O dia dos Namorados em 12 imagens

Amor é aquilo que te faz sorrir quando você está cansado e ainda precisa virar a noite trabalhando…


 

Aproveitem o dia 😉

Distribua

Google brinca com Helvetica

A brincadeira do Google no maior feriado da Internet, April Fools Day ou 1 de Abril desse ano é voltado as pessoas que vão buscar sobre a fonte mais séria e respeitada entre os designers a Helvetica. (Por exemplo, é usado em sinalizações de muitas cidades do mundo, como o Nova York). E que quando é feita a busca, muda para a tão odiada Comics Sans que já comentamos milhares de vezes aqui.

 

Distribua

Coca-Cola: A Maquina da Amizade

O vídeo a cima mostra a “La Máquina de la Amistad”, uma maquina super interessante que foi colocada em diversos lugares da américa latina no dia 20 de Julho do ano passado. Pensado por Ogilvy Argentina. Vale lembrar ainda que o dia do amigo foi inventado por um argentino, que no dia que o homem supostamente pisou na lua em 1969, Enrique Ernesto Febbraro enviou mais de quatro mil cartas para diversos países e idiomas para instituir o dia do amigo.

Distribua

Dia Mundial do Design Gráfico

Hoje comemora-se o “World Graphics Day”, na tradução literal, dia o mundial do design gráfico.

Criado no aniversário da Icograda (International Council of Graphic Design Associations) em 1995, esta data é descrita como “uma ótima oportunidade para reconhecer o design e o seu papel no mundo.”

Ainda a Icograda convida a todos que completem a frase “Eu valorizo o design porque…” e celebrem também no Twitter, utilizando a hashtag #wgd2010.

Aqui você ainda pode baixar os posters criados para que você complete, com canetão o porque você valoriza o design. (vide abaixo)

Mais informações e downloads no site da instituição.


Distribua

Projeto para Dummies

Comovido pela indignação de como as pessoas não compreendem inteiramente o que é um projeto, decidi escrever este pequeno artigo sobre as terminologias utilizadas em projetos de fronteira, onde o design, engenharias, administração e negócios se misturam, porque depois de 2 semanas estressantes de reunião, aeroportos e atrasos de avião, não há quem agüente ouvir tanta asneira de tanta gente, incluindo colegas de profissão e trabalho. Aqui vai o desabafo!

Dilbert

PRINCÍPIOS
Como todo bom texto fundamentado, jogo de cara um apontamento de CASAROTTO, “… Nos países de língua inglesa não há projeto, mas ‘Design’. Nesses países denomina-se ‘Project’ a um empreendimento, a um trabalho, mas não a um projeto de engenharia.” Esta definição é importante visto que a maioria dos estudantes, profissionais e outros correlatos ao projeto trocam estas definições. Simplificando CASAROTTO para os mais leigos: Design é a junção da forma e função de um determinado item, ou produto. Projeto é sinônimo do Empreendimento que terá como resultado um dito Produto ou Serviço.
Apenas para entortar o pensamento e depois descomplicar: Design tem especificação, Projeto tem Escopo, mas, o produto também tem Escopo! E agora? Simples, no início de um projeto tradicionalmente se realiza o Ante-Projeto do Negócio, vislumbra-se o consumidor, mercado-alvo, concorrentes, normas, regulação governamental e outros parâmetros. Tudo isso para se estruturar de forma parametrizada, ou metrificada as funções que o produto irá realizar. Somando um mais um: Escopo do Produto é similar a Função Global do Produto (agora na linguagem da dupla dinâmica da engenharia alemã: PAHL & BEITZ (vulgarmente conhecidos como as duas tábuas que o engenheiro Moisés – primo do outro famoso – trouxe lá de um morro). E para bom entendedor: que diacho esse produto vai fazer? [A] Ligar? [B] Receber SMS? [C] Têm agenda? [D] Função PIM? [E] Pode cair na piscina? Tratando-se de um celular…

OS PONTOS FOCAIS
E o Escopo do Projeto? Muito simples, o que o projeto realiza?  Com quais outros parâmetros? O que se gerencia? Gerência é gestão? Para fechar, perguntas cruciais com respostas diretas segundo o PMBOK, gerenciamento de recursos financeiros, recursos humanos, prazos, comunicações, integração, custos, qualidade, riscos e aquisições. E principalmente como reta final, como dito anteriormente: o projeto tem entregas na forma de documentação, protótipos, relatórios. É do projeto, ou Project que se obtém o Design (produto ou de peças gráficas)!

OS OBJETIVOS DO PRODUTO DESCONTRUIDOS
Design tem especificação! Agora é mais simples, pois as faixas de operação dos parâmetros (para não estender basta olhar no bom e velho BAXTER) têm valores qualitativos e quantitativos para as suas funções, retomando as funções definidas anteriormente: [A] Ligar /receber, e realizar 1 ligação em espera com 1 chamada em espera, [B] Receber SMS com armazenamento em Cartão de Memória Flash (até 4Gb) e/ou memória flash do celular (até 40% do espaço da memória total de 20Mb), [C] Agenda com fotos, tons polifônicos e/ou MP3, perfis de usuário e com capacidade para 40% do espaço da memória flash do aparelho, [D]  Função PIM compatível com MS-Office e Apple MobileMe, [E] Resistente a quedas na água e/ou respingos. Esta especificação é definida ao final do Projeto Informacional, segundo ROZENFELD, FORCELLINI e o resto da tropa de elite. Portanto, uma especificação é definida (ou mesmo designed na língua inglesa) no projeto, e ao final do mesmo ela é alcançada via o Produto ou Serviço. Isto tudo sem me aprofundar nas questões de especificações qualitativas!

XINGA QUE É BOM
Subindo um pouco o calão, vamos agora pontuar alguns xingamentos estratégicos de projeto; [1]retorno do investimento, [2] janela de oportunidade, [3] aquisição, [4] T2MKT, [5] Supply-Chain, e para fechar senão isso se torna um tratado o famigerado Estudo de Impacto Ambiental [6].
Como a Administração é movida por ondas, ou modas, portanto o [1] Retorno do Investimento também é chamado de ROI ou ROA, respectivamente traduzido da língua inglesa como Retorno do Investimento ou Retorno dos Ativos! E Ativos são um sinônimo para investimentos financeiros, e em círculos menos abastados como dindin ou verdinhas. Obviamente com uma boa dose de lucros, afinal, esta bibliografia toda não é da antiga União Soviética ou de Cuba. A Janela de Oportunidade (OW – oportunity window) é um termo muito comum na Astronáutica (NASA), pois uma janela é objetivamente um ângulo de saída da terra em sincronização com eventos celestes (posição de planetas e objetos menores) que possibilitem aceleração gravitacional de modo a se reduzir o uso de combustíveis e conseqüentemente massa e custo na retirada de artefatos, como foguetes, naves, mísseis balísticos e outros objetos perturbadores. E a Janela de Oportunidade que tratamos nos projetos é um paralelo ao termo usado na Astronáutica; a oportunidade de se lançar determinado produto ou serviço com os menores esforços para se obter o máximo de rendimento. As [3] Aquisições tratam de compra de serviços diversos, de maquinário, da contratação de laboratórios e até mesmo de Designers, pasmem! A sigla agressiva [4] T2MKT é outro modismo para Tempo para o Mercado, ou seja um paralelo com Janela de Lançamento que nem todos os seres humanos conseguem muito bem diferenciar, muito menos quem vos escreve. E obviamente para um produto ou serviço operar (ou funcionar) é necessário o desenvolvimento da Cadeia de Fornecimento ou [5] Supply-Chain, que nada mais são que todos os envolvidos nos processos de fabricação, manufatura, integração (montar o LEGO), empacotamento (colocar o LEGO na caixa, logística (joga as caixas de LEGO nos caminhões)… Já o [6] Estudo de Impacto Ambiental  é um processo que normalmente envolve uma Agência governamental que sofre pressões de Ministérios de Desenvolvimento e correlatos, Ativistas, ONGs como Greenpeace (não compreendidos globalmente pelas instituições governamentais e pelos seres munidos de terno e gravata) e apoiados por estudantes de todas as facções, inclusive do design!

Obviamente tinha que terminar com, ufa, Design!

Distribua

Embalagem comemorativa Lámen

Acabo de conhecer a embalagem comemorativa de 50 anos da criação do lámen.

Foi lançada como edição especial, prometendo o sabor original do produto.
Trabalhando com as cores marrom e laranja, pode até soar um pouco forte para os dias de hoje, porém trata-se de uma interessante oportunidade (também disponível por diversos outros meios) de conhecer,  comparar e refletir como o design de embalagens é um produto do seu tempo, refletindo tendências estáticas e culturais de determinada época.

Há, ainda, uma ilustração de um pintinho, também parte da versão original da embalagem antiga,  que anuncia o tempo de preparo: 1 minuto e meio(!), tempo que dobrou nas versões atuais do produto (na verdade, no verso, descobre-se o “segredo” do preparo mais rápido…). No topo da embalagem existe um logo comemorativo “Think Next 50”.

No verso, as referências continuam: ilustrações típicas dos anos 50 “ensinam” como preparar o “miojão”, além de trazer uma rápida história de “Momofuko Ando”, que criou o lámen em 1958 (saiba mais aqui).
Tanto no verso quanto nas laterais da embalagem, existem inscrições japonesas, reverenciando a criação original do produto.

Você deve estar se perguntando:“cadê a foto da tal nova embalagem?”
Respondo: minha máquina digital “morreu” ontem à noite, na mão de um inadvertido amigo sob os efeitos do vinho, mas voltará, em breve. Assim, não tive como fotografar a embalagem; até mesmo o meu celular está na assistência técnica (“que cara azarado”, você deve estar pensando!).
Fiz uma “pequena” busca na internet, porém não consegui encontrar imagens (“pequena” devido a pressa de freelas pra terminar), peço sinceras desculpas!
Se alguém descobrir um bom link, mande via comentário!
No site da Nissin também não tem!

De qualquer maneira, resolvi escrever este pequeno artigo dominical colocando-os a par da novidade.
Grande Abraço!

Distribua

Para não dizer que não falei das flores – Design no SPAM

Spam feito com a RONDA do Ceará

Pois é, o governo do Ceará no final do ano passado, de modo inédito no país, aparelhou com tecnologia de ponta as viaturas da Polícia daquele estado, foram adquiridas Toyotas Hilux completas, sistemas de gestão de informação e tudo mais, foi um alvoroço, uma confusão, um Spam na mídia. O resultado hoje é que dizem uns que foi um gasto desnecessário, outros que é investimento em tecnologia e segurança. Bem, resta o futuro nos dizer no que isso vai dar. Mas nos, por sua vez, podemos dizer que foi bem gasto! Pelo menos tem design, e o design do computador de bordo é nosso!

Para maiores informações sobre o projeto e o SPAM, visitem o http://blog.tipod.com.br, o spam está lá com fotos na íntegra!

Foto de Painel com o Computador de Bordo desenvolvido pela TipoD para a Autotrac

Distribua

BlogBeach

blogbeach.gif
Este final de semana o Design.com.br esteve presente no 1º BlogBeach em Bombinhas – Santa Catarina, que reuniu blogueiros super legais de todo o Brasil.

Eu não pude enviar nenhum artigo ou notícia no blog pois optamos por deixamos o notebook de lado e curtir a praia, e logo logo vocês poderão saber mais sobre o que rolou no blogbeach relacionado a NADA, Design, Comunicação, Publicidade e Mídia.

Abraço a todos que acompanham o Design.com.br e assim que eu voltar pra Curita trago mais artigos e notícias para “nozes”.

Distribua

Helvetica Film

helvetica-film.jpg

Além dos 50 anos completados em 2007, recentemente foi lançado um documentário sobre a Helvetica com seu uso, e história. Afinal, meio século e continuar com toda essa elegância não é para qualquer uma! (uí)

Mais informações no site oficial do documentário: http://www.helveticafilm.com

Murilo Contro – http://www.clubedaleitura.org

Distribua

Aluna da PUCPR recebe prêmio internacional de Design

Designer disputou concurso com representantes de 35 paises. O projeto premiado foi uma plataforma de ônibus para acesso de pessoas com necessidades especiais.

A aluna do curso de Desenho Industrial da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Daniele Adamo Andreos, 21 anos, recebe no próximo dia 4 de março o prêmio IF Product Design Award 2008, o mais importante da categoria do mercado europeu. A cerimônia será realizada em Hannover, na Alemanha. Daniele desenvolveu um projeto para a empresa paranaense Daiken Indústria Eletrônica. A plataforma para acesso a ônibus de pessoas com necessidades especiais concorreu com 2.771 projetos de 35 países. Daniele ainda concorre ao prêmio IF Concert, destinado a estudantes, no qual participa com o projeto de um banco.

 

Daniele trabalha desde junho como designer da Daiken e vai concluir o curso na Universidade no final deste primeiro semestre. “Não imaginava ser premiada logo na primeira vez que me inscrevi num concurso e ainda mais numa premiação internacional”, comemora ela, que fez questão de receber o prêmio pessoalmente na Alemanha. A empresa e a designer receberão o selo internacional de qualidade em Design. Durante a cerimônia, também serão anunciados 50 participantes que serão premiados com o prêmio Gold.

 

A plataforma desenvolvida pela designer ficará exposta na feira da IF em Hannover, entre 4 de março e agosto de 2008. A expectativa dos organizadores da exposição é receber cerca de 300 mil visitantes de todo o mundo.

 

Copy paste daqui.

Distribua

SUGESTÕES DE NATAL

sugestao natal
Eu e o Fernando Galdino (bromco) estávamos esta semana pensando em que presente de Natal dar a todos vocês que estão nos acompanhando lendo, comentando e enviando dicas de post.

 

Pensamos em criar um sorteio, mas o mesmo alegra somente a uma pessoa 🙁 então resolvemos abrir uma discussão (nos comentários) falando sobre “o que eu quero no design.com.br”, onde o mesmo cada usuário pode elaborar uma idéia do que poderia ter e o que melhorar e nós do design.com.br procuraremos implementar em 2008.

Porque sugerir algo neste site?
Para que você tenha tudo que procura em um único lugar e esteja satisfeito com o mesmo.

Como faço minha sugestão?
Basta deixar um comentário escrito, exemplo: eu quero que no design.com.br um negocio pra mim por meu portfolio online.


Que sugestões não pode?
Nada de cracks, seriais e muito menos conteúdo pornográfico.


Como saberei quais sugestões foram escolhidas?
Será feito um post no dia 02 de Fevereiro falando sobre as melhores sugestões e as que poderão ser criadas.

Bom gostaria de me despedir de todos e lembrar que estarei de volta no Design depois do Natal, a todos um Feliz Natal.

(PS; fui um bom menino neste ano, quem quiser me dar um mac book pro to aceitando).

Distribua

Brushes de Natal (Photoshop)

Após uma breve ausência, decidi voltar com um post de brushes de natal para Photoshop. Divirtam-se! (É só clicar na imagem, deixar carregar o site e depois clicar em “Download” do lado esquerdo da tela).

Continue lendo

Distribua

É novo… mas já vi em algum lugar antes…

Não é esta a exata sensação que temos ao andar nos shoppings centers nos dias de hoje?

Refiro-me não as promoções e taxas de crédito “acessíveis” a todos. Digo em questão ao visual como um todo.

Andando em um dos maiores shoppings centers da América Latina (pelo menos é o que eles dizem) senti uma sensação estranha, subitamente havia perdido a orientação. Não sabia mais em que ponto do shopping eu me encontrava. Levei um tempo para me localizar. Passado o susto voltei aos meus afazeres natalinos.

Pouco tempo depois, perdido novamente! Ora essa! To certo que não sou o cara mais orientado do mundo (basta ver quantas vezes eu perco meu carro nos estacionamentos da vida) mas assim também já era demais! Até mesmo para mim. Então incomodado com a situação comecei a tentar achar motivos para esta situação.

A resposta me deixou assombrado, praticamente TODAS as lojas do referido shopping haviam itens de decoração praticamente idênticos! Ou seja, não havia mais referencial para qual loja era qual. Em alguns casos acabei notando que as próprias logos era muito semelhantes, não sendo as lojas necessariamente concorrentes.

Movido pela curiosidade comecei a fazer pequenas perguntas aos lojistas, perguntas como:

-Quem teria feito a decoração da loja?

– Era algum profissional ou ficou a cargo dos vendedores?

-O projeto foi concebido por algum Designer?

-Que empresa?

As respostas variavam enormemente de loja para loja. Mas se as respostas variavam por que os resultados não?

Aê entramos na questão da qualidade profissional, as lojas que usaram seus próprios vendedores na missão de decoração de suas vitrines, salvo os erros óbvios e esperados de um trabalho executado por leigos, vimos basicamente uma pesquisa e, claro, cópia do que eles viram em outras vitrines e poderia ser executados por eles mesmos. Ora mas isso era o esperado quando se usa o trabalho de leigos, nada demais até aqui.

O espantoso se encontra nas lojas que usaram ajuda profissional, freelancers, empresas e até escritórios de arquitetura para desenvolver suas decorações de natal. Por que estes trabalhos estavam extremamente parecidos? Até onde a culpa é do cliente (ao pedir algo semelhante ao concorrente) até onde é culpa do profissional?

Nós profissionais temos a obrigação de saber a diferença entre pesquisa, referência e plágio. E isso para se dizer o mínimo possível (afinal já to me arriscando a levar pelo menos uns 9 processos pelo que já coloquei aqui)

Não seria a ética profissional proibitiva e desencorajadora no que se refere a plágios e cópias descaradas? Afinal ao copiar você esta roubando seu colega de trabalho, ao se apossar de uma idéia que não foi sua! Simples assim.

Mas aparentemente tanto nosso comercio quanto nós mesmos ainda temos um longo caminho a percorrer!

Mas eu ainda sou teimoso… tanto que continuo a desejar Feliz Natal e Prospero Ano Novo para todos nós! ;^)

Distribua

La Fête des Lumières 2007

Novamente Lyon, na França, nos brinda com um evento maravilhoso.

lumiere_2.jpg

Em sua oitava edição, o evento conta além das instalações de renomados Light Designers, com eventos culturais, experimentações de acadêmicos e espalha-se por outros distritos da região.

Algumas imagens:

lumiere_3.jpg

Light Trail – Lyon Department for Public Light

lumiere_4.jpg

Orchards of Yesteryear – Géraud Périole

lumiere_5.jpg

Cocoon Stems – Erik Barray, Emmanuel Thery, Bertrand Jayr.

lumiere_6.jpg

Ice Cube – Arno Piroud

lumiere_7.jpg

lumiere_8.jpg

In Passing, Student Experiments – Les Grands Ateliers de l’Isle d’Abeau

lumiere_9.jpg

Fishing for Stars – Carole Ferreri et Akira-Lisa Ishii

lumiere_10.jpg

Light Esphere – Sky Light

lumiere_11.jpg

The Passengers of Saint-Paul – Emmanuel Sautai, Thomas Bart

lumiere_12.jpg

“Regeneration” Naturelle – GL Events

lumiere_13.jpg

Anagram Image – Heiko Höfer

lumiere_14.jpg

Hidden Face – Gilbert Moity

lumiere_15.jpg

I Love Lyon – Jacques Rival, Les créatonautes, Fa Luminance, Espace néon.

lumiere_16.jpg

Cultures – Alain Benini

lumiere_17.jpg

In a Thousands Pieces of Light – François Fouilhé, Jean-Baptiste Laude

lumiere_18.jpg

New Tone – Jacques Rival.

lumiere_19.jpg

Urban Escapism – Benoít Deseille, Benedetto Bufalino.

Pra quem quiser saber mais, visite o site: http://www.lumieres.lyon.fr

Distribua

Dia do Design | Designer

Primeiramente gostaria de começar esse post dando os parabéns a todos os profissionais e estudantes da área de Design, e como presente, estamos agregando ao Design.com.br novo visual e diversos recursos, como lista de e-mails que será utilizada para debates, para enviar classificados sobre empregos, e também de divulgação de palestras e troca de arquivo e o nosso fórum (comunidade no orkut) » Design.

Hoje estamos dando inicio a novas parcerias com outros sites/blogs:

Com Limão
Deathsign
Design Brasil
Design em Dia
Revista Zupi

Enfim parabéns a todos nós, e espero que nossos trabalhos sejam mais valorizados pelos clientes e que a regulamentação da profissão seja breve. Que assim seja, amém!

Distribua