Vai de Open Source?

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Eu sempre noto que muitas pessoas perguntam sobre a utilização de softwares livres para uso em sua agência/trabalho, visando gastar menos com taxas de software. Tendo em vista isso, fiz diversas pesquisas durante alguns dias para trazer as ferramentas disponíveis e também os detalhes de cada ferramenta.

O Software Open Source é um programa com o conceito de ser livre, ou seja não é vendido e nem almeja qualquer lucro para ser distribuído. Abaixo alguns exemplos conhecidos que rodam em multiplataforma, ou seja Linux, Mac OS X, Windows e alguns outros.

Open Office – Suíte de aplicativos para escritório (semelhante ao ofice)
7-Zip – Compactador de arquivos (semelhante ao winzip)

Blender – modelador 3D, motor de jogo e rendenizador (semelhante ao 3Dmax)

Inkscape – Editor gráfico vectorial (semelhante ao Illustrator, CorelDraw)

Scribus – Diagramação e organização de páginas (semelhante ao InDesign ou PageMaker)

Gimp – Editor de imagens (semelhante ao Photoshop)

Aptana – Software para desenvolvimento web (semelhante ao Dreamweaver)

Firefox – Navegador web (semelhante ao Internet Explorer ou Safari)

* Se esqueci de algum outro software importante nessa lista, deixa no comentário que eu implemento o artigo.

Eu fiz uma pesquisa esse final de semana, com alguns leitores via Twitter, MSN e Orkut e lista de email do dG. Buscando saber se há alguma limitação ou facilidade em utilizar os softwares de criação no dia-a-dia.

Bastante pessoas me ressaltaram o valor da criatividade sobressaindo o valor da ferramenta. Ou seja, se você sabe fazer bem, você fará, independentemente de ser um GIMP ou Photoshop. (Verdade? Talvez)

Algumas pessoas também sobre diversos problemas com GIMP como o “bug” da Wacom (onde fica com o lag no programa) e disseram que tentaram usar a ferramenta porém se depararam com o “Gimp Sucks” (em inglês) e voltaram ao Photoshop.

Quanto ao Inkscape, me foi citado que ele ta mais para um CorelDraw, do que um Illustrator, em termos de qualidade, deixando a desejar em diversos fatores ao criar um vector. Sem contar a compatibilidade com os formatos dos concorrentes. Porém reza lenda que é o melhor programa para caligrafia digital. Vide video abaixo.

No quesido 3D o Blender foi agraciado com funcionalidades avançadas, batendo muitas vezes de frente com o 3DMax (por quem sabe usa-lo, vide o video abaixo) e fica para trás apenas nas documentações e falta de tutoriais na net.

Já o Scribus, tem um problema maior, ele não é tão conhecido, não é compatível com theme windows 7 (ou seja se você o usa, terá de mudar para o modo clásssico, e também não possuí uma documentação de tutoriais vasta.

O Aptana teve o destino bem diferente, usado por muitos, o grande rival do Dreamweaver, fornece suporte a diversas linguagens como CSS, HTML, JavaScript, XML, PHP, Ruby on Rails, Adobe AIR, e também bibliotecas AJAX e no quesito documentação, conta com o Aptana.tv onde há amostras do uso do sistema, sem contar a imensidade de forums a respeito.

Infelizmente não tive mais tempo para testar um a um os sistemas, com excessão do Aptana, que o utilizo. Para detalha-los mais para vocês. Mas um ponto semelhante em todos as coisas open source, são muitas vezes a falta de documentação e forums por quem o utiliza. Isso o torna algo semelhante a uma dízima periodicacom final UM, dez pessoas usam o software, uma apenas que contribui e o resto apenas “suga: , o que acontece? a comunidade não se desenvolve!

O Resultado de usar software livre é se contentar com qualquer apoio, sem qualidade (muitas vezes), sem manual, e alguns sem recursos.

Ou seja, esqueça manuais, esqueça tutoriais. O Software livre precisa de uma compreensão diferente, você tem que fuça-lo, clicar nos botões e descobrir o que eles podem fazer por você. O manual não vai te ensina-lo, é apenas sua rêferencia para conhecer o programa as funções.

É um “amor” díficil, por assim dizer.

Ter uma agência com esses softwares, obrigando os funcionários que entram a abandonar suas ferramentas a operar uma nova, eu acredito que não é nenhum pouco agradável, viável. Porém se você está começando agora e se familiariza com o software e conseguir executar seu serviço com qualidade, porque não usar?
Mas meu conselho ainda é quebrar o cofre da agência e investir no pacote de softwares proprietário que seus funcionários utilizem.

Se você é um profissional e está pensando em usar essa ferramenta só para aparecer no currículo é burrice. Não importa o que você usa, importa o que você faz!

Peço a todos que estão leram este artigo que respondam a nossa enquete ao lado (Você usa software original?)


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Distribua

6 comentários

  • "O Resultado de usar software livre é se contentar com qualquer apoio, sem qualidade (muitas vezes), sem manual, e alguns sem recursos." Baseado em que vc fala isso?Existem otimos tutoriais e documentações sobre os softwares citados, um software pago não garante nada que a documentação é boa......
  • Simples, tenta trabalhar com um desses softwares, pense em algo que você precisa e procure na net uma documentação. Software pago não garante a documentação boa, o que garante é que um software conhecido é usado por muitos, e divulgado por muitos, o que faz com que tenha mais material disponivel.
  • Um dos maiores exemplos de Open Source é o Apache, e a documentação dele é ótima, assim como vários outros sistemas como Jquery, Wordpress, PHP, linux, Aptana... etc.. Discordo totalmente em relação a documentação. Se este artigo fosse da década de 90 até iria concordar, mas hoje o fato de ser Open Source ou não, não interfere na qualidade da documentação muito menos do software. Muitas vezes por ser código aberto facilita o aprendizado e também a correção de bugs ou falhas. E porque um rato morto na foto?
  • Com certeza, jquery, wordpress, php, etc são muito bem documentados, assim como outras tantas plataformas CMS existentes. Mas a ideia do artigo é mostrar as dificuldades de se trabalhar com os softwares no dia a dia, substituindo pacotes como o da Adobe por estes. O que mostra outra realidade totalmente diferente, a grande falta de informação em alguns aspectos.
  • You should think of “free” as in “free speech,” not as in “free beer.” - já dizia o Stallman já dizia. Ele pode tanto ser vendido quanto distribuido com lucros; pois o intuíto principal dele é "o código-fonte ir junto com o programa" e "você pode dar uma olhada nele" e "dependendo do tipo da licença Open Source, poderá usá-lo e/ou alterá-lo em diferentes níveis de utilização.". Como há muita confusão nestes termos, a maioria dos distribuidores de softwares Open Source tiram seus lucros justamente na Distribuição e na prestação de Serviços. Capicce paesano?