cargos e salários dos diversos niveis de designers. Claro que os valores estipulados são uma dádiva para muitos designers Brasil afora. Eu preciso ralar bem pra ganhar o que pela tabela é o salario de um designer pleno, com honorário minimo. O link: http://www.caligraffiti.com.br/tabela-de-cargos-e-salarios/#comments Os valores são da tabela ADEGRAF-DF. Designers pensem grande! Mas use bom senso.