Há 185 anos um Brasileiro descobriu a fotografia e você nem sabia disso

O pioneirismo brasileiro na fotografia existe e muita gente não sabe porque demorou 140 anos para ser reconhecida internacionalmente, mais precisamente em 1976, quando o fotógrafo e professor Boris Kossoy resgatou e divulgou uma pesquisa em livro sobre “Hercule Florence – A descoberta da fotografia no Brasil“, lançada em 1980.

Tudo começou em 1833, em Florence, na Vila de São Carlos, agora conhecida como Campinas (SP) quando a fotografia pode ter sido inventada no Brasil, com um método diferente, por Antoine Hercule Florence, um francês naturalizado brasileiro que viveu aqui por muitos anos. Após vários experimentos – que incluíram até o uso de urina para fixar imagens -, Antoine desenvolveu uma chapa de vidro tratada quimicamente que capturava a imagem e depois podia passá-la para o papel. Esse feito permaneceu pouco reconhecido por décadas até que o historiador Boris Kossoy, da Universidade de São Paulo (USP), revelou a façanha no livro 1833: A descoberta isolada da fotografia no Brasil.

 

Distribua

Tirinha mostra a realidade do Brasil que “poucos” entendem

Zandré é um cartunista carioca, sou professor de artes. E atualmente trabalho em escolas públicas pelo Rio. Nas horas vagas me dedico aos quadrinhos e tenta passar a mensagem do amor ao próximo, em tirinhas que os extremistas acabam não entendendo.

Veja mais em: http://cartunfolio.blogspot.com.br

Distribua

Capacete do Senna é eleito o mais icônico da Formula 1

Segundo uma votação popular da revista inglesa AutoSport, o capacete amarelo do tricampeão Ayrton Senna e criado por Sid mosca nos anos 70 é o mais marcante da F1, principalmente por utilizar as cores do Brasil.

 

mansell
Outro que foi bastante lembrado foi o de Nigel Mansell, que homenageou o Reino Unido. Neslon Piquet ficou na terceira colocação, pela gota de lágrima criada também por Sid Mosca.

piquet

 

Formula One World Championship

O quarto capacete mais lembrado pelos leitores da publicação é de Gilles, que trazia uma espécie de “v” vermelho e criado por sua mulher.


Bonús;

sid-mosca
imagem por: Marcelo Spatafora

Cloacyr Sydney Mosca também conhecido como Syd Mosca, criou 4 dos capacetes do ranking dessa revista. Pioneiro no ramo, criou para para pilotos como Rubens Barrichello e Michael Schumacher, Emerson Fittipaldi, Felipe Massa, Bruno Senna e Mika Hakkinen. Ele morreu em 2011.

Atualmente na Formula 1, os pilotos não podem mais trocar pintura de capacete ao longo do ano. A medida é pra ajudar os torcedores a identificarem os competidores e aumentar o apelo comercial.

Mais no; Globo Esporte

 

 

Distribua

O pai da camisa amarelinha

Conheça a história homem que criou a #amarelinha, a camisa da seleção mais famosa do mundo. O Aldyr Schlee vai contar a história de como criou esse símbolo do futebol mundial, no episódio de Brasileiros de Coração, do Itaú.

Distribua