A MODA DOS “X DESIGNERS”

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Você vai se perguntar… o que significa “X Designer” ? Não é a tendência “X” que surgiu há uns 12 anos atrás… “X Designer” significa outra coisa… e a notícia não é nada boa…

O “X” da questão do título (literalmente) não significa a tendência de design X, mas sim a variável X, onde agora, qualquer profissão pode ser “. . . designer”.

Um dia desses eu estava resolvendo algumas questões no centro da cidade, quando olhei para um muro com propagandas e vi algo aterrador: um anúncio (com foto e tudo) de uma mulher que se entintulava “Cake Designer“!

Pensei comigo: “será que eu tô sonhando? Não é possível… Cake Designer? ”

Pois é isso mesmo minha gente… agora CONFEITEIRA se tornou CAKE DESIGNER.

A foto do anúncio mostrava uns 3 tipos diferentes de bolos (nem tão mirabolantes assim) e uma equipe com roupas de “chef” ao lado da “dona do negócio”.

Como já não bastasse, há uns 8 anos pra cá, os salões de cabeleireiro passaram a usar a designação de Coiffeur , abraçando a expressão francesa para cabeleireiro. Mas os próprios profissionais passaram a adotar uma nomenclatura que os possibilitasse ser reconhecidos sem perder o glamour de sua profissão, que, pela palavra em português não oferecia status nenhum. Daí surgiu o HAIR STYLIST, ou HAIR DESIGNER.

Agora vejamos… imagine se amanhã, o pintor civil, que faz pátinas e texturas em paredes e tudo mais, resolver se chamar WALL PAINTING DESIGNER? Ou talvez a pessoa que embrulhe os ovos de páscoa resolver se auto-definir como EASTER EGG DESIGNER ? Ou ainda, se aquela pessoa que monta bijuterias resolver dizer que é FAKE JEWERLY DESIGNER? Será que é pra rir ou pra chorar?

Não estou colocando em discussão o talento das pessoas em suas tarefas. Eu não seria capaz de ornamentar um bolo usando o chantily naqueles complicados e intrincados padrões geométricos e arabescos… pra isso existe a hábil mão do CONFEITEIRO. Agora, CAKE DESIGNER, é demais…

Imaginem vocês se amanhã, o artesão que fabrica brinquedos de madeira resolvesse se definir como WOOD ENGINEER?

Enfim… não será por conta de um balcão que eu instalei na minha cozinha que me definirei como ENGENHEIRO ou até mesmo DESIGNER DE INTERIORES… cada coisa no seu lugar.

Já que as palavras em português estão ficando sem efeito e banalizadas, devemos tomar cuidado para que o uso das definições em inglês – quando não há alternativa em nossa língua, como o caso do designer – não se tornem “lugar comum” e percam a força também, como as próprias palavras que fizeram estes profissionais migrarem para “novas expressões”.

Com certeza, peça para um CONFEITEIRO fazer seu bolo de aniversário, casamento ou bodas. Mas não peça a um CAKE DESIGNER para auxiliá-lo bolando uma “logomarca” – leia meu artigo sobre a expressão LOGOMARCA – para cima do bolo!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

78 comentários

  • Excelente! è triste mesmo... mas a tendencia é essa! como se diz no "velho deitado" Se não pode vence-lo junte-se a eles! Dou até algumas sugestões: Motorista é cafona demais que tal Directions Designer?! Trocador é cafona demais que tal Change Maker Designer Adestrador é cafona demais que tal Dog Behavior Designer Cozinheiro é cafona demais que tal Grub Designer E por aê vai! Otimo texto Antonio! Desculpe a brincadeira... mas é como você disse: "Rir para não chorar!"
  • Olá Só gostaria de deixar registrado minha opinião com relação ao assunto.......... Faço bolos já algum tempo e amo meu trabalho, consigo passar horas decorando um bolo... modelando personagens... flores..... drapeados... td em açucar, faço cursos sim ( e são muito caros podem acreditar !!! ) e já participei de congressos voltados para o tema aqui no Brasil...... RESPEITO e muito que se intitula CAKE DESIGN, acho que cada um dá o nome que quer a prosissão desde que se faça entender.... mas EU particularmente não gosto de desse titulo, nunca achei legal...... coisa minha. Prefiro ser chamada de boleira mesmo..... uma boleira que faz bolos personalizados, assim sou reconhecida, assim meu trabalho é reconhecido. Pq para mim o que menos importa é meu titulo e sim meu trabalho e a satisfação dos meus clientes.
  • Acho muito oportuno relembrar aqui um trecho do post do Ed: "Mas que fique bem claro que isso é sobre o termo, nunca sobre o trabalho exercido. Ao qual eu acho maravilhoso." Fiquei assustado ao chegar a este tópico e me deparar com argumentos absurdos e auto-destruidores em favor dos Caker Designers. Percebo que estes, ao verem o novo nome de sua profissão ser desmistificado sentiram-se ofendidos. Compreendo perfeitamente pois é assim que me sinto quando me chamam de decorador ou de arquiteto. Não sou nenhum nem outro pois sou formado em Design de Interiores e tenho "n" cursos em iluminação e Light Design. Portanto, sou Designer e ponto final. Porém o que mais pegou até agora pelo que percebi, foi a questão fundamental levantada pelo Ed e que não foi levada em consideração quando desses ataques por parte dos CAKERS. Ninguém aqui ofende ninguém por causa de formação. Cursos existem milhares por este Brasil, mas são sim cursos de confeitaria, doceria, panificação e outros. E EM NENHUM DESTES aprende--se ou utiliza-se o PROJETAR nos padrões que o DESIGN exige. Adoraria visitar o escritório de algum de vocês, CAKERS, para analisar o proceso de trabalho de vocês: marketing profissional, brieffing junto ao cliente, conceituação, pré-projeto (brain), seleção e analise de casos correlatos, pesquisa de materiais (ah desculpe, aí só vai açúcar e massa americana...), normas técnicas gerais e aplicadas (incluindo ergodesign), e acompanha-los em suas pranchetas ou mesmo PCs para observar os estudos e traçados das linhas, formas, cotas e tantas outras coisinhas que se não existirem, passa a ser o objeto um mero artigo de ARTESANATO CULINARISTA. Caso houver o uso e aplicação destes e outros mais elementos, aí sim, tirarei o chapéu e os denominarei Designers. Por hora, creio que nenhum de vocês CAKERS possam denominar-se Designer. Já que querem tanto um termo internacional, pois certamente este modismo existe sim, usem este que usei no meu texto: CAKERS. É mais justo com vocês mesmos, com seus clientes e com os verdadeiros DESIGNERS. Novamente repito: ninguém aqui está contestando a formação de vocês CAKERS pois sabemos muito bem que até pra fazer bolo de caixinha temos de ler e seguir atentamente o que está descrito na parte detrás da caixinha. É notório que se vocês conseguem fazer esses bolos maravilhosos e deliciosos, estudaram muito para isso. Porém, é irreal e absurdo o uso da palavra DESIGN no caso de vocês e de varios outros citados no texto e ainda outros que nao aparecem ali. Dias atrás, em Sampa, vi uma matéria em algum canal (desses de propagandas) de uma mulher que entitulava-se Designer de Bolsas. No entanto, enquanto mostrava-se as bolsas da mesma fui percebendo a bela copista que ela era e acabei por ir atras da dita cuja e nao tive surpresa nenhuma ao deparar-me com um produto tosco e visivelmente artesanal de quinta categoria a julgar pelos materiais e acabamentos dos mesmos. E aí? Ela é designer? Nem no inferno! É sim uma copista (que copia mal e porcamente) e quer utilizar o termo DESIGNER pra atrair incautos para o seu produto agregando valor ao mesmo por causa do termo empregado. Bom é isso por hora. Saudações e vida longa recheada de doce sucesso a vocês meus amigos CAKERS. E cuidado com as queimaduras rsrsrsr
    • Sou boleira e amei o choque de realidade que vc deu. Me intitulava Cake Design até então só por ter feito curso com a mesma nomeclatura. Vim atrás justamente de saber se eu estava correta em me colocar dessa maneira e to vendo que não. Tô vendo tbm que o nome Boleira é tão nobre lindo e digno qt p de Cake e não é ele que me fará menos ou mais comoetente. Obrigada!! Ah e se quiserem curtam minha página de bolos "Doce Girafa" kkkk. bjão
  • Eu realmente acho que não existe Cake Designer que isso aí é modinha é igual a porra do design de sombrancelhas, agora tudo acham que é design? quanto ao comentario da Cecília Ramos eu acho que nao importa a forma/cor e tipo do bolo sendo gostoso é o q importa, antes era confeiteiro quem fazia bolos, agora vem d modinha ...
  • Para o Mauro, existem alguns movimentos para alterar e nacionalizar o termo. Falamos muito de profissionais que se intitulam designers e atrapalham o desenvolver da carreira de muita gente. Por isso qq uso do termo onde não seja de profissionais relacionados, achamos ruim. Só isso. off... passei tua frente Sturges... sei fritá ovo.
    • Não quero acreditar que li tanta bobagem.... que idiotice foi essa? como assim? até onde consta na wikipédia design "...é uma atividade técnica e criativa...designer é projeto". Portanto pode sim ser associado a qualquer profissão que tenha essas carcteristicas pois qnd vc se forma, se vc disser que é designer ( projeta, cria,)vão continuar sem saber oq vc faz... logo vem a pergunta subsequente, designer dê que?? Portanto me poupe de ignorâncias como essa... a internt esta aí... vamos pesquisar, nos informar um pouquinho... Ah!! Não sou cake designer... mas detesto ler bobagens como esta .....aff.......................
  • É fato que "cake designer" não foi criado por brasileiros. Sei que muitos aqui nem sabiam disso. Achavam que era só "modinha" brasileira. Se começar a questionar o uso desse tipo de nome aqui no Brasil, então acho que deve começar pelo próprio uso de "design". Já escutei muitas pessoas dizendo com a boca cheia "Eu faço Desing" hehehe e sei que também foram alvo de muitas críticas por parte de pessoas que não conheciam a profissão. Podem crer que ainda existem lugares no Brasil que só dão valor a quem faz Engenharia, Medicina, Direito... é só dar uma passada pelo interiorzão. Hoje acontece com os cursos de gastronomia. Muitas pessoas dizem de boca cheia "Estou cursando Gastronomia" ou "Eu vou ser Chef de cozinha" (outra palavra que poderia ser discutida... Chef) e falam isso por "modinha" hehehe... Isso acontece em qualquer ramo. Mas sempre terão as pessoas que levam a sério e como consequencia o destaque merecido e o espaço garantido. Lá fora, o Cake Designer é muito mais valorizado. Antonio mesmo disse que está nas mãos de uma minoria. E é verdade. Uma pessoa que trabalha na profissão, precisa ter humildade para discutir esse assunto em uma comunidade de desing. Pois encontramos pessoas que não dão valor ao produto (salvo exceções) Pessoas que pensam que basta um bolo ser gostoso e está tudo bem. Fora que "gostoso" é bem discutível hehehe... Essa minoria que da valor, não frequenta este blog. A maioria das pessoas não dão valor as coisas que fogem do "seu mundo". Eu sou Culinarista... pronto... está ai mais uma coisa a ser discutida. O que é um culinarista? hehehe... Estou a 12 anos no ramo e dentro desse espaço de tempo dei muita aula de bolo confeitados numa época que nem usava o termo "confeiteiro". Existia apenas "boleiras" (no feminino) hehehe... Sei que o Antonio não é uma pessoa preconceituosa e a intenção dele não foi dar esse tom no texto, mas infelizmente aconteceu hehehe ... Mas está valendo. As pessoas vão se posicionando e expondo as faces da moeda. Acho que todos acabam ganhando com isso. Abraços Mauro
  • Eu acho essas discussões de designers/não-designers tão divertidas! Mas, como eu faço GRADUAÇÃO em Design de Moda, acho que já tenho o direito adquirido de ser chamada de, no mínimo, aspirante a designer (se eu vou ser uma boa profissional não vem ao caso). De qualquer maneira, testo meu coração todos os dias: hair design, designer de sobrancelha, nail design, whatever design, não sei como ainda não enfartei vendo tudo isso! (afinal, nossas aulas de metodologia projetual, de semiótica, de ergonomia, de metodologia visual, de técnicas de representação, não valem nada, né?)
  • Antes de mais pitacos, era bom o pessoal que se auto-denomina CAKE DESIGNERS perceberem que estão num blog de designers e estes não consideram o uso apropriado do título de designer. Considero o seguinte: aqui no Brasil não há uma tradução para o cara que trabalha com design, certo? Por isso temos designer gráfico e designer de produto ( de interiores, web e outros relacionados ). Existe sim o termo em outros países ( que compreendem a lingua inglesa ) Cake designer. Mas isso tem tradução. Mas colocar o título de designer deixa o confeiteiro chique, ou artista de bolo com uma maior visibilidade. Por mais que vcs não gostem dessa postura, um cake designer só existe para atender classes altas da sociedade e por isso, mesmo que não fosse num blog de designers, seria minoria absoluta. E este país sendo democrático, faz prevalecer a opção da maioria. E a maioria acha errado existir o termo aqui. e por isso, vamos continuar espalhando isso. Mas que fique bem claro que isso é sobre o termo, nunca sobre o trabalho exercido. Ao qual eu acho maravilhoso. E parabéns mais uma vez ao Antonio, que expressou um texto que reflete a nossa vivência ( dos designers ) e mesmo sendo atacado por coisas como "Em um país como o nosso, cheio de violência, tráfico, políticos desonestos ainda tenha uma pessoa tão ignorante que se preocupe com o titulo cake designer" e ainda saiu de forma correta, evitando o confronto.
  • Olá Sra. Burna Gauss. Claro que sim. Entendo. Sua postagem se torna tão válida quanto todas as outras. Reforço que acho sua profissão extremamente importante e requintada. Se a Sra. deseja usar a expressão "cake designer", fique à vontade. Minha opinião já foi expressa nos comentários acima. Abraços e sucesso.
  • Olá Antonio!!!! Apenas respondi para o senhor, pois a unica palavra aparentemente "agressiva" que foi usada, foi a minha e foi a ignorante!! Eu não considero IGNORANTE uma palavra agressiva e apenas esclareci postando o significado!! Infelizmente hoje em dia as palavras estão vulgarizadas!! E o meu ignorante foi de uma maneira geral para todas as postagens!!! Mas de maneira alguma quis agredir!!! Se estou aqui para defender minha profissão, obviamente não vou agredir a ninguém!!! Apenas esclarecer oque eu acho que deve ser esclarecido!!
  • De maneira alguma escrevi de forma grosseira, mas pesquisei no dicionário e aqui vai: ignorante do Lat. ignorante adj. e s. 2 gén., indivíduo que ignora; que não tem ilustração; desconhecedor; que não possui a habilidade, o saber que a sua profissão exige. Grande Abraço, Bruna Gauss
  • Olá Cecília. Infelizmente, parece que estou sendo mal compreendido. Não me incomodo tão acirradamente assim em existir um cake designer. Como citei em minha resposta anterior, acho digna toda e qualquer profissão. Posso colocar como referência minha própria citação no texto anterior onde afirmo: "Sobre a defesa da palavra CAKE Designer, entendo que a adequação ao mercado competitivo de hoje exige que os atributos e cargos sejam valorizados, inclusive em suas nomenclaturas, para gerar maior credibilidade e “autoridade” no assunto." Reforço o que disse. O uso do nome mais, digamos, "internacional", não desmerece a profissão. Apenas, em minha opinião, acho q torna-se um tanto fora de contexto. Mas todos são livres para pintar suas tabuletas da forma que quiser. Em relação a ser irônico, Sra. Cecília, gostaria de reafirmar que em nenhum momento o fui. Estou expressando minha opinião - assim como a Sra. está tendo liberdade de expressar a sua - e há ironia alguma no tom do meu texto. Como eu disse antes, o mundo é heterogêneo. Eu postei o texto e várias pessoas expressaram reações. Algumas a favor, outras contra - como a sua. Viva à liberdade de expressão. Abraços e sucesso em sua profissão.
  • O que nos faz usar o título cake designer é somente para diferenciar-mos nossos trabalhos de confeiteiros comuns,ser designer é usar-mos nosso talento e criatividade.Investimos em cursos caros,e com pessoas qualificadas para tal ok?bjos
  • Bem, gostaria, como escritor e criador do texto que gerou tantas opiniões (36 comentários - recorde no site) informar a todos que minha intenção no momento de postar o texto não foi de ofender ou menosprezar o trabalho de ninguém. Expresso minha opinião SIM, como designer com mais de 15 anos de experiência na área e tendo trabalhado para empresas com HSBC, onde posso afirmar com toda a certeza que conheço o cabimento da expressão "design" dentro e fora do Brasil. Aceito o posicionamento de qualquer pessoa, já que o mundo é feito de massas heterogêneas e isso é que torna este planeta um lugar interessante. Porém, afirmar como algumas pessoas aí acima o fazem, de que uns são ignorantes e etc já é uma opinião maniqueísta e infundada. Sobre a defesa da palavra CAKE Designer, entendo que a adequação ao mercado competitivo de hoje exige que os atributos e cargos sejam valorizados, inclusive em suas nomenclaturas, para gerar maior credibilidade e "autoridade" no assunto. Continuo achando impróprio o uso da palavra DESIGN para confecção de bolos, doces e etc. Como a Sra. Bruna Gauss cita em seu comentário "ser um cake designer não é APENAS ser um confeiteiro, mas sim um artesão..." reforçando o que eu já disse. ARTESANATO é diferente de DESIGN e até mesmo diferente de ARTE. Conheço também uma confeiteira que já fez bolo para diversos atores da TV Globo, com os mais variados e inimagináveis efeitos e formatos possíveis e impossíveis. Uma ARTISTA, sem dúvida. Mas não uma DESIGNER (e ela nunca se apropriou desse termo). Em relação ao designer formado que optou pela confecção de bolos, respeito sua opção de atuação no mercado e tenho certeza que seu conhecimento (de cores, formas, conceitos) pode auxiliar muito em seu produto final. Porém, design é criado para tornar idéias úteis e fáceis de usar (ergonomia, design gráfico - organização de conceitos visuais, etc). Já bolos, podem ser uma bela peça de arte. Mas o seu gosto ou até mesmo a forma de segurá-lo no guardanapo não vão ser modificadas ou auxiliadas pelo design. Sinto muito. É claro que este texto continuará gerando polêmica. Como eu disse acima, o mundo é heterogêneo e precisa disso. Só espero que não aconteçam ofensas. Nem a mim, nem a qualquer visitante do site. Caso isto ocorra, deixo claro que posso me valer dos meios legais para me defender de qualquer ofensa ou agressão textual, comprovada aqui pelas postagens do site. Vamos comentar à vontade! Expressem suas opiniões. Sempre com respeito e boa vontade! Abraços a todos e obrigado por comentarem meu humilde texto.
  • Achei meio preconceituoso o texto. Até porque algumas "cake designers" tão banalizadas nesse tópico, são formadas no exterior, fizeram cursos, especializações e ganharam o direito de usar esse titulo. Elas projetam os bolos, documentam e executam. Creio que o autor deveria ter pesquisado mais sobre o assunto antes de desmerecer as (os) profissionais da área.
    • Olá Janaina, Ufa!!!! Finalmente alguém sensato!!! Projeto, planejamento, execução = ficha técnica. Quem é cake designers sabe do que estou falando!! Para os desinformados PESQUISA faz parte de qualquer projeto e com certeza quem é cake designers, sabe disso!!!
  • Pena que ainda os Brasileiro continuam dando valores agregados a nomenclaturas diferenciadas. Sou Confeiteira, e cada profissão tem seu valor e espaço, independentemente de nomenclaturas. O sol nasce para todos!
  • Pretendo ser uma CAKE DESIGNER, e não acho que esse termo está errado, e até agora não entendo porque os "Designers" estão tão ofendidos com isso, porque como disse um comentário ali em cima são todos desenhistas, com formação e muito bons por sinal, mais não deixam de ser desenhistas, e com toda certeza quando concluir meu curso de Gastronomia e chegar a ser uma CAKE DESIGNER terei orgulho em dizer que Desenho Bolos. Profissionais do ramo, não sintam vergonha de dizer que vocês são Designers, porque essa é a verdade.
  • Por favor acessem: http://pt.wikipedia.org/wiki/Designer http://pt.wikipedia.org/wiki/Design " Em inglês, o termo se refere a qualquer indivíduo que esteja ligado a alguma atividade criativa ou de projeto" " Denomina-se design qualquer processo técnico e criativo relacionado à configuração, concepção, elaboração e especificação de um artefato." E quem não conhece a diferença de confeiteiro, culinarista, boleira e Cake Designer...não tem nem por onde começar a falar! São diferentes sim, cada um faz uma coisa. Pesquisem!
  • Modismos demais... Enquanto nenhuma entidade forte se enuncia, daqui a pouco tudo será design (e se tudo é design... nada é design; ou, qualquer um faz design, então pra quê profissionais?). Complicado essa intervenção externa toda. Parece falar "mais alto" que o que a própria classe (classe?) consegue estruturar entre si. :/
  • bom eu concordo com o texto e apesar de não ter lido todos os comentarios não sei se vcs falaram sobre uma variante que percebo nesta situação e que quero mencionar, todos estas expressoes, Cake desiner, por exemplo não ofedem somente os designers propriamente dito, mas tbm a lingua portuguesa pq será possivel que estas pessoas não percebem que mudar de confeiteiro para cake desigenr num vai mudar em nada... a tradução da palavra é praticamente a mesma...! e antes fosse só estas palavras relacionadas a design, é hotdog, e não cachorro quente entre outras milhares...! a lingua faz parte da cultura, isto é desvalorização! :T bom eu poderia ficar por aqui argumentando neste sentido mas acho que já deu para entenderem onde quero chegar...!
  • Olá Sonia, tudo bem que vocês investem caro e muito tempo nestes cursos, ninguém aqui está tirando este mérito de vocês. Porém você há de concordar que entre o trabalho de um designer e o de vocês existem diferenças gigantescas como já foram expostas anteriormente. Designers vocês não são mesmo e não adianta chorar.
  • Não creio que eu estivesse tão mal informado assim a respeito da profissão. Nos últimos meses, em razão do meu casamento, visitei diversas pessoas que confeitam bolos dos mais diferentes tipos, formatos, cores e recursos possíveis. Nenhuma delas se entitulou CAKE DESIGNER. Creio sim que há uma grande dose de responsabilidade em fazer bolos para datas especiais, assim como também a criatividade. Porém, a expressão "designer" não creio estar bem empregada neste caso. Também sei que existem inúmeros cursos (caros inclusive, como um dos comentaristas citou) para aperfeiçoamento dos profissionais. Mesmo assim, não creio que isto legitime o uso da expressão DESIGNER. Enfim, enquanto não há regulamentação para tal, cada profissional pode usar a expressão que bem entender para se denominar e "diferenciar" seu produto no mercado. Agora, falar sobre o meu artigo é baseado em "conjecturas mal analisadas do artigo de uma pessoa que não sabe o que é ser um cake designer", ora... francamente. Quando essas pessoas organizarem eventos internacionais do mercado em que estão inseridas (como eu faço), aí talvez cheguemos no pé de igualdade pra discutir alguma coisa.
    • Vamos lá, Segundo a Wikipédia: O designer é o profissional que está habilitado a efetuar atividades relacionadas ao design. Normalmente o termo se refere ao desenhista industrial, habilitado em programação visual e projeto de produto, uma série de tipos diferentes de designers e ainda de projetista (termo genérico para quem projeta). Em inglês, o termo se refere a qualquer indivíduo que esteja ligado a alguma atividade criativa ou de projeto. Para quem não sabe qualquer aluno de Gastronomia tem aulas obrigatórias de Projeto, planejamento, execução = ficha técnica. Opa,aposto que achavam que era só jogar td na panela,né?Qualquer receita antes de chegar ao público passa por N testes.Então enquanto não regulamentam e delimitam o conceito este termo em inglês pode abranger várias profissões se houver projeto,planejamento e execução. Td mundo quer se diferenciar,inclusive Antonio Ribeiro que no final das contas é só um desenhista. No final td se trata de uma guerra de egossssssssssssssssss.Eu sou isto e vc é aquilo.Pra quê? Faça seu serviço,se diferencie e seja feliz.
      • Olá Aline. Acho interessante seu ponto de vista. Mas vamos lá; 1º - Wikipédia não pode ser referência segura pra ninguém, já que qq um vai lá e escreve o que quiser sobre o assunto que desejar. 2º - Quando falo sobre o uso da expressão DESIGNER falo sobre o TERMO e não sobre a profissão. Não quis menosprezar o trabalho e empenho de ninguém. Pelo visto vc deve ser CAKE DESIGNER e sei que pode ser muito talentosa nisso. Porém, alguém que depila pernas não pode ser chamado de LEG HAIR DESIGNER. Preste atenção: estou falando do termo e não colocando em xeque o talento de ninguém. 3º - Para sua informação, sou desenhista também, além de ser designer gráfico, colunista de games e ter um dos maiores eventos de animação, quadrinhos e games do Brasil, o AnimaSerra. Isso se deu graças à 18 anos de trabalho duro e, sem dúvida, reconhecimento no mercado. Mais cuidado pra próxima vez que se referir a mim em qq post, pois este "SÓ UM DESENHISTA" conquistou seu espaço, INCLUSIVE sendo colunista de um dos sites de design mais acessados do país: este aqui que você mesmo está lendo. 4º - Repito o que você disse: "faça seu serviço, se diferencie e seja feliz". E antes que mais alguém comente a respeito do meu post, eu estou falando DA EXPRESSÃO.XXXX DESIGNER... e não das profissões em si, está claro agora? Obrigado.
  • Quero saber porque os tão importantes e ofendidos profissionais que acham que op termo designer lhes pertecem não usam apenas "Desenhistas"!!! Sim...desenhistas é o que são! ..." uma vez que temos OFICIALMENTE apenas 4 ramos, Designer Industrial, Designer Gráfico, Designer de Interiores e Moda…" Deveria se desenhista Industrial, desenhista gráfico, desenhista de interiores.... Porque se apropriar de uma palavra estrangeira? Alguma vergonha em usar a palavra em português? Desmerece a profissão? Somos todos ridículos! Inclusive os designers de carteirinha! Sou confeiteira, porque faço confeitaria simples...no dia que tiver estudado o suficiente e desenhar bolos, serei então Desenhista de Bolos!
  • Ouvi falar que Design é simplesmente Estética? Será q é por isso q a razão do uso do termo Designer é pensar q Design é só Estética? Cake Designer = "Ser um cake designer não é APENAS ser um confeiteiro, mas sim um artesão, um profissional capaz de aliar a confeitaria e a arte… podemos reproduzir personagens,pessoas, objetos, flores em açúcar, esculpir um bolo perfeitamente e dar a forma desejada…. carros, ilhas, bolas, bonecas, enfim…. e dar asas a imaginação de um cliente, sempre buscando a perfeição, sempre TRABALHANDO COM SENSIBILIDADE, formas, cores e sempre CRIANDO e INOVANDO…" Concluíndo... ESTÉTICA Designer de Sombrancelhas = Tratar das sombrancelhas usando alguma técnica especial, materiais específicos e seja lá o q fazem. Tudo isso para deixar o seu cliente mais Bonito, certo?. Concluíndo... ESTÉTICA Hair Designer = Que faz projetos, cores, formas, faz seu cabelo chamar mais atenção devido à forma q foi tratada e a beleza aparente que demonstra às pessoas que olham. Concluíndo... ESTÉTICA Para quem pensa que Design é estética, estão muito enganados!!!
  • Sinto muito por voces que realmente não entendem sobre a sensibilidade de criar algo. Em cima das conjecturas mal analisadas do artigo de uma pessoa que não sabe o que é ser um cake designer ,todas as criticas acima são meramente copias da ideia do autor . Por favor imformen-se e depois tenham suas proprias ideias. Obrigada pela defesa Bruna Gauss. sefora cake designer
  • Pior foi a expressão que ouvi esses dias: Oi, meu nome é Melinda, serei a sua "personal designer". Acredite, uma mulher de uma clínica de estética falou isso pra minha namorada. Tá mais para cirurgiã prástica essa daí.
  • Eu tbm acho uma infelicidade, mas o problema começa em casa, estamos cheio de Designer disso e daquilo na profissão, então nos mesmos confundimos a tudo e a todos... Alguns exemplos que eu acho barbaridade uma vez que temos OFICIALMENTE apenas 4 ramos, Designer Industrial, Designer Gráfico, Designer de Interiores e Moda... Abaixo nossas mensagens confusas ao público: Web Designer Designer Instrucional Designer de Interfaces (não é o mesmo que Web D?) Designer de móveis Designer de eletroeletrônicos Designer de automóveis Eu acho que estamos utilizando Design demais e trabalho com resultado de pouco na profissão! Muito bla bla bla e pouco trabalho!
  • Que texto absurdo!!! Em um país como o nosso, cheio de violência, tráfico, políticos desonestos ainda tenha uma pessoa tão ignorante que se preocupe com o titulo cake designer. Primeiro que uma cake designer não usa mais o chantilly. Segundo que consideramos um tipo de design pois projetamos, criamos e depois colocamos em prática! Acho que todos deveriam respeitar mais a profissão do outro, independente do título! Não sei porque vocês ficaram tão ofendidos em existir um cake design. Futuramente, antes de escrever em sua coluna, o Sr, deveria pesquisar mais sobre as profissões que vai citar e ser um pouco mais gentil e menos ironico, para que pessoas não se ofendam. Atenciosamente, Cecília Ramos.
  • Acho o texto carregado de preconceito. Mas é compreensível, pois é vindo de uma pessoa ignorante no assunto. Não conhece a profissão. Quem trabalha com culinária já deve estar acostumado, pois no Brasil ainda são vistos com preconceito. Aos poucos a coisa vai mudando. Abraços Mauro
  • CAKE DESIGNER?!?!?!?! Que mer** é essa?!?! Outra coisa que me irrita, é quando as lojas de material de construção começam a vender vasos sanitários e pias mais bonitnhos e colocam o título de "Fulano Design". Eu vi uma loja de material de construção que se chamava "Antonio Bittencourt" e virou "Antonio Bittencourt Designer"... sim... Designer com R no fim mesmo...
  • Por isso que apoio os manos do sul na campánha pelo Desenho e Desenhadores. Mas o papo não é novo e sempre tem mais ou menos os mesmos argumentos, mas como sempre tem um chato, "serê-lo". Assiste um filminho qualquer, mesmo de muitas décadas atrás, quando o mundo era jovem, vc pode ver a "costume designer" (desenha as roupas não os trejeitos da galera) e por aí vai... assiste lá, vai ver q não tô mentindo... muito. Caso a gente queria filar a palavra de outro idioma não podemos reclamar da geral confundir tudo, daí vai da gente dar um jeito de catequisar a parada, design jesuíta, hehe. ou não tb...
  • "Já que as palavras em português estão ficando sem efeito e banalizadas, devemos tomar cuidado para que o uso das definições em inglês (...) percam a força também..." Acredito que seja justamente o contrário! As palavras em português já não são bem conhecidas, daí usam-se palavras genéricas do inglês que distorcem mais ainda o significado das relativas em português... Ô situação...
  • belo artigo, mas infelizmente me fez lembrar que todos os dias, quando volto do meu emprego, sou forçado a olhar para a fachada de um oculista que colocou na frente do seu consultório uma placa escrita DESIGN VISUAL............ e mais a frente, na mesma rua também tem um HAIR DESIGN.... e um FASHION DESIGNERS......
  • O pior de tudo isso é a grande midia apoiando essas palhaçadas, há um tempo foi no Jó Soares uma mulher que se apresentava como Designer de sombrancelhas... pqp!!!!... tanta gente interessante para entrevistar!!! Uma coisa dessas vindo da grande midia é um erro, pois alem da "grobo" causar uma forte influencia nas pessoas, eles conhecem muito bem o trabalho de verdadeiros designers, pois eles devem ter muitos designers que trabalham para eles.... claro que nao estou falando do hans donner....rs
  • Realmente a idéia de que tudo é design esta realmente muito conturbada na cabeça de alguns. Nem tudo é design, entendo dessa maneira, creio que design não se refere a um penteado de cabelo, ou a um confeitero, refere-se a conceitos. Muito boa reportagem, irei levar para o pessoal da faculdade! abraços
  • pois bem, vc me pediu um comentário, olha, seu blog é interessante, a escolha de fonte tá bom, bem legível, a combinação de preto e azul, sendo o azul não muito chamativo ficou legal, os títulos em bold, beleza, os menus do lado direito tranquilo, apesar de que essa disposição dos menus deve ser padrão do blogger maker q vc está usando. Concordo ideologicamente que é preciso regulamentar, apesar que é um assunto que qdo falo c/ os outros todo mundo sai de perto achando que estou com alguma doença contagiosa. recomendaria (isto se vc já não tiver lido) o texto escrito pelo prof. freddy van camp da esdi, citando argumentos favor da regulamentação da profissão. se vc se interessar, recomendo leituras sobre design da informação, ou visual literacy. no mas é isto, sucesso aí ! m.
  • Concordo com a sua opinião Antonio. Hoje em dia é facil ser um "designer" é só dizer que é e pronto. Infelizmente... assim como qualquer vendedor hoje em dia é "consultor" e qualquer um que faz uma festa é "promoter"... Isso tudo é só para fazer mala mesmo, não desmerecendo ninguem, mas a maioria é pura encheção. Putz.. mas Cake Design é fo** !!
  • Alguém já viu, acho q em copacabana, o Hotel DESIGN não sei das quantas? Nessas horas tenho vergonha. Não por mim. Mas pelos outros. Estava eu jogando Banco Imobiliario com com meu irmao e na falta de uma peça, resolvi colocar uma tampinha de garrafa. Em seguida ouvi ele dizer: -DESIGNER!!!
  • E quem aqui disse que artesanato É design?????? cá entre nós, qualquer um sabe diferenciar né meu amigo!!!! ah e sim, cake design é artesanato pois fazemos tudo com as mãos além de ser arte pois criamos,executamos, enfim..... acho que não cabe a alguém tão ignorante uma resposta decente!!!! Abraços, Bruna Gauss
  • Antes de Mais nada, gostaria de me apresentar: Meu nome é Marcelo Leite, designer formado, e por opção fui trabalhar com bolos, já que além de apreciador dos mesmos queria que meu trabalho fosse visto e divulgado com mais rapidez... Quem hoje em dia não faz festa? Me considero sim um CAKE DESIGNER, por que não? Não só pelo formação anterior, mais sim pelo fato de que realmente mexer com a criatividade me faz sentir bem e realizado. Infelizmente acho que o seu comentário não serviu em nada para enriquecer o seu blog... infelizmente acho que a sua capacidade de absorção de conhecimento para se abrir a cabeça, ficou inerte entre as páginas em branco que vc costuma desenhar... Mas o que me faz feliz é saber que ainda existem pessoas tapadas como alguns aqui que não se interessam em ver o outro lado das coisas, e assim evito maiores concorrentes. Abraços. Marcelo Leite
  • Para Que o Sr possa entender serei bem simples e objetiva. Designer -Cria Confeiteiro -executa Entao ,qualquer pessoa que crie ,seja em qualquer tipo de profissao ,e um designer Hoje os bolos sao descorados com tecnicas novas e precisa-se criar para que fique bonito e alem de tudo gostoso,baseado nisso ,damos o nome de cake designer para essas criadores sem limites.Nao faca comentarios em sua coluna antes de estudar e saber realmente o que voce vai comentar Maria Eliza
  • Caro Sr. Antonio Ribeiro, Acho que antes do Sr. escrever e criticar sobre o titulo "cake designer" acho que deveria pesquisar e se informar!!! O título "cake designer" é muito mais que uma confeiteira e sim uma profissional da confeitaria que estudou, pesquisou e passa horas não simplesmente batendo um bolo, fazendo o recheio e recheando o bolo e sim fazendo um trabalho específico, um trabalho que necessita de muitas técnicas e que basicamente a matéria prima além do bolo, é a pasta americana, pastilhagem, glacê real, massa elástica entre outras, ou seja tudo feito de açúcar!!! Ser um cake designer não é APENAS ser um confeiteiro, mas sim um artesão, um profissional capaz de aliar a confeitaria e a arte... podemos reproduzir personagens,pessoas, objetos, flores em açúcar, esculpir um bolo perfeitamente e dar a forma desejada.... carros, ilhas, bolas, bonecas, enfim.... e dar asas a imaginação de um cliente, sempre buscando a perfeição, sempre trabalhando com a sensibilidade, formas, cores e sempre CRIANDO e INOVANDO... Muito além de decorar um simples bolo... o "cake designer" superta expectatívas!!! Há anos, existem revistas e livros específicos para essa área, já existem congressos no brasil e pelo mundo,existem feiras anuais, nacionais e internacionais especificamente para confeiteiro e cake designer!!! Eu e minhas colegas de profissão não usamos simplesmente o "CAKE DESIGNER" por estar na moda, mas sim, por definir nossa profissão rapidamente.... afinal somos oque?? projetistas de bolos..... Infelizmente, ainda não temos uma faculdade ou um curso tecnológico que nos denomine "Cake Designer" e não haja mais comentários ignorantes como esse!!! O Sr, deve ir a casamentos ou qualquer outro tipo de comemoração... ver aquele bolo lindo, aqueles doces deliciosos e se fartar em cima da mesa... mas quem será que os executou????? a cake designer e sua equipe Pesquise sobre Isabella Suplicy, Marcela Sanchez, Patricia Schmidt, Nininha Sigrist entre outras e estrangeiras conhecidas mundialmente como Debbie Brown, Margareth Ford, Massie Parrish entre outras!!! Ou simplesmente digite no google "cake designer" aí apareceram excelentes profissionais, veja algumas fotos e tire suas próprias conclusões!!!! Ah, e sobre a roupa de chefe, conhecida como dolma, sim, isso nos dá um aspécto de higiene e boa aparencia e sem nossa equipe, não seriamos ninguém!!!! Todas nós fazemos arte em açúcar e somos sim cake designer!!!! Algumas com trabalhos mais aprimorados o outas com trabalhos mais simples...... mas.... o sol nasceu para todos!!!! Abraço, Bruna Gauss
  • Perai..tem que existir alguem que defenda esse pessoal... É o seguinte...se voces dizem que x designer eh moda hoje...pq voces noa tem um x...acho que falta esse X DA QUESTAO para voces. Que mal tem a pessoa se chamar de x designer. Se ele ta ganhando dinheiro assim otimo ...o nosso pais ta cheio de gente se escorando em coisas sem valor para ganhar a vida e no entanto nao ta ganhando...Se voces designers noa estao ganhando tanto dinheiro como desingers que são de formação...deixem suas profissoes e encare ser um X designer..quem sabe assim deixa de perder tempo criticando...e passam a ganhar tempo construindo alguma coisa...VAMOS CONSTRUIR GENTE...A VIDA SO VALE A PENA ASSIM...outra ..se pensar bem um titulo de faculdade nao faz com que voce ganhe a vida...vai ver que esses x designers são designers da vida...pois em meio a essa crise que nos vivemos acharam esse conceito e essa garra e força de vontade pra dar a volta por cima e sustentarem suas familias com dignidade.. TER TALENTO EH ISSO ...ELES ACIMA DE TUDO SÃO LIFE DESIGNER,,,
  • Na realidade existem algumas alternativas, mas acho bem difícil aplicar a essa altura do campeonado, a não ser que se abandonasse a palavra "design" para a cultura do oba-oba mesmo e a nova nomenclatura estabelecer uma nova área de conhecimento, daí se marca pega. Pessoal do RS tem até um certo costume de falar Desenho para a profissão e Desenhador para o profissional (pareciso com a diferença em espanhol de Diseño para Design e dibujo para desenho comum, e quem faz Diseño ser Disenhador, coisa ssim) Também tem o Projecto e Projetista. Logo no primeiro post meu aqui, ou segundo, toquei nesse assunto mas não desenvolvi pq acho q não interessa muito esse lance de nomenclatura, mas se deixar a geral feliz pego meu livro de um professor da UFSM lá em q ele fala melhor disso e me baseio pra um post. Caso queiram, tamos aí. Mas imaginem que legal, Desenho de Produto, Desenho Gráfico (quase redundante...) Desenho de Interiores, Desenho de Confeitos, Desenho de Cabelos... Ah, q relaxa mano, sem essa de senhor, Vsa, usa um vc mesmo q tá na boa. :)
  • Sr. Fernando Galdino: Concordo com as afirmações que Vsa. fez em relação à legitimidade do setor em que a "Food Design" trabalha e sua qualidade. Ninguém está contestando isso. Em razão - no final de seu texto - do uso da palavra de uma língua da qual "nem somos nativos" também é verdade. Mas isso se deve a uma descompensação histórica e cultural que o Brasil tem, em razão de ter como ídolo e modelo, tudo que procede da sociedade estadunidense, concorda? Já estive lá fora alguma vezes e isso torna-se muito patente quando estamos em outra cultura e podemos olhar a nossa de fora pra dentro. Se o sr. tiver uma sugestão para, ao invés de DESIGNER, o profissional desta área puder utilizar outra nomenclatura, seria ótimo. Pois "americanismos" também não me agradam muito.
  • Tá. Negada, desce do salto aí, tava engraçado até agora mas xenofobia profissional é babaquice demais (até pra mim). "A Food Design A Food Design é uma empresa de consultoria especializada em alimentos e bebidas, fundada em 1993, cujo objetivo é oferecer soluções integradas em sistemas de gestão da qualidade. Nosso diferencial é o trabalho altamente personalizado, orientado pela busca contínua da excelência. Nossa filosofia é pautada pela Qualidade Total e pela Responsabilidade Social. Nos desafiamos a satisfazer nossos clientes com elevado padrão de competência e confiabilidade, de forma a nos tornarmos seus parceiros preferenciais. Somos responsáveis pela criação, em 1998, do Prêmio Food Design em HACCP, iniciativa inédita no Brasil, visando incentivar os profissionais que atuam em HACCP. Em 2003, este Prêmio chegou à sua 6ª edição." Certo. Gente que gerencia qualidade do que produz agora é "mão leve" de profissão. Sério, dei uma olhada no sei desses food designers aí, quer saber? Achei mais confiável e interessante do que o da ADP por exemplo, olhem lá, no menu da esquerda, principal, de 7 links 2 são "portifólios" e "cases", ou seja, "olha que legal nossa panelinha". Agora se o pessoal food design, que em uma tradução livre poderia ser, projeto/planejamento de alimentos, e pesquisar no google e colar pedaços de programação pronta ou fazer umas macaquices com imagens em algum photoshop qualifica alguém para monopólio de uma palavra de uma linguá da qual nem é nativo, meu, é muita ridiclesa. cresce design, sai da pré escola modernista.
  • Então, essa questão é bastante polêmica, basta ler todos os comentários para perceber que existem inúmeras maneiras e interpretar o texto acima. Eu particularmente não compreendo o porque de tanto espanto. Essa questão das palavras inglesas serem mais valorizadas que as portuguesas vem de muito tempo e infelizmente é uma realidade em nosso país. Cada profissional procura fazer seu marketing da melhor maneira. Eu por exemplo sou cabeleireira e estou prestes a abrir meu próprio negócio...peço a vcs antenados em marketing qual será a melhor opção para dar nome ao meu espaço. Hair Designer, Coiffer, Cabeleireros...não nego que acho a expressão "Cabeleireiros" batida e sem glamour.