Lixo, criatividade, improviso, gambiarra = reuso

Eu particularmente acho esse tipo de design, onde a criação propriamente dita, se faz através da sensibilidade da observação de objetos que ganham adaptações para terem novos usos, a cara do Brasil. Improviso, reuso, gambiarra, criatividade.

Muitos descriminam, acham que não é design. Acham feio, porco, etc. Pouco me interessa. Acho que a o maior legado disso tudo é prolongar a vida do que poderia estar largado pelos cantos, poluíndo o mundo.

Abaixo listo 15 projetos de gente do mundo todo, que com baixíssima tecnologia disponível e muita criatividade deu nova vida muitos objetos. E justiça seja feita, alguns de rara beleza.

  1. Botijão de gás + Marcos Davidson = Luminária
  2. Garrafar PET +Klein Dytham architecture = Parede de tijolos
  3. Garrafas PET + Mana Bernardes = Bijoux
  4. Garrafas PET + Johanna Keimeyer = Luminárias
  5. Talheres + Copos de plástico + Luis Luna = Pendentes
  6. Lâmpadas fluerescentes queimadas + Castor Design = Luminária
  7. Tubo de PVC + Jost Litzen = Sapateira
  8. Roupas velhas + Gary Harvey = Vestidos
  9. Rolos de papel higiênio + Yuken Teruya = móbiles
  10. Janelas + Cheft = Estufa
  11. Pneumáticos + Jan Willem van Breugel = Bolsa
  12. Fitas K7 + Transparent House Studio = Luminárias
  13. Caixas de fruta de madeira +  Baileys Home & Garden = estante
  14. Lixeira + Ami Drach & Dov Ganchrow’s Design Studio = Poltrona
  15. Banheira + Reddish Design = Poltrona

Compilei muita coisa do excelente blog do Rodrigo Barba

Outros projetos de mesma complexidade ou que vão te dar um pouco mais de trabalho para serem executados, podem ser vistos na Comunidade Superuse, que tem twitter (@superuse)

Distribua

Projeto de moto BMW h


Visto no Bideyks

Distribua

O avanço do ecodesign


Esse post em especial foi feito à pedido da Beatriz Passos, que nos mandou um email pedindo um artigo sobre design sustentável no Brasil. Em contra partida convidei a Daiane Santana que é Engenheira Ambiental e escreve no blog VivoVerde para falar mais sobre. Espero que gostem, e vocês também podem fazer seu pedido de post no dicasdepost@design.com.br.

O Ecodesign ou melhor, design ecológico como é conhecido também, o desenvolvimento de produtos com consciência ambiental. Mas o que viria a ser esta consciência ambiental? Eu, você pode ter ou não atitudes que contribuem para o controle de um bom ambiente, o que interessa é que este “novo termo” ecodesign vem sendo difundido entre as empresas com grande facilidade e sendo bem empregado por várias destas.

O ecodesign engloba bem mais do que apenas o produto final, ele tem a característica de um estudo detalhado do “ciclo de vida do produto”, abrangendo desde a matéria-prima e materiais, até o planejamento, desenvolvimento, produção, uso e descarte do produto. Visando esta característica posso ressaltar outra prática utilizada, o cálculo do desempenho ambiental durante este processo, que é uma medida de quanto custa existir, no caso o cálculo de quanto se gasta ou polui o meio durante a produção.Para ficar mais claro de como seria o desempenho ambiental é só imaginar algo cotidiano como, por exemplo, a leitura de um livro, este livro gastou papel, que gastou árvores, que protegiam o solo, que faz a água andar mais devagar e ficar mais limpa e por aí vai… Como se pode perceber, todas estas ações geram um custo, e assim é medido o desempenho ambiental. O ecodesign se apropria deste conhecimento e em cada etapa devem ser considerados os impactos ambientais decorrentes e avaliadas as possibilidades de melhorias até mesmo com o desenvolvimento e emprego de novas tecnologias.

Vocês já viram como as embalagens de celulares vem cada vez menores? Ou a redução da quantidade de embalagens para um mesmo produto, o uso de refis e a utilização de embalagens retornáveis (como as de cerveja), são técnicas que diminuem o uso de materiais e, de quebra, o custo total do produto; a utilização de embalagens e materiais biodegradáveis e que podem ser encontrados na região para diminuir o impacto com transporte e a não utilização (se possível) de produtos químicos perigosos ou tóxicos.
Pensar nestas práticas hoje em dia é dever para os designers que queiram se destacar, pensar em novas práticas de sustentabilidade em vários setores é um bom diferencial.
A reutilização e reciclagem é um fator legal, utilizar de matérias-primas provenientes de fontes sustentáveis, como por exemplo, matérias-primas proveniente do rejeito de outras indústrias, matérias-primas orgânicas (alimentos orgânicos), e matérias-primas renováveis em substituição às não renováveis são bons exemplos do que se pode fazer com elas.

O objetivo principal do designer que queira partir para esta área é colocar em mente o foco em criação de produtos com baixo impacto ambiental possível.

Me lembro que minha avó fazia umas colchas, tapetes, lenço de sofá de sobras de panos (retalhos), mal ela sabia que já contribuía para a ideia do ecodesign.
Vamos a alguns exemplos:
Poltrona feita de retalhos.

360 garrafas de plástico foram transformadas em feltro, para dar vida a esta cadeira acima.

Feito de pedaços de madeira totalmente artesanal, uma a uma.

Luminária que utiliza lâmpada de led, por ter um baixo consumo e um tempo de vida médio muito superior ao de uma lâmpada incandescente ou mesmo a economizadora.

O troféu acima é do Campeonato de Megarampa que ocorre todo ano, feito em madeira com certificação do FSC (Conselho Brasileiro de Manejo Florestal) para produção das peças.

Poltrona “Giramundo” criada pelo Marcus Ferreira, feita de restos de tecidos.


Perceba que nem sempre a produção necessita ser de restos, material reciclado ou algo do tipo, dá sim para conciliar a tecnologia a favor do consumo consciente e da produção voltada para um desempenho ambiental bem mais baixo.

Com inteligência e conhecimento de matérias primas, material em bom estado, dá para ter uma peça bonita e sustentável, no qual o cliente irá pensar duas vezes antes de escolher um produto que não tenha esta vertente, pelo menos é este o caminho que o consumidor deve tomar.

Fontes:
Quarto Sala e Info Escola


Distribua

2

Materiais recicláveis reinventados em móveis e objetos de decoração. É este o atrativo da segunda edição da Mostra Müller Ecodesign, aberta ao público até o dia 20 de agosto, no Cinema do Shopping Müller.

Entre os autores dos cenários, estão os coordenadores técnicos da mostra Marcelo Calixto e Rose Guazzi, Carla Kiss, Claudia Machado, Claudia Pereira, Elaine Zanon, Fernando Schwertner, Lupércio Manoel e Souza, Marli Faust, Vanderlan e Nadia Bentz, Paula Solagna, Priscilla Muller e Varínia Schwartz.

A mostra pode ser conferida de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h. A entrada é gratuita. O Shopping Müller fica na Av. Cândido de Abreu, 127 ? Centro Cívico.

Distribua

Concurso: Green Life

O concurso Iida (Incheon International Design Awards), realizado pela cidade sul-coreana de Incheon, traz como tema, este ano, “Green design and daily life” (design verde e vida cotidiana). Com o objetivo de premiar projetos que promovam a coexistência harmoniosa de homem e natureza, o concurso se divide nas categorias “Design verde para os seres humanos”, “A cidade e o design verde” e “Design verde e comunicação”. A primeira delas premiará produtos e itens domésticos que utilizem materiais orgânicos ou reciclados, ou estejam integrados a tecnologias avançadas a fim de sugerir novos estilos de vida.

A segunda categoria busca a melhora do ambiente das cidades por meio de arquitetura, iluminação e mobiliário urbano ambientalmente amigáveis. A terceira focará os materiais promocionais e de informação sobre o design verde.

O concurso é aberto a designers de todo o mundo e as inscrições, gratuitas, podem ser feitas até o dia 25 de agosto. Cada candidato pode inscrever até dois projetos em cada categoria.

O vencedor receberá US$ 5 mil, além de US$ 3 mil para as despesas de viagem à Coreia para a premiação.
Dois projetos serão premiados com o segundo lugar, e cada um deles receberá US$ 3 mil, mais as despesas de viagem. Cada um dos três classificados em terceiro lugar receberá US$ 2 mil cada, mais despesas de viagem.

Haverá ainda três escolhidos pelo público da Internet e três escolhidos pelos visitantes da exposição. Cada um desses seis projetos receberá US$ 1.000,00. Mais informações, assim como o regulamento do concurso, no site:www.iida.kr.

Distribua

II Simp

fucampi

Visando discutir o papel do ensino de Design na região norte diante do cenário sustentável na Amazônia, acontece de 16 a 18 de julho, em Manaus, o II Simpósio de Educação em Design na Amazônia. A realização do evento é da Fucapi, com financiamento da Fundação de Amparo a Pesquisa do Amazonas (FAPEAM),
e o apoio da Universidade Federal do Amazonas e da Universidade Martha Falcão.

O evento terá três dias de programação, com apresentação de posters, palestras e mini-cursos com pesquisadores de âmbito nacional e regional. Um dos objetivos é o de listar ações que promovam o benefício do meio ambiente na região através do incentivo de novas pesquisas e do despertar de uma consciência ecológica em projetos de design.

As atividades acontecerão na Fucapi: Av. Gov. Danilo de Matos Areosa, 381 – Distrito Industrial – Manaus.

Informações

http://portal.fucapi.edu.br/simposiodesign2009/
Tel.: (092) 2121 3148
Email: simposiodesign@fucapi.br

Distribua

Concurso: Pr

premio

Para estimular o uso de madeira certificada, e incentivar a adoção de critérios ecológicos no desenvolvimento de produtos, a EcoLeo está organizando seu primeiro Prêmio de Design. O produto apontado como o melhor na categoria profissional receberá um prêmio no valor de R$ 5 000,00  – na categoria estudante, a quantia é de R$ 2.000,00. Os projetos devem utilizar madeiras certificadas, que podem ser de várias espécies: timborana, cedro, muiracatiara, piquiá, roxinho, freijó, sucupira, teca e eucalipto. Também podem ser utilizados painéis de MDF, compensado ou aglomerado. Materiais complementares são permitidos, desde que tenham baixo impacto ambiental.

Os produtos premiados farão parte da 7 ª edição da mostra Design & Natureza, que acontecerá no shopping D&D, na cidade de São Paulo, no mês de setembro. Mais informações no site www.designenatureza.com.br/premioecoleo.

Distribua

Greener Gadgets

No final do mês de Fevereiro, o site Core77 promoveu juntamente com outras instituições, a segunda edição do Greener Gadgets, evento que busca promover a discussão sobre novas tecnologias em energia, reais soluções para reciclagem de eletrônicos, novas invenções em produção eficiente de energia e estudos de caso em negócios ‘verdes’. Juntamente com este evento de um dia, o site promoveu também um concurso que buscava novas soluções em “gadgets” ecológicamente corretos.

Como requisitos, o concurso procurou soluções que minimizassem o impacto ambiental do consumo de equipamentos eletrônicos em qualquer estágio do ciclo de vida do equipamento.
Foram consideradas dentro da sustentabilidade as áreas de materiais/lifecycle/reciclagem, impacto social, e desenvolvimento educacional. Os designers podiam também focar em uma área do cotidiano, um contexto, um material ou um equipamento específico.

Após a primeira fase, os selecionados por uma comissão foram para o juri popular, onde era possível ver o produto com uma breve descrição e também deixar comentários. Dentre os selecionais, existe até soluções propostas por grandes escritórios de design, como a Frog Design.

O grande destaque do concurso fica por conta da promoção da educação como uma das diretrizes para novos produtos sustentáveis. Além da aplicação de novos materiais e da redução de outros, a inclusão da educação como parte da comunicação do produto está presente em diversas soluções propostas.
Apesar do período de votação ter terminado, vale a pena conferir os produtos e também os comentários deixados por outros designers. Fiquem atentos para o próximo ano!

http://www.greenergadgets.com/

Distribua

Ecodesign na UP

Quem é de Curitiba já está abtuado com a UP (u – pê), ex Unicemp e agora só Universidade Positivo.

Eles estão lançando ano que vem uma pós graduação em Ecodesign.

Seguem detalhes:

Continue lendo

Distribua

O que

Uma compilação de vídeos para você aprender ou ensinar o que é design e o que faz um designer.
Para celebrar o dia de hoje, dia do design.

Distribua

Universidade Portas Abertas na UniverCidade

A UniverCidade promove, entre os dias 9 e 12 de setembro o evento “Universidade portas abertas”, como parte do “Rio + Design”, projeto da Sedeis-RJ (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Rio de Janeiro) e que acontece em paralelo à “Brazil Design Week“.

A semana contará com mostra de trabalhos, palestras e oficinas. Entre as atividades previstas estão as palestras “Design ecológico e sustentabilidade”, com João Lutz, no dia 9 às 19h00, e “Grafitti e interferência Urbana”, com Carlos Horcades, no dia 10 às 19h00, e a oficina “Design Digital”, que será ministrada por Edson Rufino de Souza no dia 12, das 9h40 às 13h00.

A UniverCidade fica na Av. Epitácio Pessoa, 1664 (Lagoa) RJ. Mais informações, inscrições e programação no site da UniverCidade: www.univercidade.edu.

Distribua

Cat

O Catálogo Sustentável armazena informações sobre produtos e serviços avaliados a partir de critérios de sustentabilidade e selecionados pela equipe de especialistas do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (GVces) com patrocínio do Banco Real.

Lá é possível encontrar as informações técnicas, as características sustentáveis e a avaliação dos impactos ambientais dos produtos convencionais nas principais etapas de sua vida – matéria-prima, processo produtivo, utilização e descarte final.

Dica do Felipe Gomes

Distribua

Green Earth – Concurso de Design Gr


CALL FOR ENTRIES
international graphic design competition.
Following the success of last year’s ‘love your earth‘ competition, designboom and the DA design association japan have joined together, along with TOBU DEPARTMENT STORE to organize the ‘green earth’ international design competition.

green earth
international graphic design competition


CALL FOR ENTRIES
International graphic design competition. Following the success of last year’s ‘love your earth’ competition, designboom and the DA design association japan have joined together,
along with TOBU DEPARTMENT STORE to organize the ‘green earth’
international design competition.


Participation is open to applicants from every country in the world, to professionals, students, and design-enthusiasts. Free registration required.

Leia mais sobre as regras, e prazos do concurso no Design Boom.

Distribua

7

Estão abertas até o dia 27 de julho as inscrições para a 7° edição do Prêmio Planeta Casa 2008, promovido pela revista Casa Claudia.

O objetivo é valorizar as idéias de ação social e sustentabilidade em projetos imobiliários ou de arquitetura de interiores de profissionais e estudantes das áreas de design, arquitetura, construção e decoração.
O concurso possui sete categorias de participação: Ação social:
cuidado com o meio ambiente e bem-estar
, Produtos: decoração e eletrodomésticos, Produtos: materiais de construção, Projeto arquitetônico: bem-estar na casa e cuidado com o planeta, Design de interiores/Mostras de decoração: Bem-estar no ambiente, Projeto de produto desenvolvido por estudantes e Empreendimentos imobiliários.

A premiação será dividida da seguinte maneira: serão cinco colocados para as primeiras três categorias e apenas um colocado para as demais, os quais receberão um troféu e certificado do Prêmio. As inscrições são gratuitas e devem ser enviadas para a revista “Casa Claudia”, que fica na Avenida das Nações Unidas, 7221 (Pinheiros), São Paulo.

Regulamento, formulário de inscrição e mais informações no site da revista: casa.abril.com.br/casaclaudia.

Distribua

Concurso: Eurobike Award 2008

Estão abertas até o dia 25 de julho as inscrições para a quarta edição da competição internacional “Eurobike Award”. Organizado pelo iF (International Forum Design), o concurso tem como objetivo apresentar bicicletas que sejam funcionais e inovadoras além de ecologicamente responsáveis.

A competição é dividida em 19 categorias, abrangendo, ao lado de vários tipos de bicicletas, acessórios, equipamentos, roupas e componentes eletrônicos. Estudantes podem participar pela
primeira vez com projetos experimentais de produtos ou conceitos ainda não implementados na categoria “Concepts”.

A taxa de inscrição é de ? 100,00 para os que forem expor e ? 200,00 para os restantes.
A inscrição é gratuita para estudantes. Os vencedores receberão certificados, material gráfico para a divulgação do produto e o direito de uso do selo iF.

Há ainda a premiação especial “Eurobike Green Award” para o projeto mais ecologicamente correto.
Regulamento, inscrições e mais informações no site do iF: www.ifdesign.de.

Distribua