Quil

O projeto KM.M.MM – Viver Design em São Paulo que acontecerá de 3 a 9 de novembro. Entre seus objetivos está conscientizar o cidadão paulistano em torno da importância do design em seu cotidiano, da moda ao urbanismo, promover a democratização do design e dar visibilidade internacional para São Paulo como importante centro da economia criativa.

O design está em toda parte. Desde o detalhe no acabamento de uma embalagem ao urbanismo; dos metros quadrados ao criar um ambiente decorativo aos milímetros no design gráfico. Viver em São Paulo significa viver o design em todas as suas formas. Dessa idéia surgiu o conceito KM.M.MM.

Durante a semana Viver Design em São Paulo, a cidade será palco de uma série de atividades como seminários, oficinas e mostras, todas gratuitas, que acontecerão em várias partes da metrópole para mostrar como o design é um fator presente no dia-a-dia de todos os paulistanos, legitimando a idéia de ?Design para todos?, e como pode agregar valor aos bens e serviços gerados na cidade. Fortalecer o setor de design significa, assim, fortalecer a economia paulistana como um todo. O projeto de apoio ao desenvolvimento das indústrias criativas, com ênfase no design, atende assim a uma estratégia de inserção internacional da cidade.

Como cada elo da cadeia criativa tem demandas pontuais e específicas, a semana ?Viver Design em São Paulo? busca contemplar todos os níveis do setor produtivo ? associações de classe, instituições de ensino, micro, pequenos e médios empresários, formadores de opinião ? e, mais do que isso, todas as vertentes do design: de produto, moda, embalagem, marca, interiores, jóias, gráfico, etc.

A Semana Viver Design em São Paulo reunirá várias expressões do design ? moda, arquitetura, design gráfico, graffiti, produtos, webdesign, formação educacional e profissional ? em exposições, seminários, oficinas e mostras por toda a cidade. A Semana Viver Design em São Paulo pretende consolidar-se no calendário de eventos da cidade e na agenda internacional da economia criativa. Para isso conta com um grupo de trabalho cujos participantes, todos voluntários e reconhecidos em sua área de atuação, representam as seguintes áreas do design definidas no projeto: HABITAR Design, VESTIR Design, COMUNICAR Design, USAR Design, PENSAR Design.

  • HABITAR Design – esta área do projeto discutirá o urbanismo e suas ramificações, arquitetura e design de interiores. A principal questão abordada será como assegurar que numa escala kilométrica, a da paisagem urbana, esses aspectos sejam democratizados e acessíveis à população em geral.

Para estimular a discussão, o grupo de trabalho HABITAR Design planejou intervenções no quadrilátero da Cor da Rua ? projeto social que trabalha com ex-moradores de rua e catadores de lixo que criam móveis feitos de sucata – como nova fachada para as casas onde funciona o projeto, recuperação de calçadas e valorização da área.

Também será criada uma galeria virtual, que terá como primeira exposição as intervenções do projeto Cidade Limpa. Além disso, será divulgado o Roteiro do Graffiti, uma lista que identifica pontos da cidade grafitados por artistas reconhecidos mundialmente, para que as pessoas visitem os locais. A intenção é promover uma reflexão a respeito dessa expressão do design e sobre a diferença entre pixação e graffiti.

Curadoria: Regina Monteiro ? Diretora de Projetos, Meio Ambiente e Paisagem Urbana da EMURB e Patrícia Anastassiadis – Arquiteta e Designer de Interiores

  • COMUNICAR Design ? design gráfico, webdesign, som e ramificações.

Entre as atividades que farão parte da programação deste segmento, está a exposição de Karim Rachid, um dos maiores nomes do design mundial; e a mostra da última Bienal Brasileira de Design Gráfico ADG Brasil.

Curadoria: Ronald Kapaz – Sócio-Diretor da OZ Design/Design Gráfico e Sônia Valentim de Carvalho ? Diretora Financeira da ADG/Designer Gráfica

  • VESTIR Design ? moda, acessórios, jóias e ramificações.

Para ampliar o conceito de democratização da moda, vários estilistas irão desenhar peças exclusivas, que ficarão expostas em espaços públicos, juntamente com seu molde e indicações de como foram feitas, para que as pessoas possam reproduzi-las em casa. A idéia é resgatar com isso, o papel de figuras importantes do segmento como costureiras, alfaiates e a importância da qualidade no processo de reprodução do estilo.

Nesta semana também acontecerá oficinas de costura em comunidades da periferia e a 24ª edição da Casa de Criadores, evento revelador de jovens talentos da moda brasileira, que nesse projeto se apresenta em tom de incubadora, com desfiles abertos à população de São Paulo.

Curadoria: Jum Nakao – Estilista e Diretor de Criação e Paula Limena – Sócia-Diretora Imageneer|Consulting/tendências de mercado

  • USAR Design ? design de produto, o objeto pensado, criado, testado e produzido sempre em interação com o cidadão e como solução de melhor uso.

Haverá palestras de designers brasileiros e internacionais; workshop sobre design sustentável; exposições de produtos do cotidiano e de designers premiados; exposição dos vencedores do Prêmio IDEA/Brasil 2008, a edição brasileira do maior prêmio de design dos Estados Unidos, considerado um dos mais importantes e reputados prêmios de design do mundo; mostra de jóias do artesanato paulista e seminário sobre a importância do design para as pequenas e médias empresas.

Curadoria: Ernesto Harsi – Presidente da Associação de Design de Produto e Sheila Brabo – Diretora do Centro São Paulo Design – CSPD

  • PENSAR Design ? formação acadêmica; estudos de caso; comportamento e relações humanas com o design. Contempla a educação ? formação dos designers ? comportamento e relações humanas, em áreas como psicologia, administração, engenharia.

Nesta área, alunos de diversas instituições de ensino irão desenvolver projetos que envolvem comunidades da periferia, que serão expostos em várias regiões da cidade.

Curadoria: Alexander Lipszyc – Diretor da Escola Panamericana de Arte e Design ? EPA e Andréa Naccache ? Psicanalista, criadora do Movimento pela Criação Brasileira – MOVE

3 a 9 de novembro de 2008
Informações Gerais:
Anita Stefani ? astefani@prefeitura.sp.gov.br – Tel.: 11 3113.8542
Daniele Roldán? droldan@prefeitura.sp.gov.br – Tel.: 11 3113.8546
Mariana Figo Gaspar ? mfigogaspar@prefeitura.sp.gov.br – Tel.: 11 3113.8541

3 respostas para “Quil”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *