Sobre a multidisciplinaridade do Design

Não sei vocês, mas uma das primeiras coisas que me atrairam para escolher o design como minha profissão foi a possibilidade de conhecer muitos mundos, de sempre poder sair da rotina e aprender sempre. Talvez muitos de vocês ainda não tenham se dado conta, mas para fazer um bom projeto devemos pesquisar a fundo sobre o tema, conhecer de verdade todas as vertentes e caminhos daquele tema que o projeto trata.

Engano de alguns achar que esse tipo de conhecimento deve ser restrito a projetos grandes, pois quanto melhor a sua pesquisa e seu conhecimento, melhor o resultado do projeto. Esse tipo de pensamento nos forma, nos faz querer sempre saber mais e promove crescimento enquanto profissionais. Com os anos, traz o amadurecimento. Mas mesmo com o amadurecimento nunca devemos deixar de querer saber mais e aprender sempre.

Essa vontade de conhecer novos mundos move nossa criatividade e nos torna profissionais multidisciplinares, aquele que entende todo o projeto e o processo, costurando conhecimentos de outros, unindo os saberes em prol de um objetivo comum.

O conhecimento pode e deve ser nossa melhor característica, que não se aprende em cursos rápidos. Vamos manter a vontade de conhecer o mundo e com certeza seremos melhores profissionais, sem medo de concorrências menores e de menos valor.

@carolhoffmann

  • Gostei muito da forma e da linguagem abordada no texto, muita gente acha que design é apenas desenhar… mas ai de nós se não projetarmos direito, com todas essas pesquisas e estudos. Viraremos mais um micreiro.

  • Exatamente Rafic. O conhecimento só nos acrescenta e nos prepara mais para o próximo projeto, Inclusive nossos erros servem como aprendizado.

    Abraços.
    Carol Hoffmann

  • Sem dúvida, os projetos mais inovadores vêm de abordagens multidisciplinares. O designer não deve ser o responsável por tudo, mas também não pode ser só um empurrador de mouse. Deve sim ser o catalisador de pesquisas e conhecimento de diversos assuntos para compilar um projeto viável, útil e funcional. Basta olhar ao seu redor, e imaginar as equipes e tipos de profissionais envolvidos na concepção e produção dos seus objetos e peças favoritas.

  • Muito legais as opiniões da Carol Hoffmann. Nos refrescam o pensar sobre o nosso papel no desenvolvimento dos projetos que participamos.

  • Muito legal o texto, Carol. Acho que o termo mais adequado para o que você quer dizer é interdisciplinar, em vez de multidisciplinar. Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *