Irmão Campana Chinês: Copiando e Recriando…

 

Luminária feita de garrafas de vinho ou espumante

Sou designer de produto formado, mas desta vez me senti um Irmão Campana Chinês. Por que? Simples, ano passado li uma matéria em um site americano de “faça você mesmo” que demonstrava com criar uma Luminária bem bacana… Daí peguei minha experiência de designer de produto e recriei a luminária. O efeito final é o de “vaga-lumes” voando dentro de uma garrafa de espumante… Confira este efeito em vídeo, e as dicas de como fazer. Clique aqui…

No final das contas, acho que vou nomear este produto de arte “arteira” de Luminária Vaga-Lumes. E aproveitem e deem uma visitada no recém inaugurado espaço da Bebideria no Facebook…

Não me entendam mal, copiei e deixei claro! Mas fica o dilema, Irmão Campana Chinês nessa aqui ou não? E quem mais já fez uma destas?

Distribua

História da Arte

Como nunca ninguém pensou em usar gatinhos fofinhos para contar a história da arte?

Distribua

Qual o rótulo mais bonito de 2009?

Caros colegas e entusiastas de design. Devido ao grande acesso do público na Bebideria.com.br, trazemos um assunto polêmico: o rótulo mais bonito de vinho. Cabem aqui discussões quanto à estética, forma, função, público… Fora as relacionadas ao universo do vinho em si. Mas para encurtar, fica a provocação: qual o mais bonito? Acessem a matéria na íntegra e respondam ao questionário. No final do processo traremos para cá os resultados e todos os encaminhamentos da discussão, e ainda a votação do ano seguinte…  Um bom fim de semana e bons tragos e causos!

Distribua

Luminária de Vinho

Para designers e entusiastas da bricolagem: Uma luminária de garrafa de vinho! Esta é uma ótima idéia para a decoração de Natal, maiores detalhes de como fazer passo-a-passo, acessem a Bebideria.com.br.

Distribua

Concurso: Estampa para Ecobag DRC Treinamentos

Nada mais atual do que ser sustentável. E esta é uma responsabilidade que ninguém pode se isentar! Pensando nisso nasceu a campanha de sacolas ecológicas do DRC. O projeto é simples, mas os resultados serão enormes!! Vamos distribuir 800 sacolas ecológicas nos meses de janeiro e fevereiro entre nossos alunos, e quem vai fazer a estampa dessa sacola é você!

A estampa terá a sua assinatura!
Esta será uma excelente oportunidade para conhecermos seu trabalho, ilustrarmos nosso produto e ainda ajudá-lo a ser mais ecologicamente correto.

Além disso seu trabalho será exposto a muitas pessoas, e vamos divulgar o vencedor do concurso em todas as nossas mídias: Site do DRC, com mais de 32 mil acessos mensais, Facebook com quase 4 mil curtidores e twitter com cerca de 3 mil seguidores.

Coloque sua imaginação pra trabalhar, pois estamos curiosos pra saber quem será o grande vencedor do concurso! Mas pode pensar com calma no assunto, você tem até o dia 01/11/2011 pra nos enviar o layout que você aposta que será o vencedor.

Leia todas as regras com atenção!

Distribua

Arte para subirle un par de grados al invierno

 

 

 

Abrigado hasta la médula, me dirigí a Santa Fe 2729. Era la apertura de Fiebre, que nos dice ser una galería de arte muy contemporáneo. Localizada en un paseo comercial, comparte espacio con talleres de arte, y varios locales comerciales entre los cuales se destacó en mi percepción (no sé por qué) una tintorería. La entrada al paseo brilla, sobre todo con tanta gente al fondo. Lo primero que pensé fue: “qué bueno que tanta gente se interese por el arte emergente”, lo segundo fue: “qué bueno si hubiera mucho más gente que escuchara al arte emergente”, lo tercero fue: “claro, ahí es cuando deja de ser emergente”.

Me hice un self service de vino rico y Viva la Patria!, me acordé de los actos escolares. Banderines celestes y blancos, escarapelas, guirnaldas decoraban la noche rodeada por medianeras. Atravesé la gente con idea de ir para el fondo (siempre cuando llego a un lugar, antes que nada, hago el reconocimiento del terreno). Pero a poco me encontré varado en la vidriera de Fiebre. Postergué la idea de reconocer el terreno y me metí de lleno en la muestra. Me encontré, fundamentalmente, con dos cosas: la muestra y los visitantes, que al toque se hicieron difíciles de distinguir, dado que ambos actuaban como sistema y se complementaban. El sistema era algo así como: Miro, sonrío, comento, analizo; miro, sonrío, comento, analizo; miro, sonrío, comento, analizo.

Eso generan las obras de Ramiro Smith Estrada, desde una ironía ingeniosa inmersa en el contexto nacional actual, con choques propagandísticos y de humor gráfico. Un mensaje que pretende sacar de las paredes de una casa, oficina o bar, las risas que generan esas cosas de las cuales no hay que reírse. A quién no le gusta reír, de qué no nos podemos reír, por qué no?
No me gusta ponerme a criticar arte porque creo que todas las diferencias terminan en el mismo lugar donde empiezan: a mi me gusta/ a mi no me gusta. Como me gustó, le pedí a Ramiro Smith Estrada que nos cuente algo de su serie Viva la Patria:

“Con VLP desacralizo ciertos personajes y humanizo otros que no lo merecen, no busco la revisión histórica, la memoria, el juicio de valor, aunque sea esto lo que se logre en una 2da lectura. Mi interés yació siempre en la primera lectura (toda obra puede tener mil lecturas distintas, q varían con el tiempo, con el espectador, con la circunstancia, etc.) mi interés yace en el shock, en la primera impresión, en la sorna, en la primera sonrisa irónica que se le escapa al espectador un poco sin querer que lo vean, porque no está seguro si está permitido (aún) reírse del dictador Videla en el rol de líder de banda de reggae o de la ceguera, en este caso política del gran maestro de la literatura argentina, Borges.
Cada primera impresión nos habla de nosotros como público, como colectividad, como país, donde nos reímos del múltiple asesino convicto Barreda al que prácticamente se lo adora como una figura religiosa, donde se nos escapa una risa media melancólica con el Favaloro lonely hearts club band, siendo quizá este el más fuerte, el que más nos duela, porque a pesar de lo poético de la imagen, lo que deja al final es un sabor amargo, el del héroe suicidado en un país que lo ignoró. Todo esto fuimos y somos, y hoy lo revemos en la descontextualización de estos personajes que nos obliga nuevamente a releerlos, a recordarlos y a reposicionarlos en nuestro presente.”

Después reanudé el reconocimiento geográfico. Entré y salí varias veces. Hubo más vino, choripanes y alguna cerveza. Charlé con amigos y con Tomás Fox, uno de los galeristas, quien me contó que además de las piezas exhibidas, había en venta serigrafías del artista estampadas en otros fondos de colores a un precio más accesible. Añadió que en Fiebre no sólo se dirigen a la gente que está nadando en el mar del arte, sino también a aquellos que están recién evaluando la temperatura del agua, por eso creen que la accesibilidad es un valor importante en una galería que desea que el arte, como la Fiebre, se contagie.

Mientras, la tintorería siempre ahí, mirándome.

Link Fiebre Galería: www.fiebregaleria.com.ar

Link Ramiro Smith Estrada: www.flickr.com/ramirosmithestrada

 

 

 

 

Distribua

Um pouco de design natural… Árvores Aranha

A natureza é a maior artista conhecida, com suas cores e formas… Quando penso em natureza e design algo que sempre extasiado me eram as teias de aranha. Abaixo as fotos dessa exótica árvore.

 

 

Fuentes:

http://www.flickr.com/photos/dfid/5571189922/in/photostream/
http://www.generaccion.com/noticia/98078/pella-araenvuelven-varios-oles-pakist
http://america.infobae.com/notas/22150-Pakistan-las-aranas-se-aduenaron-de-los-arboles- 

 

 

Distribua

Pixelshow Recife – 16 a 17 de Julho 2011


Organizado pela Zupi, o evento nasceu em 2005 e a próxima edição acontece em Recife, Pernambuco.
Com uma programação imperdível, o Pixel Show reúne profissionais do mundo das áreas de ilustração, games, concept art, design, animação, cinema, intervenção urbana, fotografia, novas mídias, charges, cartoons, artes plásticas e tecnologia. Palestras, workshops, feira de arte, exposições, festival de animação, sessões de live painting com artistas consagrados.

Participe desse encontro e venha pensar e discutir a arte contemporânea com os melhores criativos do mercado.

CRANIO . GRAFFITI (Brasil)
Nascido em São Paulo, Fabio “Cranio” é um dos grandes nomes do Graffiti no Brasil. O artista trabalha nas ruas desde 1998, pintando índios azuis em muros de sua cidade natal. Seus personagens, detalhados e contemporâneos, já viraram sua marca registrada, e se destacam em meio ao terrível caos urbano.

DANILO BEYRUTH . HQ (Brasil)
Autor das famosas HQs Necronauta e Bando de Dois, o artista paulistano Danilo Beyruth nem sempre trabalhou na área: começou sua carreira em agências publicitárias, e chegou a fundar, com mais 3 sócios, um estúdio especializado em ilustração publicitária. Mas seu talento e paixão pelos quadrinhos falaram mais alto, e foram determinantes para torná-lo um dos expoentes em seu campo no Brasil. A palestra do artista no Pixel Recife promete animar o público.

RAUL TEODORO . DESIGN GRÁFICO (Brasil)
Raul Teodoro é designer, artista e desenvolvedor. Apaixonado por tipografia e experimentação, desde 2001 se aventura pelo mundo da inovação e tecnologia, com projetos realizados para agências nacionais e internacionais, além de exibir seus trabalhos artísticos em revistas e galerias de arte pelo mundo. Atualmente trabalha como designer, diretor de arte em plataformas digitais e inovação pela Fiat do Brasil S/A, Grupo Fiat.

RAUL LUNA . MULTIMÍDIA (Brasil)
Pernambucano natural de Recife, Raul Luna é um artista multimídia, que atualmente atua nas áreas de ilustração, design, música e vídeo. Foi um dos fundadores da TV Primavera, coletivo experimental que procurava problematizar a presença da mídia digital na sociedade. Raul também já criou trabalhos para as bandas Coquetel Molotov, Niedermeier & Whitehead e exibiu sua arte em cidades como Londres e Moscou.

AQUIRIS . GAMES (Brasil)
A Aquiris Game Studio é referência nacional em produção de games. Criada em 2006, a empresa trabalha com Game Experience: desenvolve jogos para web, amostras digitais e realiza projetos de realidade virtual. A criatividade e o talento dos três sócios que comandam o estúdio conquistaram clientes de renome, como Embraer e Olympikus e prometem inspirar o público do Pixel.

ESTÚDIO ALBA . DESIGN GRÁFICO (Brasil)
Fundado em 2009 em Maceió, o Estúdio Alba preza acima de tudo pela liberdade de criação em várias frentes. É tendo este diferencial em mente que o Pixel Show os terá entre seus palestrantes, compartilhando sua experiência nas áreas de Identidade Visual, Ilustração, Impresso, Web e Moda. Cada área é desenvolvida pelo Estúdio Alba de acordo com as suas particularidades; por isso, seu vasto repertório de referências promete ainda mais inovações ao evento.

DOUBLELEFT . WEB E INTERATIVIDADE (Brasil)
Doubleleft é um estúdio de produções interativas com um pouco menos de dois anos. Criado pelos sócios Alexandre Souza, Gabriel Laet, Guilherme Almeida e Paulo Perez, o estúdio nasceu com uma cultura multi-disciplinar que permitiu a criação e o desenvolvimento de uma série de projetos de alto-nível tecnológico e de características bem diferenciadas para o mercado digital nacional e internacional.

AP303 DESIGN STUDIO . DESIGN & ILUSTRAÇÃO (Brasil)
O estúdio de design e ilustração AP303 chega ao Pixel Show Recife trazendo para a discussão suas múltiplas linguagens e identidades. Sediado na Bahia, onde foi criado pelo casal Dandara Almeida e Bruno Biano, o AP303 soma referências e explora diferentes plataformas com total liberdade, seja online ou offline. Os criativos prometem animar a plateia presente no evento.

FRANCISCO SABOYA . ECONOMIA CRIATIVA (Brasil)
Francisco Saboya é economista, engenheiro de produção e professor da Universidade de Pernambuco (UPE). Com esse currículo multifacetado, ele traz ao Pixel Show Recife um pouco de sua experiência em economia criativa e tecnologia. Desde 2007, é diretor-presidente do Porto Digital – parque tecnológico da capital pernambucana – e conselheiro do CESAR – Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife.

MULTITOUCH BARCELONA . DESIGN DE INTERAÇÃO (Espanha)
O grupo de design Multitouch Barcelona, cria instalações e produtos em que o indivíduo é convidado a interagir com a tecnologia, a criar, tocar, sentir. É essa experiência de integração entre real e digital que o grupo traz ao Pixel Show, prometendo uma palestra bem multimídia e contemporânea.

Distribua

Messi animation

Mi primer post y el tema, como buen argentino, no podía ser otro que el fútbol. Pero por suerte, los equipos protagonistas de esta animación son de bien lejos, al igual que el creador de la obra. Uno de los jugadores retratados es Lionel Messi. Muchos dicen que es el mejor del fútbol actual, otros quizás no coincidan, pero si hay algo en lo que todos vamos a estar de acuerdo es que mirando este video nos podemos olvidar un rato del fútbol para admirar el trabajo de la pieza. Diseño, creatividad, fútbol y un particular manera de usar la cabeza para que las ideas tomen forma.

Distribua

COBERTURA: 4° PUMA Urban Art

Para quem esteve esse final de semana em Buenos Aires, teve a oportunidade de conferir muita cultura e arte urbana no Centro Cultural Recoleta. Com a quarta edição do PUMA Urban Art que reuniu mais de 50 mil pessoas, incluindo grandes artistas como o D*Face (conhecido por suas imagens anarquicas) . Eu peguei o evento meio de surpresa e só estava com um iPhone na mão, algumas imagens eu busquei na internet para poder mostrar a vocês as artes com mais qualidade, já outras não. Mas pude reunir um pouco do que teve no evento para vocês. Espero que gostem!

Nem o cenário passou batido, além de trabalhos de diversos outros artistas, D*Face deixou o lugar com uma boa cara urbana, skate e dj tocando ao vivo com um telão passando um pouco de tudo que tinha no evento.


O blog visioninvisible descobriu também intervenções nas ruas Peru e Estados Unidos… Bolivar e Independencia… Chacabuco y Carlos Calvo… Independencia e Peru.

Além do Dean Stockton citados e mostrados acima também tinha artes do Mark Dean Veca (abaixo), Frank Kozik (depois do Mark…), conhecido como especialista em posters de rock, ao exemplo Red Hot Chilli Peppers, Nirvana e Pearl Jam e desenho de bonecos de vynil. E artistas argentinos como Estudio2veinte, Bosque, Martín Orza, Il Santito, Juan Abba, Martín Diez y Axtor Espeluzland, entre otros. Abaixo:

 

Mark Dean Veca

 







Frank Kozik…


 

Um pouco mais…

Bosque

Martin Orza

 

Santiago Palazzesi (ElSantito)

Po! (Pato Oliver)

Joaquin Croxatto

 


Vale ressaltar ainda que o festival contou com mais artes (não foram só as postadas aqui) e  diversas atividades, além da exposição, a que teve mais destaque foi do filme Exit Through The Gift Shop (que já comentei aqui) e que foram exibidas nos dois dias que ocorreu o evento. Teve também curtas do D*face (estou esperando o link para postar aqui) e exibição de outras obras “Argentinas e Internacionais” uma que teve um grande destaque mostrou Graffiti em 3D (esperando o link também). Também foi exibido um filme Bag It – Sua vida é plástica, da diretora Susan Beraza que fala sobre impacto do meio-ambiente e da saude humana devido ao uso intensivo de plástico, e tentando propor meios alternativos da para melhorar a qualidade de vida e que o plástico acaba causa prejudicando não só a nós seres humanos, o link para o trailer eu encontrei e está abaixo que pode te dar uma ideia melhor sobre o que é o documentário (o trailer está bem bom).

Sabe para que foi feito tudo isso? Só para divulgar o novo tênis PUMA 917 Punk.

Na minha opnião sensacional, forma de levar cultura as pessoas para divulgar seus produtos.

Distribua

Um elogio à solidão

Camila Garcia é fotógrafa, professora universitária e documentarista e escolheu o preto e branco para ilustrar com sensibilidade ímpar o ensaio “Um elogio à solidão”.

Não sei se a solidão que sinto ao andar por estas ruas está em mim ou nelas.
Sei apenas que estas imagens em preto e branco denunciam timidamente a ausência de sonhos que vejo aqui.
Tenho a impressão que neste lugar as pessoas não são felizes, ou eu é que jamais seria.

“Um elogio à solidão” faz parte do projeto “Paisagem e Memória”, parceria de Camila Garcia e Renato Negrão sobre as mudanças de São Paulo e tem como suporte as artes visuais.

Distribua

Mostra no Rio explora a arte do videogame

Festival Internacional de Linguagem Eletrônica abre edição dedicada à produção independente de jogos no Brasil e exterior.

Começou esta semana e vai até 8 de maio no Rio de Janeiro uma edição toda dedicada a games do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (FILE). Com foco na produção independente, a exposição lança um olhar artístico sobre os jogos eletrônicos.

Continue lendo

Distribua

Ferramenta de desenho online myoats.com

Não espere uma ferramenta com o poderio de uma Adobe, mas é incrivelmente lúdico e divertido desenhar neste site. A galeria mostra vários boas criações, de homenagens a Keith Haring até incríveis mandalas.
Dica da Cátia Rissi e da Denise Dick.

Distribua

LivingShade por Adi Marom

LivingShade / by Adam Lassy and Adi Marom from Adi Marom on Vimeo.

Não se trata de um projeto novo, é de 2008. É hipnótica essa “parede viva” proporcionada por essa peça onde cada passagem de luz atua de forma individual, podendo construir painéis luminosos e controlar a intensidade de luz em ambientes diversos.
O trabalho de Marom, oscila entre o genial e a arte sarcástica, como é possível ver ao longo de todo seu portifolio.

Distribua

Animação: A Saga de Biorn

Feito por alunos de uma escola dinamarquesa, a excelente animação conta a historia do velho Biorn, um viking que está em busca do paraíso, a Valhalla, que é o local para onde todo o guerreiro vai após a morte. Porém essa morte precisa ser de forma honrada e isso não é tão fácil assim. Dica do Renato Reno do Bicicleta sem Freio.

The Saga Of Biorn from The Animation Workshop on Vimeo.

Distribua