O papel da marca Rio 2016

Beth Lula, Gerente de Marcas do Comitê Organizador, nos fala sobre o papel da marca dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a ser lançada no dia 31 de Dezembro de 2010, no Réveillon de Copacabana.

Depois do fiasco da marca da Copa 2014, acredito não ser o único que está muito pé atrás quanto ao resultado visual da marca olímpica para Rio 2016.

Pelo que foi apresentado no vídeo acima, mesmo que a estratégia de branding esteja toda amarradinha, será a qualidade visual da marca, a principal responsável por transmitir os valores desejados e ser instrumento motivacional para que o carioca, e o brasileiro de uma forma geral, abrace a campanha olímpica.

Tomara que meu pessimismo faça com que eu quebre a cara de vermelho, verde, azul, preto e amarelo.
Feliz 2011, feliz Rio 2016!

3 respostas para “O papel da marca Rio 2016”

  1. “perfeita harmonia…” É, essa pegou pesado.
    Na verdade, toda essa história de povo alegre e acolhedor, me parece tão hipócrita quanto clichê.

  2. não chamar de plágio… vamos usar um termo comum na publicidade: Que CHUPADA brava essa!

    mas Armando, e essas tipografias seja Rio2016, seja Copa2014 isso não tem cara de Brasil nem de Rio, tem?

    Abraços
    Adriano (Di Castro)
    Porto Alegre/RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *