#porraGloboNews, vocês estão difamando o mercado

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Quando você acha que tudo esta perdido, se engana. Ontem no programa Mundo S/A no canal Globo News, foi divulgado uma empresa chamada “We do Logos” (me recurso a linkar) que vai na contramão de tudo que nós DESIGNERS acreditamos. A empresa em questão cria logomarcas pelo preço que o cliente quiser e chama todos que criam logos dentro desse site de “designers” em especial mostra a vida de um deles que “NUNCA fez curso de programa de computador”, e complementa “a professora sempre me olhava desenhar”. Vale a olhada, eles mandam MUITO em design.

O assunto ganhou os Trends Topics do Twitter, na tela acima é visto que o assunto já é o MAIS comentado na rede social. Vale a dúvida se o @yeswedologos colocará na parte de mídias que foi um dos mais repúdiado do Brasil durante um dia inteirinho. Alguns se perguntam se a a briga deveria ser coma a empresa que faz esse tipo de serviço, ou com o canal/programa que transmite. A resposta para isso é simples: Empresas e profissionais desse porte sempre terão e continuarão tendo em qualquer lado. A briga é com o canal de televisão e com jornalistas (acho que não tem mais nenhum por lá) que ajudam a difamar o marcado de design no Brasil. Seguindo a linha do pensamento… depois de uma matéria dessa, você acha que um cliente desinformado pagará o justo por um serviço de identidade visual? É lógico que não. Culpa de quem? não da empresa. e sim da Globo que divulga essas asneiras!

Cliente decide quanto quer pagar por uma logomarca, conheça a empresa We do Logos, que inverte o caminho normal do processo de criação.

“Para quem já tem uma empresa, um escritório, mas ainda falta ter uma identidade visual para a marca, conheça um site de concorrência criativa que está mexendo com o mercado da publicidade. A grande sacada foi inverter o caminho normal do processo de criação de logomarcas: o cliente é que decide quanto quer pagar pelo trabalho e ele mesmo gerencia as propostas que recebe, tudo via internet. Os preços começam em R$ 195,00. O modelo nasceu lá fora e deu tão certo que até as grandes empresas estão de olho e começam a contratar os serviços.”


Veja a matéria completa de 11 minutos, aqui!

Ainda no site da empresa, quem entrou e viu o ultimo parágrafo no “para empresas” se depara com isso:

Lembre-se: Por que contratar 1 designer para fazer sua arte se você poderá ter DEZENAS de designer competindo para criar um design perfeito para seu negócio!


Desde sempre a televisão teve o poder na mão, e ainda não aprendeu a falar coisas coesas e interessantes para o público. Continua a encher os programas com linguiça. Acho que com essa teória poderiamos PAGAR quanto queremos pra assinar uma TV por assinatura, afinal a qualidade é tão boa quanto uma logomarca feita por essa empresa de merda, não?

Há mais sites apoiando o #PorraGloboNews:

abcDesign
abcdesign.com.br/noticias/porraglobonews/

Caligraffiti
caligraffiti.com.br/porraglobonews/

Cão da Lua
caodalua.wordpress.com/2011/02/08/nos-fazemos-logos/

Designers Brasileiros
designersbrasileiros.blogspot.com/2011/02/porraglobonews….

DesignFlakes
designflakes.com.br/porraglobonews/

IdeaFixa
ideafixa.com/e-pra-rir-ou-pra-chorar/

* Não vinculei nenhuma foto ou até mesmo anexei parte da matéria porque já sei que pode vir processo por aí. Mas caso eles tirem o vídeo do ar, fiquem tranquilos, eu tenho uma cópia 😉

Deixem seus repúdios aí!!!


http://www.ideafixa.com/e-pra-rir-ou-pra-chorar/
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

65 comentários

  • Primeiramente, sua escrita e ortografia são horríveis. Corrija isso, por favor. Segundo. Uma empresa rebaixa a classe dos designers, e ao invés dos profissionais se voltarem contra isso ficam xingando quem cobriu o fato? PIADA!
    • A ortografia foi corrigida, obrigado. Quanto a sua pergunta já foi respondida no próprio post, se voltar com a empresa não é a melhor solução. Iriamos acabar divulgando ela involuntariamente e não queremos isso. Queremos divulgar um canal de mídia que cria matérias, por criar, para preencher linguiça e que leva pessoas a pensarem que o custo disso (logo) é muito barato, e que o valor disso pode ser o que você (leia-se alguem) quiser.
    • Concordo com vc, muitos erros no texto e criticar a Globo não gera resultados. Porém, cabe ressaltar que, apesar do objetivo do canal de comunicação ser um só, polemizar, haveria de se preocupar um pouco mais com os interesses nacionais, não dando tanta visibilidade ao assunto. Proteger nosso mercado publicitário seria bom, pois este mesmo canal recorreu recentemente ao mercado publicitário solicitando a criação de campanhas pró formação formal para a carreira de jornalismo, na contramão da lei federal. Como bem dito por outro internauta, "E se a água tivesse batido nas fossa poplítea do referido canal? Eles se pronunciarim da mesam forma?" Quanto à empresa que promove tamanha bagunça, certo ou errado, está no seu direito.
  • Senhoras e Senhores, vivemos em um mundo capitalista onde a concorrência é faminta. Ofereça o seu melhor produto nas melhores condições de mercado e seja feliz. Não queria ser exigente e tratar a sua arte como uma obra prima. Meu caro, Jonas, é preciso se adequar aos tempos modernos. Se os 4 anos de faculdade, livros caros, cursos extras e outras coisas que fizeram você ser o que é hoje não lhe serviram em muita coisa, o que você pode fazer? Julgar os outros que estão tendo oportunidade de ganhar um dinheiro justo, fazendo o que você deveria fazer? O que essas pessoas estão fazendo de errado? Deixem elas trabalharem, ganharem seu dinheiro e serem feliz assim. Elas não estão fazendo algo sem saber. Elas aceitam isso. Aceitam o preço pago pelo serviço. Por mais que eles façam logos para empresas em que o faturamento seja em bilhões, elas aceitam isso. Se o trabalho de vocês custam mais do que R$ 195 reais, procure quem pague por isso. Simples assim! E para quem falou sobre o diploma do jornalismo, sinto muito em lhe dizer, mas não é qualquer um que sai por ai escrevendo. As empresas ainda possuem bom senso e é claro que não vão escolher jornalistas 'sem diploma'. Se bem que muitas pessoas de outras profissões escrevem melhor que os próprios jornalistas. Sem mais...
  • Concordo com o Armando. A culpa é de quem se sujeita a isso... Se não houvesse "profissional" que se rebaixasse, não haveria empresa nem cobertura da mídia. Nós, designers, sempre colocamos a culpa na "empresa que rebaixa", no "sobrinho do cliente que faz por R$100,00" e "na falta de visão do cliente". Que tal começarmos a pensar em fazer algo a respeito? Que tal um sindicato (ou algo que o valha, na falta de termo melhor)? Que tal começarmos a difundir mais os benefícios de se trabalhar com profissionais sérios e capacitados? Conheço muitos "profissionais" que fazem castão de visita e, como brinde, criam uma logomarca para o cliente. Isso também não é se rebaixar?
  • A internet é livre, não é isso? A liberdade de criação deve ser respeitada, desde que não infrinja uma classe de profissionais que depende disso para pagar todas as suas contas, "dezeinhu" hoje é coisa séria, e Designer, WebDesigner, Designer Gráfico e afins são uma classe que luta por respeito e reconhecimento há um tempo, e ainda é difícil lidar com muitos aspectos da nossa profissão. Ser levado a sério por exemplo é uma delas. Se é pra repudiar, então deixo aqui o meu repúdio. E que se Fodam todos esse cuzões fudidos metidos a designers, Vai estudar Disgraça!
  • Achei o maximo!!! Que ideia genial para levar design a empresas pequenas, e um cara sem estudo fazendo em casa!! genial. Talento natural Chamase democratizacao do design e design participativo, é uma tendencia muito forte que chegou para ficar e vai obrigar aos profissionais a se preparar melhor, serem mais criativos e bolar ideias como esa. Temos que mudar o paradigma do fazer design hoje colegas Adorei essa materia da globo e abrir este espaco a comentarios.
  • Acho que também vou lançar um serviço, de medicina e estética, por concorrência online. Vai se chamar "We Do Surgery". Vai funcionar assim: o cliente se cadastra, informa uma plástica que gostaria de fazer no seu corpo, e o preço que aceitaria pagar. Entram em ação centenas de profissionais que levam jeito pra coisa, alguns até com curso superior, mas não necessariamente. Eles enviam suas sugestões de como a cirurgia poderia ser feita (alguns com idéias bastante inovadoras). Por fim, o cliente avalia todas as opções e escolhe qual é a proposta campeã. A cirurgia pode ser marcada para o mesmo dia. O site ganha uma parte e, em alguns casos, repassa R$ 400,00 para o profissional que realizou a cirurgia. Aposto que essa idéia não sairia na Globo News. Amarred -- PS: Minha crítica é ao mercado. Não acredito que o mesmo cliente que *gasta* R$ 200,00 numa logo estaria disposto a *investir* algo como 10K ou 20K num trabalho mais completo de uma agência.
  • Boas amigos designers... Fiquei impressionado com a falta de pequisa para divulgação da matéria por parte da Globo, afinal um jornalista também precisa pesquisar e preparar o material para divulgação. Não consultaram nenhuma instituição, nenhum profissional da área (profisisonal de verdade, claro), simplesmente foram jogando o lixo 'no ar', sinto-me envergonhado em assistir um sujeito (diretor de ciração), apresentando o sucesso de sua idéia, onde o melhor (ocampeão do site) designer não sabe o que está fazendo e assume que aprendeu a mexer um pouco no computador e já ganhou 12 prëmios. Uma matéria como essa merecia uma resposta. No meu caso foram 4 anos de universidade, mais 2 anos de especialização, mais pesquisa, luta no mercado e um pouco de espaço. Profissionais e aventureiros, e a mídia vai e destaca a facilidade dos aventureiros. É uma vergonha !
  • Há mercado para todos! Clientes diferentes possuem demans diferentes. Veja no Cidade dos Bicos ( www.cidadedosbicos.com.br ) , mais de 60 clientes ficaram satisfeitos com uma logo que custou R$10 (sim, dez reais!) http://tinyurl.com/3logospor10conto Parem de xororo, o trabalho vale o quanto o mercado quer pagar! Se a logo por R$10 ou por R$195 não atenterem as reais necessidades do cliente vocês não irão perde-lo. Agora, se algum "micreiro" ou estudante de design consegue fazer uma logo por R$10 e o cliente a considera tão boa quanto a logo que vocês cobram R$1000. Quem ta errado, vocês ou o cliente? Viva ao crowdsourcing!!
  • É como a relação dos músicos com as gravadoras. Quem leva a grande bolada é o contratante. Os músicos só se fodem. Nesse caso, os "designers" só se fodem. Aliás, designers devem ser poucos. Como dizem no vídeo, querem faturar um milhão. Claro, às custas dos micreiros que estão se desdobrando pra levarem seus R$195,00. Isso se forem aprovados. A idéia é ótima. Mas só pra quem vai faturar de verdade. A exploração do ser humano, como sempre foi na história da humanidade.
  • Todo esse estardalhaço pra isso? A tv em geral mostra a realidade das pessoas! A maioria das empresas que surgem não tem fortunas pra investir em uma logo! Por isso sites como esse viram pauta. Esse programa sempre mostra empresas que deram certo fazendo algo inesperado. Como uma edição em que uma fábrica que começou a produzir papel higiênico colorido aumentou mt seu faturamento. O site ou o sobrinho ou as empresas picaretas são a solução que as pessoas encontram qd seu orçamento é curto. É estúpido achar que agora ngm mais vai pagar mais de 200 reais em uma logo. Se fosse assim, a cada vez q passasse Globo Repórter sobre "remédios naturais vindos em seu jardim" ngm mais ia comprar remédios na farmácia! Ah, me poupe....
  • André Amarred, pelo amor de Deus, que merda que você escreveu ai? Não misture as coisas, por favor! O problema dos designers de hoje em dia é que querem que seus trabalhos sejam tão valorizado quanto uma obra de arte, que vale milhares. E outra coisa; vocês acham mesmo que o Brasil todo vai aderir o site We.do.Logos? Será que todo mundo o conhece? Grandes empresas não apostariam nesta ideia de leiloar logos, então meus caros designers preocupados, relaxem e façam o trabalho de vocês, sem olhar para o lado. Seja justo e passe por cima da concorrência. Este site não irá apagar todos os anos de estudos e especializações. FAÇA SUA PARTE!
  • André Amarred, pelo amor de Deus, que merda que você escreveu ai? Não misture as coisas, por favor! O problema dos designers de hoje em dia é que querem que seus trabalhos sejam tão valorizado quanto uma obra de arte, que vale milhares. E outra coisa; vocês acham mesmo que o Brasil todo vai aderir o site We.do.Logos? Será que todo mundo o conhece? Grandes empresas não apostariam nesta ideia de leiloar logos, então meus caros designers preocupados, relaxem e façam o trabalho de vocês, sem olhar para o lado. Seja justo e passe por cima da concorrência. Este site não irá apagar todos os anos de estudos e especializações. FAÇA SUA PARTE!
  • A conversa já perdeu o sentido e a linha de raciocínio. Nosso amigo, dono do post, tentou mostrar o trabalho de uma empresa que jogou o preço de seu trabalho "lá embaixo", desvalorizando o trabalho do designer. Cobrar barato, qualquer um pode fazer, mas isso desmerece o trabalho do profissional da área, e, pensando futuramente, se muitas empresas de design aderirem à "causa" (que é difícil, mas não impossível) essa pode se tornar a realidade de mercado do país, tornando o trabalho de um designer medíocre e dando à comparativa que qualquer um pode fazer. Na verdade, sou jornalista, e também vim falar sobre a questão da matéria. Numa redação de qualquer meio, temos que seguir uma pauta dada pelo editor, e tudo que é novidade, vira notícia. Lógico que cada veículo deve analisar o que é publicado ou não, já que de qualquer forma fere a imagem deste. No entanto, não vejo mal em a Globo News publicar esse tipo de notícia, já que é de interesse, se não tanta gente (como todos vocês) não teriam lido, por bem, ou por mal. Já essa questão de baratear o seu trabalho cabe a cada um analisar, se é válido, cobrar barato, lucrar, virar sensação e de alguma forma contribuir para a desvalorização do trabalho de outros profissionais que assim como você lutaram, e muito, para conseguirem se firmar no mercado. Quem entende sabe que um cara que só cria logos não é designer por saber fazer isso, mas se o cara atua na área, sabe fazer bem, sabe mexer nos programas mesmo sem ter feito cursos ou faculdade, quem sou eu ou você para julgar? A mesma coisa o jornalista. William Bonner é formado em publicidade, hoje o cara é o editor-chefe do Jornal Nacional, são mais de 30 anos de telejornalismo. Alguém tem coragem de falar que o cara não é jornalista??
  • Bem... minha humilde opinião: que tipo de "empresa" recorre a um site desses para comprar uma logo? qual qualidade esperada desse tipo de negociação? O que eu percebi é que os caras realmente tiveram uma puta sacada de nicho de mercado...eles uniram em um só lugar micreros, "sobrinhos" e clientes que acham que cor não faz diferença, que bauhaus é nome de uma loja de móveis e que bom memso é uma marca bem chamativa e piscante... então realmente que, quem usa um serviço desse nunca procuraria um designer, não valoriza, não sabe pra que serve e só quer um deseinho pra ilustrar o cartão dele. isso sempre existiu e sempre existirá. Cabe a nós valorizar nosso trabalho, nosso estudo, nosso tempo e principalmente, valorizar os clientes que sabem diferenciar designer de "sobrinhos".
  • Essa relação cliente/"designer" é como fazer sexo pela internet. Alguém já fez? Sabe a diferença de se fazer sexo ao vivo, pele com pele, e aquela de webcam, mouse e punhetas e siriricas? É a mesma coisa.
  • Aiai, tem um cara la num projeto " Dica! Profissional da área trabalha com Illustrator, favor disponibilizar arquivos em Adobe Illustrator. Corel é pra amador... " E no perfil dele ta "Muitos anos de experiência." "Lobo Mau" Já que é tão bonzão, pq precisa recorrer ao site pra ter ""cliente""?
  • Tenho ância de vômito quando vejo esse caso. Consigo tirar algo menos mal disto tudo porque isso é do Globo News, e não do Jornal Hoje, ou Jornal Nacional, ou pior, Fantástico. Nunca gostei da Globo, e sei que eles já fizeram esse tipo de amadorismo várias outras vezes. Lembram do caso do então canditado Serra, em visita à São Paulo? A Record mostrou que cidadãos xingavam o ex-governador por onde passava, obrigando-o a fazer sua passeata por 5 minutos e todo o resto de dentro do carro; já a Globo, no Jornal Nacional, disse que ele foi abraçado e bem recebido. Eu sinto por todos os brasileiros que têm a Globo como fonte de informação. Lembrem-se que esse tipo de canal existe no mundo todo (ex: FOX News, nos EUA) mas só aqui ela tem este monopólio.
  • Fora os aspectos estéticos, quantas destas marcas podem ser registradas no INPI? Ninguém sabe! Imagine a seguinte situação: uma empresa que usou esse serviço cresce e decide proteger esse patrimônio que é a marca. Ao tentar registrar esse bem precioso, descobre que não dá registro por que há uma empresa do mesmo ramo com a mesma marca! Aposto que esse tipo de informação não passa nem perto do usuário de um serviço desse tipo.
  • #Porraglobonews ... Faço faculdade de design gráfico, agora vou desistir da faculdade só pode! pra que faculdade se não preciso saber porra nenhuma só desenhar e mexer no corel, aposto que esse pessoal nem compra o programa, tenho aula de semiotica, historia da arte, historia do design, direção de artes, entre varios. Para sair da faculdade e ganhar em um logotipo R$195 ... porra! Isso desanima, daqui a pouco vai indo desvalorizar tudo, monta um site por R$60, fazer uma animação por R$200 ... aa caralhooo! aew nem sei, to puto pra cassete. Aonde se viu, em uma profissão anda ao contrario em vez de crescer, descer pro ralo. Eu estudo na faculdade e ainda passo o dia inteiro em frente ao pc, estudando, acompanhando as novidades, aaaa ta de sacanagem!!
  • Como você mesmo citou: "você acha que um cliente desiformado pagará o justo por um serviço de identidade visual? É lógico que não". - Muitos clientes, optarão por esse serviço, pois com certeza serão levados pela ideia de que o serviço é bom, já que viu na globo, além disso o fantasma do SOBRINHO ganhará força, porque se até um cara que nunca fez "curso de programa de computador", conseguiu... - Só lamento. @carlosnovais_
  • Ah, deixem de ser românticos! Ninguém nasce com o talento desenvolvido, não existe essa coisa de "dom", mas basta se preparar bem e continuar se aperfeiçoando para fazer bons trabalhos. Cobrar bem é consequência. O que eu mais quero são os clientes de "logos de R$200" longes de mim. Tem serviços ruins em todas as áreas do mercado e ninguém fica choramingando pelos fóruns. ACORDEM!
    • Ninguém está choramingando pelo site que faz o serviço e sim por um veiculo da mídia publicar uma matéria no mínimo rídicula para com os profissionais que estudam, pagam livros, pagam software, pagam a porra toda. LEIA!
  • Me desculpem a expressão, mas isso merece um "putaqueopariu". E ainda tem gente por aí perguntando "o que houve de errado" ou afirmando que "designer bom de verdade não se preocupa com isso"... Não entendem que a questão não é a "concorrência", mas sim a visão completamente equivocada que um canal com alto nível de audiência (infelizmente) passa a respeito de algo que já não é de conhecimento do público... E se as empresas resolvessem contratar jornalistas amadores para escreverem matérias em benefício delas, ao invés de procurarem os "profissionais"? Aposto como este veículo de informações (cof cof cof) se pronunciaria contra esta atitude... Estudar pra quê, né, minha gente? Qualquer um com computador, Corel e que "saiba desenhar" pode ser designer.
  • Jonas, meu caro, que post é esse? Juro que não entendi o motivo para tanta raiva. Essa empresa que você tanto diminuiu, We.do.Logos é tão boa e inovadora quanto a criatividade do ser humano. Se a sua criatividade deu espaço para a inveja, podemos marcar uma consulta. Já que você é/se considera um bom designer, deveria saber que foi uma puta sacada e que isso abre oportunidades de renda para muitos que talvez, como você, não tiveram uma chance ou oportunidade de estudar aquilo que sabem fazer de melhor. Não pense assim, meu caro. O mundo é de quem faz!
    • Consulta? o.0 Isso nunca foi inveja e desconheço porque usou esse termo para se referir ao que eu escrevi. A sacada da empresa realmente foi muito boa, pensou em 50 cabeças que iriam ganhar dinheiro e não ligaram para os outros vários mil que se formam todos os anos e que procuram freelances ou que investem pesado para montar uma pequena agência. E após isso se deparam com cliente querendo PAGAR O QUE QUER, porque viu uma reportagem da Globo que tinha "designers" que faziam qualquer preço. Imagino que você não aceita receber o que o cliente quer e sim o que VOCÊ exige e acha justo receber. Então não diga asneiras.
    • O mundo é de quem faz o que? Depreciação de uma classe trabalhista? Intimidando que estuda e cobra um preço justo pelo seu serviço, você acha correto uma empresa vender uma "marca" por R$195? Sua visão de mercado e criatividade está bastante deturpada, vai estudar meu amigo. Realmente faltou isso a você.
  • "IT'S A BULLSHIT FOLKS, AND THIS BAD FOR YA..." Vamos lá.. - 4 anos investindo... - programas gráficos caros... - estágios mal remunerados... - livros caros... - workshops - palestras com profissionais da area... e no final...LOGOMARCA a R$ 30,00... ¬¬ CERTEZA que estes comentários ai em cima a favor dessa palhaçada foram de funcionários da "we.shit.logos" certeza...
  • Eu achei sensacional. E sabe por quê? Porque quem sabe agora os designers tirem a bunda da cadeira e mostrem porque o trabalho deles tem mais valor do que o tal logo do fulano do interior que cobra 195 reais. Se o designer não consegue fazer isso, então me desculpe, mas ele vai perder trabalho pra turma que cobra baratinho. Quem sabe agora os designers estudem pra valer, comecem a questionar aquelas matérias ridículas sobre "design de marca" que eles tem na faculdade, entendam que o desenho é só a ponta do iceberg quando se trata de apresentar e posicionar uma empresa, produto, serviço etc. Com esse site agora o bicho vai pegar, e só vai sobrar quem realmente sabe o que está fazendo. Quem não sabe, vai ter que aprender.
  • Que a empresa é inovadora não se pode afirmar, com absoluta certeza. Pois, como se pôde ver no vídeo – agora com certeza – é que esse negócio já é explorado na Austrália. Aqui no Brasil, tudo bem. Mas, como muitas coisas que são adotadas nesse país sem o devido preparo da população, esse é um esquema que terá duas consequências: De um lado a desvalorização crescente do designer gráfico e a banalização – ainda mais – do termo design. Do outro lado o enriquecimento dos proprietários do site. Quando falo do designer gráfico, refiro-me àqueles verdadeiros, tanto os formados quanto os que são auto-didatas, que possuem a consciência das funções da profissão, da importância das teorias, práticas, pesquisas e métodos. E isso, parece-me uma total subversão do que é ser designer gráfico. Em uma superficial comparação, imaginem se um médico iria fazer algum tratamento por concorrência, um advogado iria prestar defesa sem a garantia de pagamento e o pior, qualquer um com mínimos conhecimentos de informática iria projetar um edifício para concorrer na eleição de um suposto site chamado "We do Buildings". Literalmente, "a casa iria cair". Os engenheiros, arquitetos, construtores civis se posicionariam contra. Assim, como nós, designers.
  • ''...se voltar com a empresa não é a melhor solução. Iriamos acabar divulgando ela involuntariamente e não queremos isso." O problema é que já fizeram isso. Através de posts como esse, e o próprio hashtag no twitter já colaboraram para trazer o assunto a tona e, assim, divulgam a empresa cada vez mais. Não critico especificamente o seu post e nem a liberdade de expressão em se revoltar com a situação, mas no final acabou se voltando contra os próprios designers que reclamam insistentemente e continuam a divulgação que começou com o globonews. Seria, então, um plano deles desde o começo? hahah
  • Vou acho que vou ser médico? Veterinário? administrador? É só pegar a oportunidade... Já sei a resposta! Vou ser Designer, afinal, Não precisa estudar, tenho computador, Corel e sei desenhar...ou quem sabe Jornalista, sou alfabetizado, sei escrever, sei falar e ninguém revisa o que se escreve ou fala mesmo, e o melhor não precisa de diploma de Jornalismo..ou será que para ser profissional precisa???
  • Aaah, rapaz. Se o seu trabalho é realmente melhor que o do dito site, mostre isso e seja reconhecido. Se você não for reconhecido, repense. Quem sabe esse povo que "NUNCA fez curso de programa de computador" não seja mesmo melhor que você.
      • Se lhe doeu o comentário, sinto muito, só mostra que algum sentido ele faz. Não há necessidades de xingamentos. Quanto ao preço. Isso chama-se mercado. Se fosse assim, tudo teria um custo exorbitante. Se o seu trabalho não vale tanto quanto você gostaria, tem duas opções: aceite ganhar o que ele vale ou arranje outra coisa para fazer.
  • Velhooooo q putaria! puta falta de sacanagem (desculpa o palavriado mas tive q desabafar um pouquinho!) Nossa então quer dizer q meus planos em cursar uma boa faculdade e ser uma PROFISSIONAL de design foram 'cagados' pela minha 'querida' globo! E os caras q estudaram PARA CARAMBA - pra não dizer outra coisa - se dedicaram, ralaram mesmo e agora vê tudo isso não valer mais nada. #comofica muito obrigada globo vcs ferraram com a minha vida. A unica coisa q eu pensava saber fazer da minha vida, pode ser feita por qualquer 'zé mané' por ai. valeu mesmo! _l_ eeee Laiaa, o jornalismo brasileiro sempre me surpreendendo. Coisa de primeira mesmo, coisa finissima #vsf
  • Depois de ler vários comentários, tenho uma só coisa a dizer: isto também se aplica ao design de produto! Não é só o designer gráfico q sofre essa sindrome do "pago só q o eu posso pagar, não o que vale". Empresário já nasce com isso na cabeça. Cabe a nós a mudança. "Ok, não quer pagar? Mas tb não leva! Então tchau!" Empresa no mercado é o que não falta. Temos cada vez mais que combater essa banalização da profissão de designer, seja ele gráfico ou produto. Esse tipo de atitude sempre vai existir, está longe de mudar ou de acabar. Vamos batalhando e levando em frente os nossos princípios. Quem não os tem fica nessa de fazer leilão com o trabalho das pessoas. Não é pq são empresários q eles tem essa atitude. Mas sim pq é a mais pura mesquinharia!!
  • Se a globonews acredita tanto nessa forma de negociação, onde o cliente da o preço. Eu quero veicular meu banner no no G1 por R$ 0,46 /dia. E Jonas, "logomarca", não. Essa palavra não existe. Assim vc estraga todo seu post/critica.
  • Obrigado _|_ Não é de se espantar que não seja necessário o diploma para ser um desses queridos, estudados, inteligentes, com MUITO senso de noção, ilimitados (hehe) e amados, jornalistas brasileiros. (Leia-se os sem noção, os que sabem o que fazem ficam fora dessa ;) e sabem disso.). Ah, e não falemos só dos jornalistasssss não é mesmo!! Que Po#@$ de Designers são esses, que se prestam a um papelão desses?!?!?!?!?!?!?!?! Vão pra pqp todos vocês seus sem noção!!
  • Esse pessoal que vem de outras áreas vem ai e diz que agora é hora dos Designers mostrarem ao que vieram...sim claro, estamos sempre tentando e mostrando isso, delícia pra fulanos falarem isso agora. Só quero ver, quando a água bater na bunda deles o que vão fazer. Pense, se fosse isso, só que para sua profissão? Gostoso né?! Durma com essa espertinho. Quem sabe você não precise mostrar serviço desde já, pois a prox bomba pode cair na sua área ;)
  • Vocês são ridículos. A matéria é sim pertinente (é novidade, é interessante por mostrar um novo paradigma de mercado) e um bom designer que trabalha ao invés de ficar falando abobrinha é valorizado, tem seu espaço e ganha dinheiro no Brasil (conheço vários)
  • O pior é usar a palavra "LOGOMARCA"!!! Mas, cara, calma ai. Esse site foi feito para "sobrinhos" ganharem dinheiro, ou não. Quem mais iria trabalhar de graça ou receber 160 reais por um logo? Os clientes desse site não ligam para nada, só querem um desenho bonito para colocar na fachada, é só ler os Briefings para ver o nível. Vendo a reportagem o sangue sobe mesmo, mas vendo o site percebi que esse clientes não iriam quer um trabalho de verdade, não porque não tem dinheiro, mas porque não acreditam que isso importa. No site eles compram um logo, e não uma Identidade Visual. E nós temos um destino para esses clientes que vierem até nós, se encher o saco manda ele para esse site!
  • Uma das maiores "Palhaçadas" que já vi em todo tempo como designer! Então quer dizer que estudar história da arte, estética, gestalt, pra que? Eu posso pagar 200 conto, que o cara ali faz! Absurdo! ¬¬ Eu continuo com o mesmo pensamento de anos atras... Design é como medicina, se você quer o melhor procure um profissional. Nunca vi ninguém entregar a própria mãe pra fazer cirurgia com qualquer um. A identidade de sua empresa merece respeito. Os profissionais merecem respeito! #PorraGloboNews
  • vai se fud*r julio cezar, vc nao é designer e nem sabe nada. Então vamos começar a ir no médico a achar que só quero pagar 10 reais a consulta porque foi só pra conversar, não teve gasto nenhum com materiais, injeção, medicamentos, etc. Você paga pelo conhecimento e especialidade do cara (designer) que estudou alguns anos na universidade como melhor traduzir p/ o mundo visual o que sua empresa representa em valores e características. Isso posteriormente se tornará uma marca. (não gosto do nome logo).
  • Grande merda. Se logomarca fosse sinônimo de sucesso, a IBM estava falida. Ou alguém acha que o consumidor vai comprar um produto pq a logomarca é bonitinha, com voluminho e outras frescuras... Você que é empresário, poupe todo o dinheiro possível em logomarca e invista em coisas mais uteis.