Tirinhas: A Vida de Freelancer

Essa semana já rolaram algumas tirinhas legais aqui, e encontrei outras que
retratam a vida de freelancer no blog do meu amigo Guilherme Serrano (andafter).

Para quem acha que trabalhar em casa é “puro lucro” está super enganado, nem sempre tem bons clientes e muito dinheiro.

freelance03.jpg

Por mais que você vire a madrugada trabalhando, jamais vaí entregar o trabalho a tempo, porque nunca tem tempo suficiente ou nunca todo o material está na mão.

freelance04.jpg

Vai ter cliente que não vai ter logo e falar que você pode fazer, (afinal é so escolher uma fonte bonitinha). E que ele contratou você porque acreditava que você iria fazer tudo isso.

freelance02_trad.jpg

Sempre tem o sobrinho, primo, irmão, mendigo ou qualquer pessoa que já desenvolveu toda a parte de orientação do projeto para você saber o que fazer, afinal ninguem quer te ver perdido….

freelance01_trad.gif

Agora vamos para a melhor parte de ser freelancer, que costuma ser invejado pela grande maioria de contratados:

Trabalhar em casa (qualquer lugar com internet), no horário que quiser, ter horário de café quando bem entender, ver televisão, tomar sua cerveja, ouvir som com volume alto, curtir seu bom e velho sofá…

Eu amo tudo isso!

 

ps: tirinhas feitas pelo freelanceswitch.com

11 respostas para “Tirinhas: A Vida de Freelancer”

  1. A da filha de 8 anos é a melhor! XD

    Como diria o grande Tiago Resende:
    “A minha avó diz que há um designer dentro de cada um de nós. A minha vó faz bordados e tem um macintosh.” -Tiago Carvalho da Silva Resende

  2. Ah! E não é que é isso mesmo… rs…

    O encanto dessa profissão é perceber que ninguém tem o mesmo olhar, portanto todos podem criar, mas sem a vantagem de saber a técnica da coisa. Eles idealizam e a gente pincela a arte e concretiza isso!

    Amo demais!!!

  3. PaRaBeNs….pelo trabalho!!!

    kk…criatividade….

    E tudo verdade….rsrs….Como tudo na vida, isso tem vantagens e desvantagens!!!

    Abraços.

  4. Podescrer… é tudo isso e mais um pouco. Quase passei pela páscoa rsrsrsr, ainda bem que “descobri” a tempo 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *