65 respostas para “Eletrobras lança novo Logo”

  1. R$ 1 milhão pra fazer isso? Ahhhhhhhhhh para, meu!
    O Lula e a Eletrobras (sem acento, agora) devem estar malucos.
    Os valores brasileiros mudaram demais! Pena!

  2. Embora a tipografia antiga fosse bem podre, o logotipo “EB” tinha a conotação de energia elétrica e fazia sentido. Esse “semiswoosh” de cores sobrepostas é cliché sem igual.

    É claro que, pra custar 1mi, deve ter mais uma das ligações escusas do PT…

  3. Ah, simpático o patinho.

    Porque o pato simboliza a placidez dos lagos. Lagos esses que geram a força mecânica das usinas hidrelétricas que compõem a esmagadora maioria da matriz energética brasileira.

    Não? Não ficou claro? hehehehe =)

    Agora, sério. Fade: completamente desnecessário. Não sugere absolutamente nada. Não simula absolutamente nada.

    Enfim, faço melhor. Sem soooooombra de dúvidas.

  4. Questionar valores é bem coisa de gente que acredita que marca é um “desenhinho” – e que design é também é desenho, ora, a marca mostra atualização da outra e gostar do desenho ou não é uma outra questão ponto de vista é necessário ver o projeto como um todo.
    aprovo a marca no quesito atualização e na aproximação com o Brasil, cores cítricas e o movimento constante de uma nação que cresce, a anterior embora muito bem elaborada remetia ao cartesiano lógico, como deve ser um empresa de energia mas acredito que faltava o brasil nela, vale lembrar que na época que foi desenhada o Brasil se sentia inferior e e não tinha um identidade própria hoje somos coloridos e é isso que a marca atual me mostra, uma empresa de uma nação descaradamente orgulhosa de seu sucesso!!

  5. a parte q a gente fica triste nessa historia é q não sabemos em q condições chegam nesses valores.

    acho o escritorio da ana couto muito competente em branding, mas acho q nao foram felizes nessa proposta. ficou modinha e concordo com o marcelo, embora a tipografia nao fosse a melhor, o logo tinha a conotação de energia eletrica.

    nao curto julgar sem ver a defesa, mas me pareceu pobre :/

  6. Precisava de uma renovação, mas o resultado acabou bem clichê mesmo. Acho que seria melhor ter escolhido um novo tipo para o lettering e modernizado um pouco o símbolo. O símbolo novo ficou bem ruim.

  7. Reclamar e colocar a culpa no estagiário é fácil. Fazer uma crítica decente é bem mais difícil. Simplesmente dizer que “não gostei” só polui os fóruns de discussão e não adiciona nada para quem fez ou até mesmo para quem lê.
    Além disso, as pessoas tendem a achar que o valor anunciado vai inteiramente para o escritório que desenhou a identidade visual. Até onde eu sei, apenas uma fração vai. Pensem na quantidade de material que deve ser alterado, reimpresso e remontado para incluir a nova assinatura. Agora imaginem isso em uma empresa estatal, que atende um país do tamanho Brasil.

  8. Uau Henrique! Sua justificativa é mais furada que a própria logo… não interessa quem levou 1 milha, o que interessa é quem pagou que no caso somos nós, inclusive você. Essa empresa estatal não atende ninguém porque ela estava fechada e foi reaberta por política. Sr. José Dirceu levou mais de meio milhão para fazer lobby com o governo federal para a reabertura dessa estatal. O fato é que há uma parcela de brasileiros que merecem continuar na lama por conta da ignorância e da falta de postura contra um governo CORRUPTO e DECADENTE.

  9. Quem julga o valor de 1 milhão, achando muito nunca trabalhou em escritórios de marca, não sabe que uma identidade não é só símbolo e logotipo, que envolve estratégia de marca, pesquisa, design, sistematização, lançamento, etc.
    Não sei ainda a defesa, mas tenho minhas ressalvas quanto ao resultado final, nada contra efeitos, luz e sombra, um belo exemplo deste uso está na id. da Swisscom (http://www.swisscom.com/brand-2008).
    Vamos esperar o resultado das aplicações.

  10. Na época que tentaram mudar a marca da Petrobras foi a mesma chuva de críticas, e depois de ver a pesquisa que o Lelé fez dei razão pra ele. a marca era ótima. Muito fácil criticar assim sem saber o processo todo.

    O conceito de futuro é energia limpa e renovável.

    1 milhão nem é nenhuma fortuna.

  11. Eu sou adepto do design claro. Uma identidade visual deve passar o conceito sem precisar ficar mostrando a defesa para os clientes (afinal é principalmentecom eles que a marca se comunica). Portanto se ninguém conseguiu enxergar nenhum significado nessa, algum problema existe, certo?
    E não questiono o investimento de R$1 milhão, eu, e creio que maioria dos que questionaram, questionamos esse valor nessa identidade.

  12. Gostei do comentário do amigo “Paaaaaaaulo ( belo patinho)” – ele enxergou mais que eu…rs

    Vou te falar… as vezes culpamos o cliente por escolher sempre a opção mais porcaria, mas um design que apresenta uma “mancha” dessa como opção para um cliente, consegue ser mais brega.

    Eu, como Diretor de Arte formado, vejo uma bunda de perfil com uma baita lordose. Quanto as cores, sem comentários… todo mundo usa isso agora. Muito comum “cormáticamente” falando, e muito fraca por não transmitir nada da empresa.

    Com essas cores e esse formato pode ser qq empresa que use o apelo da sustentabilidade, uma grife de vestuário que utilize garrafas PET e até mesmo qq produtor de alimentos orgânicos.

    Se a Eletrobras quitar meu imóvel com a Caixa Econômica, eu faço uma de graça e ainda defendo.

  13. coisa lindia de mo deus esta inspirarão rsrrs
    nos somos um publico chato de se agradar tem que ver a defesa do pato !
    se juntar o pato pato aqui pato aco-la e a bunda que o pervertido viu rsrrs
    vai acabar em brasil …
    seguiria esta linha na defesa
    srsrs

  14. tem uma coisa que não foi falada ainda.
    o que é esse um milhão, o custo total (todas as aplicações em todas as estações, mais papelaria, site e lá vai) ou isso é só o preço pago a ana couto?

  15. Num primeiro momento, tratando-se de uma empresa de energia, eu vi umas hélices, que concordo que façam refererência a energia limpa (água, vento). Mas o símbolo não está bem resolvido. De longe parece mesmo um pato… E me surpreende ter sido feito pela Ana Couto.

  16. Não achei uma mudança que justificasse o custo se for esse mesmo.
    Na verdade acho que o anterior traduz melhor a atividade da empresa.

  17. Então nobres colegas esse custo total é o da implantação. Não vamos ser tão rasos.

    Quanto ao mérito da nova marca, a questão ai é aquela velha historia, da possivel licitação, onde o mais barato é posto, sem considerar a qualidade. Até porque quem estaria apto dentro dessas empresas a julgar a competência de uma boa escritório de design?

    Como já li num post de Storlaski as instituições públicas deveriam ter um designer como secretário ou algum tipo de conselheiro, a visão projetual para as obras, comunicação e etc.

    Aí da nisso, o preço mais barato é ate melhor não porque pensa-se na sociedade e sim porque muitas vezes dá pra desviar mais.

  18. Introspectivando!!! Quando pensamos em uma empresa, que possua cunho socio-politico de uma estatal como a ELETROBRAS, vejo uma gota se unindo a outra e outras, formando um rio, criando um lago, gerando energia e tranformando vidas; Assim como deve ser o povo brasileiro sozinho, somos um, mas juntos somos NAÇÃO!!!

  19. Agora objetivamente, o Vento e a água são as duas formas mais utilizadas para geração de energia limpa, pela Eletrobras, e estão claros no logo, e creio também que está empresa já deva ser a maior do mundo em geração de energia utilizando fontes limpas. (se não for está próxima de ser)

  20. Também achei a marca muito fraca. Concordo que existe semelhança com o patinho, eu por exemplo vi uma galinha e depois lendo os comentarios percebi não ser o único a ligar as formar. Também vejo a irmã dessa galinha na marca do Salvador Shopping aqui na cidade http://www.salvadorshopping.com.br/ . Ora quando eu era bem novo um chefe que tive me disse: -OK, escreva ai essa sua explicação que a gente vai usar como assinatura da marca. rsrsrsrs Depois de uma dessas na cabeça é que a gente aprende que a marca é o que as pessoas estão vendo. Quanto a questão das cores penso que é realmente muito usado mas aina da pra fazer coisa boa explorando muitas cores, não dizendo que esse foi o caso. E por fim a questão do valor eu não vi nada demais, não pela marca mas por quanto ela irá valer em breve. Além de que não é “criar e entregar em disquete” rsrsrs essa foi longe heim? É mudar toda a identidade visual de uma MEGA empresa, logo custa muito. Resumindo, erraram nessa, mas vocês iram acabar acostumando com o patinho feio já que deve vir um grande investimento em publicidade.

  21. Falar é fácil…difícil é executar! Fazer um logo não é fácil, requer que o projeto tenha uma identificação, mesmo não sendo da área, minha opinião é de que faltou um pouco mais de identificação com energia elétrica, o símbolo antigo era morto…sem vida…esse, não está longe.

  22. Bonita não ficou mesmo não.
    Eu, se estivesse envolvido no projeto, apostaria em uma mdoernização do antigo. Mas é muito fácil o pessoal vir aqui e falar “isso” ou “aquilo” sobre esta nova marca. Esquecem que este tipo de empresa (como a eletrobrás) estão poluídos de Administradores, Economistas, Estatísticos e Engenheiros, todos com MBA em Marketing. Quando eu li o techo “O redesenho do logotipo teve pesquisa interna e externa junto e foi desenvolvida pela consultoria”, o que diz respeito a “PESQUISA INTERNA” me faz visualizar uma mesa cheia dos profissionais citados anteriormente que, a cada nova reunião, davam novas idéias inovadoras e mudavam de opnião e bagunçavam todo o briefing. Eu sei bem como é isso. Aposto dos muitos que estão aqui também sabe.
    É fácil criticar sem conhecer todo o processo por trás da criação dessa ou daquela logomarca. Eu realmente não gostei. É tenebroso. Mas não vejo a falha por parte dos designers (que acredito que fizeram seus trabalhos dignamente) e sim por parte dos profissionais responsáveis da Eletrobras, que eu tenho quase certeza absoluta que deram betelho aonde não deviam. Porque eu tenho certeza que a todos esse “marqueteiros” acham que entendem mais de design de marca do que os profissionais da Ana Couto.
    De médico e designer, todo mundo tem um pouco.

  23. Por favor, ignorem os erros de português e digitação acima.
    Não revisei e re-li apenas depois que postei..tá uma bagunça. Espero que ao menos tenha ficado entendível.

  24. Só faltou ser amebóide.

    E a Eletrobras tem algo a ver com gás? É o que eu enxergo aí.

    Ficou uma bela porCARÍSSIMA!

  25. As pessoas se esquecem que o preço vai se basear TAMBÉM no reflexo do trabalho pra empresa. Teve um otário que disse ” meu irmão ( ou sei lá que porra ) faz por $50″.

    Cara, até puta tem aposentadoria e se sente mais regulamentada, mas designer não.
    Que beleza de país!!! Por isso que eu vou me mudar pra fora com todo o gosto do mundo.

  26. Eu gostei e achei interessante

    Quanto as cores
    O azul eh da agua das usinas hidreletricas
    O verde eh as pastagens onde ficam as usinas eolicas
    O amarelo do sol, tah cero que ainda nao temos nenhuma usina de geracao de energia atraves da luz do sol, mas isso eh questao de tempo
    O branco que preenche a quarta parte da gota faz parte da logo? se sim pode representar a energia limpa, renovavel.
    Sem falar que as cores sao da bandeira do Brasil, levando na marca a nacionalidade, isso e muito importante, isso estava faltando (e ainda esta), tanto nas empresas estatais qto nas empresa privadas brasileiras, mas espero que as logos da nova geracao tragam isso mais explicito.
    A escolha da posicao das cores foi bem feliz tambem.

    Quanto aos efeitos
    Se a forma era para ser de uma gota, se nao fosse aplicado o fade e nao fosse dado um estilo 2d na gota, ai o negocio ia ficar feio, seria a empresa do ze gotinha. Os efeitos fizeram com que a gota ficasse moderna.

    Quanto a forma
    Em primeiro momento parece uma gota, mas depois que li sobre o pato, realmente parece um pato mas parece uma gota tambem. Enfim gota ou pato faz referencia aos lagos das nossas hidreletricas. a base da nossa geracao de energia, nao eh a toa que a agua (cor azul) estah na base da gota ou pato.

    Quanto a fonte da palavra Eletrobras, achei limpa, legivel e moderna, esse logo podera ficar anos como logo que ainda estara atual.

    Parabens aos idealizadores da logo.
    Desculpem-me pela falta de acentuacao, meu teclado eh layout britanico e ainda nao consegui configurar a acentuacao.

  27. Achei horrível, decepcionante. Uma Empresa com quase 50 anos de história, poderia alguma atualização mas não é esse tipo de transformação de que estamos precisando, estamos querendo mais transparência, energia limpa, plano de carreira, bons profissionais, tecnologia. A marca Eletrobrás tornou-se conhecida, ações em NY, propagandas, patrocínios e aí vem alguém e acha que mudar é colocar um pato, que horror! E quanto disperdício de grana e de talentos em designer!!

  28. Volátil. Se esvai a cada mudança de interesses. É o que transmite este novo logo: Fraco, insignificantemente leve! Incrível ter sido encomendado para representar união e força conjunta! que piada refletir a unidade da Eletrobrás! Quanto ao acento, nome próprio não segue regra – mas é aceitável.
    Parecem, sim, as penas do tão falado pato levadas pela brisa. É um devaneio VOLÁTIL!

  29. é isso ai…depois dessa vou fazer concurso pra petrobras….lá pelo menos a PL é maior e tem menos viado….isso é coisa de desocupado revoltado com o salário que ganha…

  30. Prefiro esperar dia 22 para saber o conceito. Muito fácil dizer que está feio, que parece uma bunda ou um pato. O projeto é muito maior que apenas a logo. As informações estão estão incompletas e rasas.
    Além do mais, fico feliz que esse tipo de trabalho tenha sido valorizado. Ou vocês preferem que aconteça como o caso da CEDAE?

  31. Meus 2 centavos:

    1. Acho a marca pobre. Poderia ser mais simples e mais rica. O degradê é feio. A fonte não é necessariamente feia, mas no conjunto não ficou legal. As cores seriam válidas se a marca fosse bem executada, como é óbvio. Parece feita pelo sobrinho do vice-diretor de operações, que mexe com computador.

    1.1. Eu, sem experiência, diga-se, apostaria na modernização da anterior.

    2. Apontar culpados é complicado, mas acho que tá mais para o lado da empresa. Quem é designer já passou por situações do tipo: “adorei, ficou lindo! Mas dá para tirar aquele azul e colocar rosa?” E isso acontece em qualquer posição de hierarquia.

    3. Não acredito que a escolha tenha sido por licitação apenas. Isso ficou incubado por muito tempo. Nem o marketing do “segredo”, que a Apple faz tão bem, por exemplo, eles conseguiram fazer.

    4. Vai ficar horrível na linda camisa do Vasco. 😛

    Quanto ao comentário do Andre Luiz, repare que a marca do 9rules é bonita, “entendível” e bem executada. Mas marca bonita mesmo é, da lista dos logos de países, a da Espanha. Alia bom design à cara e história do país.

    Abraços a todos.

  32. Pow, o lula podia pagar pra mim 100mil de humilde que eu faria algo mais proveitoso pra ele colocar no bolso dele ou no dos amigos do PT…

    Lavagem de dinheiro com certeza …. eu estudante faria algo melhor .

  33. Deixando os comentários de pessoas extremamente conservadoras e retrogrados para trás, gostaria de parabenizar o escritório Ana Couto pela coerente solução gráfica para a Marca Eletrobras que posiciona a instituição como moderna e capaz de integrar bem ao mercado mundial. Parabéns a toda a equipe.

  34. Podemos dizer que é uma marca bonita, e que pode até ter um bom conceito por trás…mas o que interessa é a imagem, sensação que ela passa qndo em contato com o seu público, que nesse caso não passa nada além da identidade visual brasileira, ou seja as cores. É uma marca sem grandes significados e sem força nenhuma, não representa nada de imediato e nem depois de dias em contato.
    UMA MARQUINHA AGRADÁVEL AOS OLHOS só isso.
    Dizer que não vai pegar, eu não me atrevo, mas afirmar que ela só terá força se existir um grande esforço de mkt por trás, fazer oque o designer nao fez.

  35. Lamento muito esse redesign do Logotipo da Eletrobrás.
    O antigo era muito mais comunicativo e cativante. Forma e função muito bem alinhados.
    O novo é frágil e terá problemas técnicos para aplicação.

    Igor F.

  36. Seria interessante saber o conceito do tal redesenho, as aplicações previstas e etc. Link do Manual da marca cairia bem aqui.

  37. Pesquisando no site da Eletrobras, com hotsite e tudo para as explicações de redesenho, pude constatar que a nova marca é realmente uma marca com problemas de aplicação – conferindo-se as versões em PB e em traço, a marca se transforma em “coisas” totalmente diferentes.

    Realmente tem um pato ou um pombo por ali – e quanto mais reduzido, pior.

    O conceito: “O símbolo transmite brasilidade e fluidez, além de representar a evolução constante da Eletrobras, um movimento contínuo e dinâmico. O azul representa a água, que se renova e vira energia. Os dois tons de verde passam a ideia da diversidade tanto natural, quanto da matriz energética brasileira.”

    Também quero ver como esta marca fica como patrocínio numa camisa de time…

    Link do Manual da Marca pra quem quiser conferir e opinar.

    http://www.eletrobras.com/elb/data/Pages/LUMISBA66C2BCPTBRIE.htm

  38. Não pude deixar de ler e de comentar,
    curiosamente vejo quase sempre o mesmo fenômeno, quando dessas situações de troca de logo, todo mundo entra em choque designers,pessoas comuns, porque ta todo mundo acustumado com a anteior, é como trocar o nome de uma pessoa, todo mundo estranha…
    “esse novo nome não parece com a pessoa”!
    E também tem o problema de “excessos de pitacos”!
    quando se faz um logo pra um Padeiro, sendo este o único a dar a palavra final sobre aceitar ou nao o trabalho, é possivel trabalhar e ter um resultado satisfatório pra ambas as partes,
    mas imagina trabalhar com uns 20 profissionais que NÃO SÃO designers, mas que por aproximação, marketing, publicidade, ou so porque PODE enchem a paciência do designer, enfim não vai render!
    Acho que é por isso que grandes empresas de Design não estão conseguindo agradar nesses Redesigns ou Nessas trocas de logos que vem ocorrendo ultimamente…

  39. O que é aquilo: um gota!!! um patinho!!! não, é o novo logo da eletrobras!!! Que coisa é essa? Enfim, é assim msm. Merda não afunda, mas bóia! ainda mais merda de viado: tem cheiro de perfume.

  40. Pessoal,
    Um milhão não é necessariamente para a empresa de Designer, e sim para o processo de remodelagem de todas as empresas interligadas, material publicitário, reimpressão de material. Não esqueçam do processo físico de mudanças… As vezes é mais caro mudar do que criar algo novo.

    A logo não é um Pato, o formato de um tem inclinação diferente.
    Não é um nariz, só mesmo naquele desenho.
    No fim não é nada, pois a idéia é ser diferente e o menos é mais.
    A retirada do acento, ajuda em outros idiomas.

    A idéia de ciclo e renovação está legal na logo, mas realmente aplicações em outros materiais e PB por exemplo sofre. Mas no mundo de hoje quem precisa de PB, é 4×0 é barato.

    Na verdade a indignação de todos vocês é porque não foram contratados para tal trabalho.

    Por sinal, gostaria de receber tanta crítica assim em nosso último trabalho…

    http://www.riaworks.com.br/projetos/trance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *